Aprendizados na Unidade de Saúde da Família - Relato de Experiência Learning at the Family Health Unit- Experience Report / Learning at the Family Health Unit - Experience Report Learning at the Family Health Unit- Experience Report

Bianca Dore Soares Guedes, Cleyton Cabral Lopes, Fernando Antonio Holanda Pinheiro Junior, Helder Giuseppe Casullo Araújo Filho, Isadora Temóteo Carneiro Costa, Maria Motta Nogueira, Neemias Oliveira, Paulo Cézar Silva Sampaio, Pierre Pereira Lustosa, Luisiane de Avila Silva

Abstract


O relato de experiência dos alunos da graduação em medicina na Unidade de Saúde da Família (USF), localizada em João Pessoa/PB, tem por objetivo descrever o entendimento dos avanços e deficiências enfrentados pela equipe de saúde desde a implantação do SUS, através da vivência no território área e suas divisões territoriais, no 1º semestre de 2020 para, a partir disso, realizar uma ponte entre a teoria do módulo de Atenção em Saúde I do Curso de Graduação em Medicina da Faculdade de Ciências Médicas da Paraíba e a realidade das USF. Acompanhando as ACS, os acadêmicos estiveram aptos a delimitar as principais necessidades de saúde de cada microárea do território adscrito. Além disso, também foram elucidados, na prática, a realização do cadastramento da população e o registro no Sistema Único de Saúde (SUS), explicitando a enorme desigualdade social presente naquele território. O trabalho colaborou para um melhor entendimento dos conceitos de acesso à saúde e cuidado integrado, superando as expectativas previstas. Por meio dessa experiência, foi demonstrada a necessidade de exercer a profissão médica de forma humanizada, com empatia e criando vínculos com seus usuários.


Keywords


Território sociocultural, Unidade Básica de Saúde, Sistema Único de Saúde.

References


BASTOS, G. A. N.; DUCA, G. F. Del; HALLAL, P. C.; SANTOS, I. S. Utilization of medical services in the public health system in the Southern Brazil. Revista Saúde Pública, v. 45, n. 3, p. 475- 484, 2011.

BRASIL. Presidência da República. Lei 8.080, de 19 de setembro de 1990. Dispõe sobre as condições para a promoção, proteção e recuperação da saúde, a organização e o funcionamento dos serviços correspondentes e dá outras providências.

BRASIL. Fundação Nacional de Saúde. Cronologia Histórica da Saúde Pública. ago. 2017. Disponível em: http://www.funasa.gov.br/cronologia-historica-da-saude-publica. Acesso em: 16 mai. 2020.

BRASIL. Ministério da Saúde. ESF - Estratégia Saúde da Família. ago. 2017. Disponível em: https://www.saude.gov.br/acoes-e-programas/saude-da-familia.

BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria 2463/17 de 21 de setembro de 2017. Aprova a Política Nacional de Atenção Básica. set. 2017c.BRASIL. Ministério da Saúde. Sistema Único de Saúde: estrutura, princípios e como funciona. ago. 2019a. Disponível em:

https://www.saude.gov.br/sistema-unico-de-saude.

CARNEIRO, Carla Cabral Gomes; MARTINS, Maria Inês Carsalade. Novos modelos de gestão do trabalho no setor público de saúde e o trabalho do agente comunitário de saúde.Trab. educ. saúde, Rio de Janeiro , v. 13, n. 1, p. 45-66, Apr. 2015 . Available from http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1981-77462015000100045&lng=en&nrm=iso. access on 28 June 2020. Epub Dec 16, 2014.

FARIA, Cintya Cristine Martins da Veiga; PAIVA, Carlos Henrique Assunção. O trabalho do agente comunitário de saúde e as diferenças sociais no território. Trabalho, Educação e Saúde, Rio de Janeiro, v. 18, supl. 1, e0025183, mar. 2020. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1981-77462020000400503&lng=en&nrm=iso.

GUSSO, G; LOPES, J.M.C Tratado de Medicina de Familia e Comunidade: princípio, formação e prática. 2. ed. Florianópolis: Editora Artmed, 2018.

MAFRA, Melissa dos Reis P.; CHAVES, Maria Marta Nolasco. O PROCESSO DE TERRITORIALIZAÇÃO E A ATENÇÃO À SAÚDE NO PROGRAMA SAÚDE DA FAMÍLIA. Família, Saúde e Desenvolvimento, [S.l.], aug. 2004. ISSN 1517-6533. Disponível em: https://revistas.ufpr.br/refased/article/view/8065. Acesso em: 25 maio 2020.

MACIAZEKI-GOMES, Rita de Cássia et al. O trabalho do agente comunitário de saúde na perspectiva da educação popular em saúde: possibilidades e desafios. Ciência & Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 21, n. 5, p. 1637-1646, mai. 2016. Disponível em: https://scielosp.org/article/csc/2016.v21n5/1637-1646/.

NASCIMENTO, Arthur Grangeiro do; CORDEIRO, Joselma Cavalcanti. Núcleo Ampliado de Saúde da Família e Atenção Básica: análise do processo de trabalho. Trab. educ. saúde, Rio de Janeiro , v. 17, n. 2, e0019424, 2019 . Available from http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1981-77462019000200502&lng=en&nrm=iso. access on 28 June 2020. Epub Feb 04, 2019.

ROUQUAYROL, M.Z.; GURGEL, M. Epidemiologia e Saúde, 8ª edição. Rio de Janeiro: Medbook Editora, 2017.SILVA, M. E. de A. et al. Discursividade de agentes de comunitários de saúde acerca do cuidado à criança e ao adolescente com doença crônica na atenção primária. REME – Rev. Min. Enferm. Belo Horizonte, v. 23, p. e-1206-1213. set. 2019.

SILVA, S.; BAITELO, T.; FRACOLLI, L. Avaliação da Atenção Primária à Saúde: a visão de usuários e profissionais sobre a Estratégia de Saúde da Família . Revista Latino-Americana de Enfermagem, v. 23, n. 5, p. 979-987, 1 out. 2015.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv3n4-230

Refbacks

  • There are currently no refbacks.