Cobertura vacinal do programa nacional de imunizações (PNI)/Vacinal coverage of the national immunization program (PNI)

Thaís d’Avila Nóvoa, Valéria Rebouças Cordovil, Geovanna Mourão Pantoja, Murilo Eduardo Soares Ribeiro, Alyne Condurú dos Santos Cunha, Andreson Iuler Melo Benjamin, Clara Danielly Campos de Carvalho Silva, Tayana Nascimento da Silva, Fernanda Araújo Santos

Abstract


A vacinação é uma estratégia de prevenção e um investimento em saúde. Nesse contexto, em 1973 foi criado o Programa Nacional de Imunizações (PNI), a fim de reduzir a morbimortalidade por doenças imunopreviníveis no Brasil. Este programa oferta 43 produtos e é reconhecido internacionalmente, com capacitações e cooperações técnicas. Diante disso, o objetivo do estudo foi analisar a cobertura vacinal do Programa Nacional de Imunizações (PNI) no Brasil no período de 1994 a 2019 e as diferenças de cobertura entre estados e regiões. Foi realizada uma análise descritiva, longitudinal e retrospectiva dos dados da plataforma DataSus correspondentes à cobertura vacinal no período desejado. Foi encontrada uma cobertura extremamente satisfatória, com destaque à vacina BCG. Contudo, verificou-se um acesso heterogêneo a comparação das regiões brasileiras e também no contexto intrarregional. Estudos como este, permitem conhecer as necessidades da população e os bolsões de baixa cobertura, guiando as ações de saúde futuras.


Keywords


1. Vacinação, 2. Programa Nacional de Imunização, 3. Cobertura Vacinal

References


BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Vigilância das Doenças Transmissíveis. Programa Nacional de Imunizações. Brasília (DF): 2013.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Vigilância das Doenças Transmissíveis. Programa Nacional de Imunizações – 30 anos. Brasília (DF): 2003.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Situação do Sarampo no Brasil - 2019. Brasília (DF): 2019.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Coberturas Vacinais no Brasil. Período: 2010-2014. Brasília (DF): 2015.

DOMINGUES, C.M.A.; TEIXEIRA, A.M.S. Coberturas Vacinais e doenças imunopreveníveis no Brasil no período de 1982 -2012: avanços e desafios no programa nacional de Imunizações. Epidemiol Serv Saúde, v.22, n.1, p. 9-27, 2013.

DOMINGUES, C.M.A.S. et al. Programa Nacional de Imunização: a política de introdução de novas vacinas. Revista eletrônica Gestão & Saúde, v.6, n.4, p.3250-3274, 2015.

FERREIRA, V.L.R. et al. Avaliação de coberturas vacinais de crianças em uma cidade de médio porte (Brasil) utilizando registro informatizado de imunização. Cad. Saúde Pública, v.34, n.9, 2018.

LESSA, S.C.; SCHRAMM, F.R. Proteção individual versus proteção coletiva: análise bioética do programa nacional de vacinação infantil em massa. Ciência & Saúde Coletiva, v. 20, n.1, p.115-124, 2015.

MIZUTA, A.H. et al. Percepções acerca da importância das vacinas e da recusa vacinal numa escola de medicina. Rev Paul Pediatr, v.37, n.1, p.34-40, 2019.

NOGUEIRA, C. et al. Avaliação do sistema de vigilância epidemiológica do sarampo nos Estados de São Paulo e Bahia. Informe Epidemiológico do SUS [online]. Brasília, DF, v. 7, n. 1, p. 63-85, 1998. Disponível em: http://scielo.iec.pa.gov.br/. Acesso em: 15 de novembro de 2019.

QUEIROZ, L.L.C. et al. Cobertura Vacinal do esquema básico para o primeiro ano de vida nas capitais do nordeste brasileiro. Cad. Saúde Pública, v.29, n.2, p.294-302, 2013.

SATO, A. P. S. Programa Nacional de Imunização: Sistema Informatizado como opção a novos desafios. Rev Saúde Pública, v. 49, n. 39, jan./2015. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rsp/v49/pt_0034-8910-rsp-S0034-89102015049005925.pdf. Acesso em: 15 de novembro de 2019

SHIMIZU, N.R. Movimento anti-vacina: a memória funcionando no/pelo (per)curso dos sentidos e dos sujeitos na sociedade e-urbana. Revista do Edicc, v.5, n.1, 2018

VASCONCELLOS-SILVA, P.R.et al. A sociedade de risco midiatizada, o movimento antivacinação e o risco do autismo. Ciências & Saúde Coletiva, v.20, n.2, p.607-616, 2015.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv3n4-053

Refbacks

  • There are currently no refbacks.