Avaliação do grau de perda de concentração de cloro livre no Hipoclorito de sódio 2,5% de acordo com os diferentes meios de conservação / Evaluation of the degree of loss of concentration of free chlorine in sodium Hypoclorite 2.5% according to different means of conservation

Fábio de Almeida Gomes, Amanda Cavalcante Melo, Bianca Ferraz Corrêa, Marcelo de Morais Vitoriano, Luiz Carlos Trévia Morais Correia Viana, Cláudio Maniglia Ferreira, Eduardo Diogo Gurgel-Filho, Fernanda Geraldo Pappen

Abstract


Os efeitos mecânicos da irrigação são a remoção de biofilme/microorganismos, restos de dentina, tecido pulpar e produtos da instrumentação. Considerando que os efeitos químicos são a dissolução de restos de tecidos moles, smear layer e eliminação de bactérias e de seus subprodutos, um agente quimicamente ativo é necessário para alcançar tais efeitos. O hipoclorito de sódio é uma solução que pode se apresentar em diferentes concentrações de cloro livre, e seu uso é indiscutível, não somente pela sua capacidade antisséptica, mas também como agente de solvência de matéria orgânica. Estas propriedades estão diretamente relacionadas à sua concentração no momento de sua utilização. O objetivo do presente estudo foi avaliar a quantidade de cloro ativo e o Ph nas soluções de hipoclorito de sódio de uso doméstico e de uso odontológico, denominados comercialmente por Ypê e Asfer, respectivamente. Para tanto, foram obtidas na rede de supermercados e na loja de vendas de produtos odontológicos da cidade de Fortaleza – CE de data de fabricação mais recente possível, que posteriormente foram submetidos ao método de Iodometria e no Phmetro. Nos tempos de 0, 30, 60 e 80 dias, as concentrações de cloro residual livre nas amostras foram verificadas, valendo-se da titulação com solução de tiossulfato de sódio, como descrita posteriormente. E no período de 0 e 80 dias o pH das soluções foram verificados. Os dados obtidos foram anotados e as perdas no teor de cloro em relação aos seus diferentes modos de armazenamento, levando em consideração à concentração inicial, foram calculadas em porcentagem. Os resultados obtidos foram, para o hipoclorito de sódio odontológico, na avaliação imediatamente abertura foram 2,63% com a variação dos meios de conservação, divididos em 4 frascos, e após 80 dias a concentração foi para 2,80%; 2,81%; 2,67% e 2,58%. Para a água sanitária de uso doméstico, na avaliação imediatamente após abertura foi de 2,57%, com a variação dos meios de conservação, divididos em 4 frascos, foi para: 2,69%; 2,72%, 2,59%, 2,53%. Em relação ao ph houve uma pequena alteração, mas manteve-se a alcalinidade. Levando em consideração a metodologia empregada, pode-se concluir que durante o período de avaliação as formas de armazenamentos não influenciaram na concentração de cloro livre e pH.


Keywords


Irrigantes do canal Radicular, Endodontia, Hipoclorito de sódio, PH.

References


ANVISA. O que é água sanitária. Disponível em: http://portal.anvisa.gov.br/wps/content/Anvisa+Portal/Anvisa/Inicio/Saneantes/Assunto+de+Interesse/Tipos+de+Produto/Agua+Sanitaria. Acesso em: 31 de out. 2015.

INMETRO. Programa de Análise de Produtos: relatório sobre a análise em água sanitária. Disponível em: http://www.inmetro.gov.br/consumidor/produtos/agua_sanitaria2.asp . Acesso em: 31 de out. 2015.

CAN, E. D. B.; KAZANDAL, M. K.; KAPTAN, R. F. Inadvertent Apical Extrusion of Sodium Hypochlorite with Evaluation by Dental Volumetric Tomography. Hindawi Publishing Corporation, 2015.

SÓ, M. V. R.; COUTO, C. M.; LIMONGI, O.; FIGUEIREDO, J. A. P. Efeito da Temperatura, Luminosidade e Forma de Armazenamento na Estabilidade da Solução de Hipoclorito de Sódio a 1%. Revista da faculdade de odontologia, Porto Alegre, v.43, n.2, p.14-17, 2002.

GOMES, M. C. P.; BRITTO, M. L. B.; NABESHIMA, C. K. Análise da Concentração de Cloro Ativo em Soluções de Hipoclorito de Sódio Encontradas em Consultórios Odontológicos. Revista associação paulista de cirurgia dentária, São Paulo, v. 2, n.64, p.160, 2010.

