Qualidade de vida de pacientes renais crônicos submetidos á hemodiálise: Uma revisão integrativa / Quality of life of chronic renal patients undergoing hemodialysis: An integrative review

Manuelle Rodrigues da Silva, Luana Mayara Silva de Moura, Ludmilla Lustosa Elvas Barjud, Gabrielle Soares Batista, Manoel Lopes da Silva Filho

Abstract


A Insuficiência Renal Crônica é um importante problema de Saúde Pública. A falência dos rins de forma progressiva e irreversível leva o paciente a adotar modalidades renais substitutivas ( Diálise, Hemodiálise e Transplante Renal), que permitem a manutenção da vida desses pacientes. Ao se deparar com uma doença incurável, sentimentos de negação e as limitações que o tratamento impõe repercutem na sua qualidade de vida, porém sabem que precisam do tratamento dialítico e enxergam na espera pelo transplante renal, uma expectativa de melhoria no modo de viver. O presente estudo teve como objetivo descrever a produção científica referente à qualidade de vida dos pacientes renais crônicos. Nesta revisão, buscou-se artigos indexados nas bases eletrônicas SCIELO, LILACS, BVS-BIREME, publicados na língua portuguesa entre o ano de 2004 a 2014, texto completo e resumos em português através dos descritores: Hemodiálise, diálise renal, Enfermagem em nefrologia e Insuficiência renal. Sendo utilizados 25 artigos para análise nesta revisão. Nos resultados, originaram-se duas categorias, a hemodiálise como fator que interfere na qualidade de vida, em que o enfoque foi às mudanças que o tratamento hemodialítico causa na vida do indivídueo, família e equipe de saúde. A outra categoria, hemodiálise como perspectiva de vida em que se considerou fatores influentes na adesão ao tratamento, pelo portador de uma doença crônica e os sentimentos desenvolvidos pelo paciente durante o seu tratamento. Nas considerações finais percebeu-se que a percepção de que cada paciente tem de sua vida, saúde e doença, deve ser levada em conta, a fim de ter sua participação e obter cada vez mais a melhoria da qualidade de vida.


Keywords


Hemodiálise, Diálise renal, Enfermagem em nefrologia, Insuficiência renal.

References


ABENSUR, H. Uso da diálise peritoneal em pacientes com insuficiência cardíaca congestiva. Rev Bras Hipertens, v. 15, n.3, p162-165. 2008

BALSANELLI, A.C.S.; GROSSI, S.A.A.; HERTHE, K. Avaliação da esperança em pacientes com doença crônica e em familiares ou cuidadores. Acta. Paul. Enferm, São Paulo, v.24, n.3. 2011.

BARBOSA, D.A.; GUNJI, C.K.; BITTENCOURT, A.R.C.; BELASCO, A.G.S.; DICCINI, S.; VATTIMO, F.; VIANNA, L.A.C. Co-morbidade e mortalidade pacientes em início de diálise. Acta Paul Enferm. São Paulo, v. 19, n.3. 2006.

BARBOSA, G.S.; VALADARES, G.V. Hemodiálise: Estilo de vida e adaptação do paciente. Acta paul. Enferm, v.22, n.esp, p.524-7, 2009.

BASTOS, M.G.; BREFMAN, R.; KIRSZTAJN, G.M. Doença renal crônica: frequente e grave, mas também prevenível e tratável. Rev. Assoc. Med. Bras. Ribeirão Preto, v.56, n.2, set/out. 2010.

BASTOS, M.G.; KIRSZTAJN, G.M. Doença renal crônica: Importância do diagnóstico precoce, encaminhamento imediato e abordagem interdisciplinar estruturada para melhora do desfecho em pacientes ainda não submetidos à diálise. J. Bras. Nefrol, v.33, n.1, p-93-107. 2011.

