Uso da hidrocinesioterapia em pacientes com síndrome da fibromialgia: revisão bibliográfica / Use of hydrocinesiotherapy in patients with fibromyalgia syndrome: bibliographic review

Caroline Rodrigues de Barros Moura, Jordano Leite Cavalcante de Macêdo, Adrielle Memória da Silva, Laércio Bruno Ferreira Martins, Luis Augusto da Silva Santos, Mayara Martins de Melo, Letícia Maria de Araújo Silva, Larissa Kelly de Araújo Cardoso

Abstract


INTRODUÇÃO: A síndrome da fibromialgia (SFM) é uma doença reumatológica de etiologia desconhecida caracterizada por dor musculoesquelética difusa e crônica, com pontos sensíveis nos músculos ou na junção miotendinosa. Frequentemente, é associada à incapacidade funcional,  depressão,  ansiedade, sono não reparador, fadiga, rigidez matinal, déficit de memória, cefaleia crônica, constipação ou diarreia. A hidrocinesioterapia é fortemente indicada para o tratamento da fibromialgia, pois durante a imersão, os estímulos sensoriais competem com os estímulos dolorosos, interrompendo o ciclo da dor. Os efeitos estão relacionados a alívio da dor, diminuição dos espasmos, redução da fadiga muscular e da rigidez, relaxamento muscular, aumento da amplitude de movimento e da circulação sanguínea, fortalecimento muscular, aumento da resistência muscular, aperfeiçoa o condicionamento físico, flexibilidade, padrão do sono e humor. OBJETIVO: O objetivo do presente estudo é analisar, através da aplicação dos questionários de Qualidade de Vida SF-36 e o Questionário de Impacto de Fibromialgia (QIF), a utilização da hidrocinesioterapia em pacientes com diagnóstico de fibromialgia. MATERIAIS E MÉTODOS: Este é um trabalho de revisão bibliográfica, onde foram usados os descritores: hidrocinesioterapia, fibromialgia e fisioterapia, nas bases de dados: Bireme, Google Acadêmico, PubMed, SciELO, PEDro e Lilacs. Foram excluídos trabalhos do tipo revisão, tese e dissertações. Foram incluídos trabalhos que utilizaram os questionários SF-36 e QIF como método de avaliação. RESULTADOS: Foram encontrados 12 artigos, dos quais 5 foram incluídos, e 7 foram excluídos. Todos os trabalhos analizados estudaram pacientes do sexo feminino que apesentassem a SFM, e proporam tratamento hidrocinecioterapêutico por pelo menos dois (2) meses. Os estudos demonstraram que os desfechos mais observados com o uso da hidrocinesioterapia em relação aos quesitos abordados pelo SF-36 e pelo QIF foram: melhora da qualidade de vida, do quadro de dor, capacidade funcional e de serviço, fadiga, ansiedade e depressão. DISCUSSÃO: A alteração da capacidade funcional, absenteísmo ao trabalho, redução da capacidade de atividades da vida cotidiana, alta intensidade álgica, fadiga, cansaço matinal, rigidez e depressão, apresentam melhora significativa imediatamente após intervenção com hidrocinesioterapia. Tais desfechos estão relacionados aos efeitos fisiológicos desencadeados pela combinação da água aquecida com exercícios físicos, onde. Além disso, na piscina terapêutica há uma redução da força gravitacional, aumento da circulação, redução dos espasmos, e competição dos estímulos sensoriais com os dolorosos o que permite a realização de exercícios com menos dor e de execução mais fácil. No que se refere à saúde mental, a melhora se dá pelo fato de o exercício físico ser capaz de interferir positivamente no estado mental, melhorando a autoestima e diminuindo a depressão das pacientes. CONSIDERAÇÕES FINAIS: O estudo sugere que a hidrocinesioterapia apresenta desfechos positivos quando utilizada no âmbito da fibromialgia, apresentando resultados positivos no que diz respeito a melhoria de sintomas musculoesqueléticos e psicológicos, estando indicada para pacientes com SFM, sendo importante para a melhora dos quesitos avaliados pelo SF-36 e pelo QIF.


Keywords


Síndrome da fibromialgia, hidrocinesioterapia, SF-36, QIF.