LEONARDO, M. R.; LEONARDO, R. T. Tratamento de canais radiculares (Avanços Tecnológicos de uma Endodontia Minimamente Invasiva e Reparadora). São Paulo: Artes Médicas, 2012.

SILVA A. S.; TOFALIS L. M. L.; OGATA L. I. A importância da clorexidina como solução irrigadora dos canais radiculares. Revista científica do ITPAC, v.3, n.2, abril 2010.

BORIN, G.; OLIVEIRA, MOTCY, E. P. Alterações no pH e teor de cloro ativo em função da embalagem e local de armazenamento de solução de hipoclorito de sódio em diferentes concentrações. Revista da faculdade de odontologia, v. 13, n. 2, p. 45-50, maio/agosto 2008.

GIARDINO L.; ESTRALA C.; GENERALI L.; MOHAMMADI Z.; ASGARY S. The in vitro Effect of Irrigants with Low Surface Tension on Enterococcus faecali. Iranian Endodontic Journal. v.1, n.3, p.174-178, 2015.

CHAUGULE, V. B.; PANSE, A. M.; GAWALI, P. N. Adverse Reaction of Sodium Hypochlorite during Endodontic Treatment of Primary Teeth. International Journal of Clinical Pediatric Dentistry, v.8, n.2, p. 153-156, May-August 2015.

RAHIMI S.; JANANIB M.; LOTFIC M.; SHAHIA S.; AMIRALA A.; PAKDELD M. V.; MILANIA A. S.; GHASEMI N. A Review of Antibacterial Agents in Endodontic Treatment. Iranian Endodontic Journal, Iran, v.9, n.3, p.161-168, 2014.

KOWALSKI, M. M. Acidentes com hipoclorito de sódio durante o tratamento endodôntico. Florianópolis, 2014.

PÉCORA, J. D.; CAPELLI, A.; SEIXAS, F. H.; MARCHESAN, M. A, GUERISOLI, D. M. Z. Biomecânica Rotatória: Realidade ou Futuro? Revista Paulista de Cirurgia Dentária, São Paulo, v. 56, n.3, p. 4-6, Jun. 2002.

CAMARGO, S. E. A.; BLANCO, T. M.; LIMA, R. Y.; RODE, S. M.; CAMARGO, C. H. R. Avaliação do pH das soluções de hipoclorito de sódio 1% e 2,5% e digluconato de clorexidina 2% em função do tempo. Revista Odontológica, a.16, n. 31, São Bernardo do Campo, SP, jun. 2008.

CLARKSON, R. M.; MOULE, A. J.; PODLICH, H.M. The shelf-life of sodium hypochlorite irrigating solutions. Australian Dental Journal v.46, n.4, p.269-276, Dec 2001.

ÁVILA, L. M.; SANTOS, M.; SIQUEIRA, E. L.; NICOLETTI, M. A.; BOMBANA, A. C. Evaluation of sodium hypochlorite solutions used by endodontists. South Brazilian Dentistry Journal, v.4, n.7, p. 396-400, 2010.

FARIAS, M. P.; RIBEIRO, A. O.;GÓIS, D. N.; RAMOS, J. M. Análise química e antimicrobiana das soluções de hipoclorito de sódio comercializados no município de Aracaju-SE. Revista Portuguesa de Estomatologia, Medicina Dentária e Cirurgia Maxilofacial. v.52, n. 1, p.:24-28, Sergipe,2011.

VARGAS, M.C. Verificação do teor de cloro ativo em soluções comerciais de hipoclorito de sódio. Camaragibe, 2000. Dissertação (Mestrado). Universidade Federal de Pernambuco, 2000.

COELHO, M.; EDUARDO, V.; SUZUKI, H.;CARVALHO, M. S.; MARQUES, A. A. F. M.;SPONCHIADO, E. C.; JÚNIOR; GARCIA, L. F. R. Effect of passive ultrasonic agitation during final irrigation on cleaning capacity of hybrid instrumentation. Retorative Dentistry e Endodontics. Ribeirão Preto, v. 39, n. 2, p.104-108, 2014.

GRAÇA, B. P. O Hipoclorito de Sódio em Endodontia. 2014. 67f. Dissertação (Mestrado em Medicina Dentária)- Universidade Fernando Pessoa, Faculdade de Ciências da Saúde, Porto. 2014.

BORIN, G.; OLIVEIRA; MOTCY, E. P.; BECKER, A. N. The history of sodium hypochlorite and its importance as substance auxiliary in the mechanical chemical preparation of root canals. Revista de Endodontia Pesquisa e Ensino On Line, A. 3, N.5, jan-jun, 2007.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv3n4-169

Refbacks

  • There are currently no refbacks.