BRASIL. LEI Nº 9434, de 04 de fevereiro de 1997. Dispõe sobre a remoção de órgãos, tecidos e partes do corpo humano pra fins de transplante e tratamento e dá outras providências. Diário Oficial da União. Seção 1, p.37. Brasília, DF, 25 abr. 2014.

BRASIL. Lei nº 10.211, de 23 de março de 2001. Altera dispositivos da Lei nº 9.434. de 04 de fevereiro de 1991, que “dispõe sobre a remoção de órgãos, tecidos e partes do corpo humano para fins de transplante e tratamento”. Diário Oficial da União. Seção1, p.30. Brasília, DF, 18 fev. 2014.

BRASIL. Decreto - Lei nº 2.268 de 30 de junho de 1991. Diário Oficial da União. Seção 1, p.13739, Brasília, DF, 25 Abr. 2014.

BRASIL. Medida Provisória nº 1.896-13, de 24 de setembro de 1999. República Federativa do Brasil. Diário Oficial da União. Secção 1, p.22. 1999.

CAIUBY, A.V.S.; LEFEVRE,F.; PACHECI-SILVA, A. Análise do discurso dos doadores renais: Abordagem da psicologia social. J. Bras. Nefrol. v.26, n.3, p.137-44, 2001.

CESAR, E.D.; BEUTER, M.; BRONDANI, C.M.; PAULETTO, M.R.; TIMM, A.M.B.; JACOBI, C.S. A diálise peritoneal na vivência de familiares cuidadores. Rev. Rene , Santa Maria, v.3, n.14, p.541-8. 2013.

CORDEIRO, J.A.B.L.; BRASIL, V.V.; SILVA, A.M.T.C.; OLIVEIRA, L.M.A.C.; ZATTA, L.T.; SILVA, A.C.C.M. Qualidade de vida e tratamento hemodialítico: Avaliação do portador de insuficiência renal crônica. Rev. Eletr. Enf. v. 11, n.4, p. 785-93. 2009.

COSTA, P.B.; VASCONCELOS, K.F.S.; TASSIANO, R.M. Qualidade de vida: pacientes com insuficiência renal crônica no município de Caruaru, PE. Fisioter. Mov, Curitiba, v. 23, n.3, p.461-471, jul/set. 2010.

CUNHA, C.B.; DE LEÓN, A.C.P.; SCHRAMM, J.M.A.; CARVALHO, M.S.; SOUZA JÚNIOR, P.R.B.; CHAIN, R. Tempo até o transplante e sobrevida em pacientes com insuficiência renal crônica no Estado do Rio de Janeiro, Brasil, 1998-2002. Cad. Saúde. Pública. Rio de Janeiro, v.4, n.23, p.805-8013, abr. 2007.

DALFOVO, M.S.; LANA, R.A.; SILVEIRA, A. Métodos quantitativos e qualitativos: um resgate teórico. Revista Interdisciplinar Científica Aplicada, Blumenau, v.2, n.4, p.01-13. 2008.

FALCÃO, R. A . Atribuições da enfermagem nas principais intercorrência durante a sessão de hemodiálise. 2010. p.37. Monografia (Graduação em enfermagem)- Universidade Federal do Rio Grane do Sul. Porto Alegre: UFRGS, 2010.

FERNANDES, R.C. Transplante Renal. In: DIAS, J.S. Urologia Fundamental: na prática clínica. 1º ed. Lidel, cap.14, p.108-117. 2010.

FIAMONCINI, J. Qualidade de vida em pacientes submetidos à transplante. 2009. 79p. Dissertação (Bacharel em Enfermagem)-Universidade Regional de Blumenau. Blumenau: FURB, 2009.

FONTOURA, F.A.P. A compreensão de vida de pacientes submetidos ao transplante renal: significados, vivências e qualidade de vida. 2012. 123p. Dissertação ( Mestrado em Psicologia) – Universidade Católica Dom Bosco. Campo Grande, 2012.