References


CAPPELLERI, J. C.; BUSHMAKIN, A. G.; MCDERMOTT, A. M.; et al. Measurement properties of the Medical Outcomes Study Sleep Scale in patients with fibromyalgia. Sleep Med., 2009;10(7)766-70.

CICONELLI, Rozana Mesquita. Tradução para o português e validação do questionário genérico de avaliação de qualidade de vida Medical Outcomes Study 36-Item Short-Form Health Survey (SF-36). 1997.

D’AGOSTINI, C. M., et al. Intervenção hidrocinesioterapêutica no equilíbrio postural e na qualidade de vida de mulheres com fibromialgia. Revista CPAQV–Centro de Pesquisas Avançadas em Qualidade de Vida| Vol, v. 10, n. 2, p. 2, 2018.

DEGANI, A. M. Hidroterapia os efeitos físicos, fisiológicos e terapêutico da água. Fisioterapia em Movimento. 1998; 9(1): 91-106.

FIORELLI, A.; ARCA, E. A. Hidrocinesioterapia: princípios e técnicas terapêuticas. Bauru: EDUSC, São Paulo: Imprensa Oficial do Estado; 2002.

HECKER, C. D.; MELO, C.; TOMAZONI, S. S. Análise dos efeitos da cinesioterapia e da hidrocinesioterapia sobre a qualidade de vida de pacientes com fibromialgia - um ensaio clínico randomizado. Fisioter Mov., 2011;24(1):57-64.

HEYMANN, R. E. Novas diretrizes para o diagnóstico da fibromialgia. Rev. Brasileira de Reumatologia, 2017.

JORGE, M. S. G.; MYRA, R. S.; SCHNORNBERGER, C. M.; et al. Hidrocinesioterapia na dor e na qualidade de vida em indivíduos portadores de fibromialgia. Rev Inspirar. 2016;8(1):29-33.

JORGE, M. S. G.; et al. Atuação fisioterapêutica em um indivíduo com lúpus eritematoso sistêmico associado à artrite reumatoide e à fibromialgia. ABCS Health Sciences, v. 42, n. 1, p.: 60-64, 2017.

JUNIOR, et al., Fibromialgia: aspectos clínicos e ocupacionais. Rev. da Associação Médica Brasileira, Volume 58, Maio–Jun 2012.

LEME, M. de Oliveira Paes et al. Pain and quality of life in knee osteoarthritis, chronic low back pain and fibromyalgia: a comparative cross-sectional study. Reumatismo, v. 71, n. 2, p. 68-74, 2019.

LIMA, C. R. M.; SANTOS, M. D. A hidroterapia como recurso terapêutico no tratamento da fibromialgia. Visão Universitária, v. 2, n. 1, p.: 80-100, 2016.

LITIERI, R. V. et al. Dor, qualidade de vida, autopercepção de saúde e depressão de pacientes com fibromialgia, tratados com hidrocinesioterapia. Rev. Bras. Reumatol., v. 53, n. 6, p.: 493-500, 2013.

MARQUES, A. P. Fibromyalgia: recommendations and possibilities. Fisioter Pesqui. 2014;21(4)305.

MCNALLY, J. D.; MATHESON, D. A.; BAKOWSKY, V. S. The epidemiology of self-reported fibromyalgia in Canada. Chronic Dis Can. 2006;27(1):9-16.

POLLAK, D. F.; ATRA, E. Aspectos gerais da fibromialgia: atualização terapêutica. Extratos da Literatura Médica Mundial em Fibromialgia. 1999:4.

SCHLEMMER, Géssica Bordin Viera et al. Efeitos da terapia aquática na qualidade do sono, algia e qualidade de vida em mulheres com fibromialgia. Saúde (Santa Maria), v. 45, n. 2, p. 9, 2019.

SEGURA-JIMENEZ, Victor. Fibromyalgia Impact Score in Women with Fibromyalgia Across Southern, Central, and Northern Areas of Europe. Pain Physician, v. 22, p. E511-E516, 2019.

SILVA, K. M. O. M. et al. Efeito da hidrocinesioterapia sobre qualidade de vida, capacidade funcional e qualidade do sono em pacientes com fibromialgia. Rev Bras Reumatol, v. 52, n. 6, p. 851-7, 2012.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv3n4-262

Refbacks

  • There are currently no refbacks.