Relato de caso: "Lacaziose (Doença de Jorge Lobo) em paciente da Amazônia Legal" / Case report: "Lacaziosis (Jorge Lobo's Disease) in a patient from Legal Amazon

Isabelly Montenegro Teixeira, Carolina Gomes Almeida, Gabriel Pereira Ávila, Natália Batista Corrêa, Raíza Júlia Viana Rodrigues, Áglen Álber de Moraes Damasceno, Ingrid Araújo Rebouças, Leticia Fernandes Figueira

Abstract


A Lacaziose, ou doença de Jorge Lobo, é uma micose crônica, granulomatosa, causada por implantação traumática do fungo Lacazia loboi nos tecidos cutâneo e subcutâneo, manifestando-se clinicamente por lesões nodulares queloidianas predominantes, envolvendo sobretudo pavilhões auriculares, face, membros superiores e inferiores, e não comprometendo as mucosas. A maioria dos casos humanos está registrada em países da América do Sul de clima intertropical. Assim, o objetivo deste trabalho foi apresentar as principais manifestações clínicas e achados laboratoriais e histopatológicos de um paciente do sexo masculino, 72 anos, que apresentou os primeiros sintomas da doença aos 42 anos de idade, iniciando com nódulo assintomático na região pré-tibial de membro inferior direito, com progressão contínua das lesões. Após biópsia inconclusiva, paciente só foi diagnosticado corretamente 30 anos depois, após um aumento progressivo do tamanho da lesão, ocasião em que foram observados nódulos eritematosos e placas eritemato-infiltradas no dorso do pé direito e em região pré-tibial. Exames atestaram acantose com hiperceratose, infiltrado mononuclear, presença de fungos arredondados enfileirados, além de coloração método de Grocott positiva compatível com Lacazia loboi.  Assim, paciente foi tratado com Itraconazol de 200mg, que não ocasionou efeitos colaterais. Apresentou redução parcial das lesões dermatológicas após 4 meses do tratamento e o paciente optou por não realizar o tratamento cirúrgico.


Keywords


Infecção, Lacazia loboi, Lacaziose, Micose.

References


BITTENCOURT, M. J. S. Doença de Jorge Lobo: Estudo retrospectivo de casos registrados do serviço de Dermatologia da Universidade Federal do Pará no período de 1967 a 2009. 2010. 114 p. Dissertação (Pós-graduação em Doenças Tropicais) – Núcleo de Medicina Tropical, Universidade Federal do Pará, Belém, 2010.

BORELLI, D. La reservarea de la lobomicosis comentarios a un trabajo del Dr. carlos Peña sobre dos casos colombianos. Mycopathology et Mycologia Applicata. v. 37, n. 2, p.145-149, 1969.

BRASIL. Fundação Nacional de Saúde. Guia de vigilância epidemiológica / Fundação Nacional de Saúde. 5. ed. Brasília: FUNASA, 2002.

BRITO, A. C.; QUARESMA, J. A. S. Lacaziose (doença de Jorge Lobo): revisão e atualização. Anais Brasileiros de Dermatologia. n. 82, p. 475 - 476, 2007.

DE SOUZA, S. P. et al. Doença de Jorge Lobo e a Importância de seu estudo para a Patologia animal e para a Patologia humana. Revista Interdisciplinar de Estudos Experimentais. v. 5, n. único, p. 39-42, 2013. Disponível em: http://docs.bvsalud.org/biblioref/2018/11/964715/2847-8788-1-sm.pdf Acesso em: 10 jan 2020

ESPÓSITO, A. C. C. Et al. Fatores que levam à negligência quanto aos cânceres da pele não melanomas. Diagn Tratamento. v. 22, ed. 2, p. 63-66, 2017. Disponível em: http://docs.bvsalud.org/biblioref/2017/05/833682/rdt_v22n2_63-66.pdf Acesso em: 12 jan 2020

FURTADO, A. N.; ANDRADE, H. S.; PANDINI, E. T.; MOTTA, J.; FRASSON, P. H. L.; FALQUETO, A. Doença de Jorge Lobo: Relato de Caso e Revisão de Literatura. Revista de Patologia Tropical. v. 42, n. 4, p. 459-467, 2013.

KORTE, R. L.; FEITOSA, L. F.; PORTO, A. S.; JÚNIOR, C. F., CLOSS, J. Tratamento cirúrgico de Lacaziose Surgical. Arquivos Catarinenses de Medicina. v. 43, n. 4, p. 4-6, 2014.

KORTE, R. L.; JUNIOR, C. F.; CASTILHO, A. E. K.; FEITOSA, L. F.; PORTO, A. S. Cirurgia plástica e o tratamento de doenças infectocontagiosas: lobomicose. São Paulo: Rev. Bras. Cir. Plást. v. 34, n. 1, p. 163-172, 2019.

TAVARES, R. et al. Lobomicose ou Doença de Jorge Lobo: revisão da literatura. Revista Portuguesa de Doenças Infecciosas. v. 7, n. 3, p. 111-117, 2011. Disponível em: http://spdimc.org/wp/wp-content/uploads/2012/02/RPDI-VOL.-7-N%C2%BA-3.pdf Acesso em: 12 jan 2020




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv3n4-213

Refbacks

  • There are currently no refbacks.