FRAZÃO, C.M.F.Q.; RAMOS,V.P.; LIRA, A.L.B.C. Qualidade de vida de pacientes submetidos à hemodiálise. Rev. Enferm. UERJ, Rio de Janeiro, v.19, n.4, p.577-82, out/dez. 2011.

FUJI, C.D.C. Desafios da integralidade no cuidado em hemosiálise: A ótica da equipe de saúde e dos usuários. 2009. 122p. Dissertação (Mestrado em Enfermagem)-Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Porto Alegre: UFRGS, 2009.

GIL, A.C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4 ed. São Paulo: Atlas, 2010.

GUEDES, K.D.; GUEDES, H.M. Qualidade de vida do paciente portador de insuficiência renal crônica. Revista Ciência & Saúde, Porto Alegre, v.5, n.1, p.48-53, jan/jun. 2012.

GUYTON, A.C.; HALL, J.E. Tratado de Fisiologia Médica.12ª ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2011.

HIGA, K.; KOST, M.T.; SOARES, D.M.; MORAIS, M.C.; POLINS, B.R.G. Qualidade de vida de pacientes portadores de insuficiência renal crônica em tratamento de hemodiálise. Acta Paul Enferm, v.21, n.spe, p.203-6. 2008.

KOEPPE, G.B.O.; ARAÚJO, S.T.C. Comunicação como temática de pesquisa na nefrologia: Subsídios para o cuidado de enfermagem. Acta Paulista de Enfermagem, v. 22, n.1, p.558-63, 2009.

KUSUMOTO, L.; MARQUES, S.; HAAS, V.J.; RODRIGUES, R.A.P. Adultos e idosos em hemodiálise: Avaliação da qualidade de vida relacionada a saúde. Acta Paulista de Enfermagem. V. 21, n.spe, p.152-9. 2008.

LEHMKIHL, A.; MAIA, A.J.; MACHADO, M. O. Estudo da prevalência de óbitos de pacientes com doença renal crônica associada âdoença mineral óssea. J. Bras. Nefrol. v.31, n.1, p.10-17. 2009.

LUDERS, C. Avaliação do transporte e cinética de solutos em pacientes submetidos à hemodiálise diária de alto fluxo, alta eficiência e curta duração. 2005. 162p. Tese ( Doutorado em Medicina) – Universidade de São Paulo. São Paulo:USP, 2005.

LUCENA, A.F.; ECHER, I.C.; ASSIS, M.C.S.; FERREIRA, S.A.L.; TEIXEIRA, C.C.; STEINMETZ, Q.L. Complicações infecciosas no transplante renal e suas implicações às intervenções de enfermagem: revisão integratica. Rev enferm UFPE on line, Recife, v.7, p. 953-9, mar. 2013.

MADEIRO, A.C.; MACHADO, P.D.L.C.; BONFIM, I.M.; BRAQUEAIS, A.R.; LIMA, F.E.T. Adesão de portadores de insuficiência renal crônica ao tratamento de hemodiálise. Acta Paulista de Enfermagem, v. 23, n.4, p.546-51, 2010.

MATOS, E.F.; LOPES, A. Modalidades de hemodiálise ambulatorial: breve revisão. Acta Paul Enferm, São Paulo, v. 22, n.spe, p.569-7. 2009.

MALHEIRO, P.O.; ARRUDA, D.S. Percepções dos indivíduos com insuficiência renal crônica sobre qualidade de vida. Rev. Enferm. Glob, v.11, n.28, oct. 2012.

MALDANER, C.R.; BEUTER, M.; BRONDANI, C.M.; BUDÓ, M.L.D.; PAULETTO, M.R. Fatores que influenciam a adesão ao tratamento na doença crônica: doente em terapia hemodialítica. Revista Gaúcha de Enfermagem, v.29, n.4, p.647-53, 2008.

