Plano de parto: O conhecimento da gestante sobre esta ferramenta para empoderamento durante a assistência obstétrica / Birthing plan: Pregnant women's knowledge about this tool for empowerment during obstetric assistance

Manuela Leite dos Santos, Daiane Karine Ferreira da Silva da Silva, Poliana da Silva Andrade, Thaise Torres de Albuquerque

Abstract


Objetivo: Analisar o conhecimento das gestantes a cerca do plano de parto e quais os impactos causados diante do empoderamento feminino durante a assistência obstétrica.  Método: Trata-se de um estudo transversal, descritivo, com abordagem quantitativa, com variáveis referentes ao conhecimento das gestantes a cerca do plano de parto. A coleta dos dados ocorreu através da aplicação de um questionário validado, no período de março a abril de 2019. Os dados foram analisados pelo programa estatístico epi-info versão 3.5.2. O estudo foi aprovado pela Plataforma Brasil sob parecer nº 3.198.680. Resultados: Foram analisadas 80 questionários onde obteve-se resultados relacionados ao plano de parto e sua influência no empoderamento das gestantes. Conclusão: Os enfermeiros da atenção primária não realizam o pré-natal de forma adequada no que se diz respeito ao plano de parto, repercutindo de forma direta na maternidade.


Keywords


Plano, Parto humanizado, Enfermagem Obstétrica.

References


SILVA, A. et al. Plano de parto: Ferramenta para o empoderamento de mulheres durante a assistência de Enfermagem. Revista de Enfermagem da UFSM . Janeiro/Fevereiro 2017, vol. 7, pp. 144-151 [consult. 14 abr. 2018]. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/reufsm/article/view/22531/pdf. ISSN 2179-7692

TOMASI. E. et al. Qualidade da atenção pré-natal na rede básica de saúde no Brasil: Indicadores e desigualdade, Cadernos de Saúde Pública, Pelotas RS,2017

HIDALGO-LOPEZOSA, Pedro; HIDALGO-MAESTRE, María; RODRÍGUEZ-BORREGO, Maria Aurora. Birth plan compliance and its relation to maternal and neonatal outcomes. Revista Latino-americana de Enfermagem, [s.l.], v. 25, p.1-6, 11 dez. 2017. FapUNIFESP (SciELO). http://dx.doi.org/10.1590/1518-8345.2007.2953. Acesso em: 01 maio 2018

GOMES. R. et al. Plano de Parto em Rodas de Conversas: Escolhas das mulheres. Revista min. En fermagem. Agosto, Belo Horizonte MG 2017

CORTÉS, M. et al. Uso e influencia dos Planos de Parto e Nascimento no processo de parto humanizado. Revista Latino Americana Enfermagem. Hospital Clínico Universitário Virgem de La Arrixaca, Murcia, Espanha, dezembro, 2015

SILVA, JC; RODRIGUES, MS. Boas Práticas na Assistência ao Parto: Implicações do Plano de Parto. Sete Lagoas, MG, fev. 2017

QUENTEL, L.L.C. et al. Práticas Educativas com Gestantes na Atenção Primária á Saúde. Revista de Enfermagem UFPE online, Recife, 11(supl.12):5370-81, 2017

PIO, Danielle Abdel Massih; CAPEL, Mariana da Silva. Os significados do cuidado na gestação. Rev. Psicol. Saúde, Campo Grande, v. 7, n. 1, p. 74-81, jun. 2015. Disponível em. Acesso em: 07 maio 2018.

Nascimento RRP, Arantes SL, Souza EDC, Contrera L, Sales APA. Escolha do tipo de parto: fatores relatados por puérperas. Revista Gaúcha de Enfermagem [Internet] 2015 [acesso em 2017 maio 31];36(esp):119-26. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S1983-14472015000500119&lng=p

BRASIL, Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Atenção ao pré-natal de baixo risco [recurso eletrônico] / Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. – 1. ed. rev. – Brasília : Editora do Ministério da Saúde, 2013. 318 p.: il. – (Cadernos de Atenção Básica, n° 32

Roveri LL, Fonseca MRCC. Fatores que influenciam a gestante na escolha do tipo de parto em uma maternidade do interior de São Paulo. Revista Saúde UNG On line [Internet]. 2016 [acesso em 2017 maio 31]; 10(3/4). Disponível em: http://revistas.ung.br/index.php/saude/article/view/2172




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv3n4-239

Refbacks

  • There are currently no refbacks.