Análise da cobertura de vacinas de HPV quadrivalente na população do sexo feminino em um município do interior da Amazônia / Analysis of the quadrivalent HPV vaccine coverage in the female gender population in a municipality in the interior of the Amazon

Aleixa Nogueira de Freitas, Graziele Santos Guimarães, Joyce Ruanne Corrêa da Silva, Jéssica Rayanne Corrêa da Silva, Wlyana Lopes Ulian, Fernanda Novaes Silva, Evelyn de Paiva Faustino, Heyder de Souza Porfírio, Joyce Ruanne Corrêa da Silva, Layze Carvalho Borges, Jéssica Rayanne Corrêa da Silva, Marissol Rabelo de Almeida

Abstract


Introdução: O HPV (Papilomavírus Humano) consiste em um grupo de vírus potencialmente cancerígeno, altamente contagioso e de transmissão a partir do contato direto, cujos sintomas no organismo podem permanecer latentes por muitos anos. A vacina HPV Quadrivalente oferece proteção contra os tipos 16 e 18, associados ao câncer de colo de útero, e os tipos 6, 11 e 16, relacionados com às verrugas anogenitais. Sob a perspectiva da saúde coletiva, a relevância da imunização deve-se ao alcance da cobertura vacinal. A abrangência ideal para a referida vacina corresponde a 80% do grupo alvo sendo o alcance da meta importante para diminuir a transmissão do vírus. Objetivo: Analisar a cobertura de vacinas de HPV Quadrivalente referente à população do sexo feminino, no município de Santarém do Pará, no período de 2014 a 2019. Metodologia: Trata-se de um estudo descritivo, de abordagem quantitativa, cujas informações foram extraídas através de dados disponibilizados no DATASUS. Como critérios de inclusão, a presente pesquisa abrangeu o município de Santarém, restringindo-se à população feminina, entre os anos de 2014 e 2019, que receberam a primeira e a segunda dose da vacina. Resultados: No período analisado, observou-se que a cobertura de imunização para HPV Quadrivalente no Município de Santarém, limitou-se a 52,47% do público-alvo da pesquisa, ocupando 109º posição em relação aos demais 143 municípios do Pará. Discussão: Conforme o Plano Nacional de Imunizações, que estabelece que a imunização para prevenção contra o HPV deve abranger 80% da população alvo, Santarém encontra-se preocupantemente distante desse índice, inferindo que as mulheres residentes desse município estão mais vulneráveis ao vírus. Conclusão: Percebeu-se que Santarém não abrange satisfatoriamente a cobertura de imunização de HPV Quadrivalente ideal, abrindo, assim, oportunidade para as complicações decorrentes desse vírus, como câncer de colo de útero, na população em questão. É necessário, portanto, revisar as políticas do município visando a garantir que toda a população-alvo tenha acesso à imunização.

 

 


Keywords


Câncer de colo de útero, Saúde da mulher, Imunização.

References


BRASIL. Planos Nacional de Imunização: Coberturas vacinais no Brasil, período de 2010-2014. Brasília, 2015.

BRASIL. Guia prático sobre o HPV: Guia de perguntas e respostas para profissional de saúde. Brasília, 2014

BRASIL. Vacina é possível prevenir: Guia de bolso. Conselho Federal de Farmácia. Disponível em: https://bit.ly/2FU2CKT




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv3n4-138

Refbacks

  • There are currently no refbacks.