MENDES, K.D.S.; SILVEIRA, R.C.C.P.; GALVÃO, C.M. Revisão Integrativa: método de pesquisa para a incorporação de evidencias na saúde e na enfermagem. Texto Contexto Enferm, Florianópolis, v.17, n.4, p.758-64, out/dez. 2008.

MOURA, S.M.C.; RAMOS, V.A.; ESPÍNDULA, B.M. O papel do enfermeiro na sessão de hemodiálise: Revisão de literatura. Rev. Eletr. Enf, v.1, n.1, p.1-15. 2010.

NASCIMENTO, C.D.; MARQUES, I.R. Intervenções de enfermagem nas complicações mais frequentes durante a sessão de hemodiálise: Revisão de literatura. Rev. Bras Enferm, v.58, n.6, p.719-22. 2005.

NORONHA, I.L.; FERRAZ, A.S.; SILVA FILHO, A.P.; SAITOVICH, D.; CARVALHO, D.B.M.; PAULA, F.J.; CAMPOS, H.; IANHEZ, L.E.; GARCIA, V.D.A. Transplante Renal: Doador e Receptor. Sociedade Brasileira de Nefrologia. Projeto Diretrizes, p.1-18, jun. 2006.

OLIVEIRA, D.G.; GUERRA, W.L.; DIAS, S.B. Percepção do portador de insuficiência renal crônica acerca da prevenção da doença. Revista de Enfermagem Integrada, v.3, n.2, 2010.

OLIEVIRA, S.G. Sentimento do paciente portador de Doença Renal Crônica sobre a autoimagem. Rev. Enferm UNISA, v. 12, n.1, p.38-42. 2011.

PAULA, D.A.; MARQUES, I.R. Estudo sobre a qualidade de vida de pacientes que realizam hemodiálise. Rev. Enferm UNISA, v.11, n.2, p.108-14. 2010.

PEDROSO, R.S.; SBARDELLOTO, G. Qualidade de vida e suporte social em pacientes renais crônicos: Revisão Teórica. Revista Virtual de Psicologia Hospitalar e da Saúde. Belo Horizonte, v.4, n.7, 2008.

PEREIRA, L.P.; GUEDES, M.V.C. Hemodiálise: A percepção do portador renal crônico. Cogitare enferm, Curitiba, out/Dez, 14(4), p.689-95, 2009.

PERES, L.A.B.; BIELA, R.; HERRMANN, M.; MATSUO, T.; ANN, H.K.; CAMARGO, M.T.A.; ROHDE, N.R.S.; USCOCOVICH, V.S.M. Estudo epidemiológico da doença renal crônica terminal do oeste do Paraná: Uma experiência de 878 casos atendidos em 25 anos. J. Bra. Nefrol, v.32, n.1, p.51-56. 2010.

RIELLA, M.C. Princípios de nefrologia e distúrbios hidroeletrolítico. 5ª ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1264 p. 2010.

ROCHA, R,P,F.; SANTOS, I. Necessidades de autocuidado entre clientes com Doença Renal Crônica: Revisão integrativa de literatura. Rev. Pesq. Cuidado Fund, v.1, n.2, p.423-433, set/dez. 2009.

ROBERTO, E.S.; SANTOS, E.D.; FERREIRA, L.B.; SILVA FILHO, E.R. Conhecimento de pacientes com insuficiência renal crônica sobre o tratamento hemodialítico. Ciência da saúde, Brasília, v.6, n.2, p.131-139, 2008.

ROMÃO JUNIOR, J. E. Doença renal crônica: Definição, epidemiologia e classificação. J Bras Nefrol, v.26, n.3. agost. 2004.

SANTOS, E.S.; MARINHO, C.M.S. Principais causas de insuficiência renal aguda em unidades de terapia intensiva: Intervenções de enfermagem. Rev Enf. Ref, v.3, n.9, p.181-189, mar. 2013.

