Hepatites virais na infância: perfil epidemiológico dos pacientes pediátricos do estado do Pará/ Viral hepatitis in childhood: epidemiological profile of pediatric patients in the state of Pará

Aline Carolina Castro Mota, Carla Hineida da Silva de Andrade, Danielma Carvalho de Lima, Gilson Guedes de Araújo Filho, Joyce Gabrieli Miranda Lopes, Juliane Tayse Ribeiro Maia, Lorena Oliveira Gonçalves, Luciano Sami de Oliveira Abraão, Manuela Dias Leite, Yasmin Amorim dos Santos

Abstract


O artigo examina as Hepatites Virais na infância, com um enfoque epidemiológico no Norte do Brasil, no Pará. As hepatites virais causam distintas apresentações clínicas, variando também com as respostas dos pacientes e das medidas de saúde e preventivas adotadas pelas regiões. Desse modo, a prevalência dos casos de infecção pelos vírus nas regiões brasileiras é heterogênea, assim como a situação de enfrentamento das regiões contra as hepatites também o são. Porém, esse difícil cenário ainda é pouco revelado nas literaturas, principalmente em relação ao estado do Pará. Assim, o artigo acentua essa discussão sobre a necessidade do estudo epidemiológico das hepatites na infância, visto os números acentuados de infecção das hepatites entre o 2009 e 2018, sobretudo na população pediátrica.  Em conclusão, salienta-se a importância do reforço da atuação da Atenção Primária à Saúde, pois há relação entre a diminuição dos índices e adoção de medidas preventivas e profiláticas

Keywords


Hepatites virais, Norte do Brasil, Epidemiologia

References


AQUINO, José Américo et al. Soroprevalência de infecções por vírus da hepatite B e vírus da hepatite C em indivíduos do Estado do Pará. Rev Soc Bras Med Trop, v. 41, n. 4, p. 334-77, 2008.

ABUZWAIDA, A.R.N., SIDONI, M., YOSHIDA, C.F.T. et al. Scroepidemiology of hepatitis A and B in two urban communities of Rio de Janeiro, Brazil. Rev Inst Med Trop São Paulo 1987; 29: 219-223.

BRASIL, Ministério da Saúde, Secretaria de Vigilância em Saúde. Guia de Vigilância em Saúde. Hepatites Virais; p. 311-24, 2014.

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Coordenação-Geral de Desenvolvimento da Epidemiologia em Serviços. Guia de Vigilância em Saúde: volume 2 / Ministério da Saúde, Secretaria de Vigilância em Saúde, Coordenação-Geral de Desenvolvimento da Epidemiologia em Serviços. – 1. ed. atual. – Brasília : Ministério da Saúde, 2017.

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais. Virais (DIAHV) Boletim Epidemiológico – Hepatites Virais 2018 . v:49, nº. 31. 2018.

BRASIL, Ministério da Saúde, Secretaria de Vigilância em Saúde, Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das DST, Aids e Hepatites Virais. Boletim Epidemiológico. Hepatites Virais. Vol.50, n. 17, 2019.

BRUGUERA, M. & Sanchez, T. J. What Are Cryptogenic Hepatic Diseases? Rev. Medicina Clínica, 114(1), 31, 2000.

FERREIRA, Alexandre Rodrigues, Eleonora Druve Tavares Fagundes, Thais Costa Nascente Queiroz, Julio Rocha Pimenta, and Rubens Cardoso do Nascimento Júnior. Hepatites Virais A, B e C em crianças e adolescentes. Rev Med Minas Gerais 24, no. Supl 2, 2014

FERRAZ MLG, OHASHI MA, SILVA AEB et al. Surto de hepatite aguda pelo vírus A: avaliação epidemiológica, clínica e laboratorial. GED 1991; 10: 13-16.

FERREIRA, Cristina Targa; DA SILVEIRA, Themis Reverbel. Viral Hepatitis: epidemiological and preventive aspects. Revista Brasileira de Epidemiologia 7, no. 4. pg 473-487. 2004.

NUNES, Heloisa Marceliano, et al. Soroprevalência da infecção pelos vírus das hepatites A, B, C, D e E em município da região oeste do Estado do Pará, Brasil. 2016.

NUNES, Heloisa Marceliano et al. As hepatites virais: aspectos epidemiológicos, clínicos e de prevenção em municípios da Microrregião de Parauapebas, sudeste do estado do Pará, Brasil. Revista Pan-Amazônica de Saúde, v. 8, n. 2, p. 7-7, 2017.

TAUIL, Márcia et al. Mortalidade por hepatite viral B no Brasil, 2000-2009. Cadernos de Saúde Pública, vol. 28, 472-478, 2012.

WORLD HEALTH ORGANIZATION. Global Hepatitis Report, 2019. Disponível em: https://apps.who.int/iris/bitstream/handle/10665/324797/WHO-CDS-HIV-19.7-eng.pdf?ua=1




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv3n4-122

Refbacks

  • There are currently no refbacks.