SANTOS , I.; ROCHA, R.P.F.; BERARDINELLI, L.M.M. Qualidade de vida de clientes em hemodiálise e necessidades de orientação de enfermagem para o autocuidado. Esc Anna Nery, v.15, n.1, p.31-38, jan/mar. 2011.

SECRETARIA MUNICIPAL DE SAUDE. Atenção transdisciplinar ao renal crônico: Manual para abordagem de pacientes em tratamento hemodialítico, p.140, 1 ed, Campo grande. 2011.

SCHMIDT, M.I.; DUNCAN, B.B.; SILVA, G.A.; MENEZES, A.M.; MONTEIRO, C.A.; BARRETO, S.M.; CHOR, D.; MENEZES, P.R. Doenças crônicas não tramsmissíveis no Brasil: carga e desafios atuais. Lancet; Série Saúde no Brasil, p.61-74. 2011.

SESSO, R.C.; LOPES, A.A.; THOMÉ, F.S.; LUGON, J.R.; SANTOS, D.R. Relatório do censo brasiliero de diálise. J. Bras. Nefrol, São Pailo, v.33, n.4, p.442-447, 2011.

SILVA, A.S.; SILVEIRA, R.S.; FERNANDES, G.F.M.; LUNARDI, V.L.; BACKES, V.M.S. Percepções e mudanças na qualidade de vida de pacientes submetidos à hemodiálise. Rev bras enferm, Brasília, v.64, n.5, set/out. 2011.

SILVA, G.D. Avaliação dos gastos realizados pelo Ministério da Saúde com medicamentos de alto custo utilizados no tratamento da DRC por pacientes do SUS no Estado de Minas Gerais-2000 a 2004. 2008. 56p. Dissertação (mestrado em saúde pública)-Universidade Federal de Minas Gerias. Belo Horizonte: UFMG, 2008.

SIMPOSIO DE CONDUTAS EM ENFERMARIA DE CLINICA MÉDICA DE HOSPITAL DE MEDIA COMPLEXIDADES, 2010, Ribeirão Preto. Resumo: Insuficiência renal aguda. São Paulo: UFRP, 272-82p. 2010.

SMELTZER, S.C.; BARE, B.G. Brunner e Suddarth: Tratado de enfermagem médico-cirúrgica.10 ed. v. 2. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1133p. 2005.

SZUSTER, D.A.C.; CAIAFFA, W.T.; ANDRADE, E.I.G.; ACURCIO, F.A.; CHERCHIGLIA, M.L. Sobrevida de pacientes em diálise no SUS no Brasil. Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro, v.3, n.28, p.415-424. 2012.

SPINOLA, T.D.; GONÇAVES, V.M.S. Percepção de pacientes com insuficiência renal crônica quanto a interferência da fístula arteriovenosa em seu cotidiano. Revista de Enfermagem Integrada, v.5, n.2. 2012.

TERRA, F.S.; COSTA, A.M.D.D.; FIGUEIREDO, E.T.; MORAIS, A.M.; COSTA, M.D.; COSTA, R.D. As principais complicações apresentadas pelos pacientes renais crônicos durante as sessões de hemodiálise. Revista Brasileira de Clinica Médica, v.8, n.3, p.187-92. 2010.

TERRA, F.S.; COSTA, A.M.D.D. Expectativas de vida de clientes renais crônicos submetidos a hemodiálise. Revista de enfermagem , Rio de Janeiro, v.15, n.4, p.533-7. 2007.

TRAJANO, J.S.; MARQUES, I.R. Assistência de enfermagem na diálise peritoneal ambulatorial e hospitalar. Revista de enfermagem. UNISA, São Paulo,v.6, p.53-7. 2005.

WONG, D.L. Enfermagem pediátrica: elementos essenciais à intervenção efetiva. 5 ed. Rio de janeiro: Guanabara Koogan, cap27, p.867-872. 2008.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv3n4-172

Refbacks

  • There are currently no refbacks.