Prática da equipe de enfermagem em sala de vacina em dois municípios no interior de Pernambuco/Practice of the nursing team in a vaccination center in two cities in the interior of Pernambuco

Maria Elanessa Melo dos Santos, Cleidivânia de Siqueira Avelino, Bruna Maria do Santos Queiroz, Luana Flávia Monteiro da Silva, Taysa Vieira de Almeida, Dariele Ferreira dos Santos, Silvana Cavalcanti dos Santos

Abstract


Introdução: A enfermagem executa relevante papel na sala de vacina carecendo de conhecimento adequado. Objetivo: Conhecer a prática da equipe de enfermagem na sala de Vacina em dois Municípios no interior de Pernambuco. Metodologia: Trata-se de um estudo descritivo, exploratório, de abordagem qualitativa, desenvolvido na rede atenção primária dos municípios de Arcoverde e Buíque, PE, realizado nas salas de vacinas das Unidades Básicas de Saúde (UBS) e nas coordenações do PNI dos municípios. Na coleta de dados foi realizadas entrevistas com os profissionais de saúde, obedecendo-se a roteiro semiestruturado. Após a coleta de dados, os mesmos foram analisados de forma sistemática e separados por categorias para, em seguida, ser feita a análise estática e comparação com a literatura. Resultados: Mostraram que os enfermeiros se limitam apenas a supervisão, assim como há um déficit em relação ao armazenamento dos imunobiológicos, da mesma maneira que a estrutura física não é adequada para a realização das práticas. Conclusão: Para um bom funcionamento de uma sala de vacina necessita-se que a equipe de enfermagem esteja capacitada, tal como uma apropriada estrutura física. 


Keywords


Prática, Equipe de enfermagem, Imunização, Conhecimento.

References


BRASIL. Secretária de vigilância em saúde, departamento de vigilância epidemiológica. Programa Nacional de Imunizações (PNI): 40 anos. Brasília: Ministério da saúde; 2013.

BRITO, et al. Caracterização das notificações de procedimentos inadequados na administração de imunobiológicos em Ribeirão Preto, São Paulo, 2007-2012. Epidemiol. Serv. Saúde, 2014. Vol. 23. N. 1, p.33-44.

COSTA, N.M. N; LEÃO, A.M.M. Casos notificados de eventos adversos pós-vacinação: contribuição para o cuidar de enfermagem, Revenferm, Rio de Janeiro, 2015.vol.23.n,3. P.297-303.

DOMINGUES, C.M.A.S; TEIXEIRA, A.M.S. Coberturas vacinais e doenças imunopreveníveis no Brasil no período 1982-2012: avanços e desafios do Programa Nacional de Imunizações. Epidemiol. Serv. saúde, 2013. Vol.22. n.1, p. 9-27. Disponível em: . Acesso em 22 ago.2016.

FOSSA, et al. conservação e administração de vacinas: a atuação da enfermagem. Saúde em revista, Piracicaba, v.15, n.40, p 85-96, abr-ago. 2015.

HOMMA, A. et al. Atualização em vacinas, imunizações e inovação tecnológica. Ciência & saúde coletiva, 2011. vol.16, n.2, p.445-458. Disponível em . Acesso em 05 set .2016.

Ministério da Saúde (BR), Secretaria de Vigilância em Saúde, Departamento de Vigilância das Doenças Transmissíveis. Manual de normas e procedimentos para vacinação [Internet]. Brasília: Ministério da Saúde; 2014 [cited 2016 Nov 10]. Available from: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/manual_procedimentos_vacinacao.pdf

NERGER, M. L. B. R. A atuação do enfermeiro na imunização. Revista Nursing. 2010, São Paulo. vol.10,n.1, p. 334-338.

Oliveira et al. Vacinação: o fazer da enfermagem e o saber das mães e/ou cuidadores.Rev.Rene,2010. n.1,vol,11.p,78-83. Disponível: http://www. revistarene.ufc.br/revista/index.php/revista/article/view/478 /pdf.>. Acesso em 06 set 2016.

OLIVEIRA, V.C et al. Conservação de vacinas em unidades básicas de saúde: análise diagnóstica em municípios mineiros. Rev Rene. 2012. Vol. 13. n. 3, p. 531-41.

OLIVEIRA, V.C. et al. Supervisão de enfermagem em sala de vacina: A percepção do enfermeiro. Texto contexto enferm. 2013. Vol.22, n. 4, p. 105-21. Disponível em < http://www.scielo.br/pdf/tce/v22n4/18.pdf>. Acesso em 06 set.2016.

OMS. World Health Organization. Health Topics: Immunization [Internet]. Geneva: WHO; 2016 [cited 2016 Mar 08]. Available from: http://www.who.int/topics/immunization/en/

PEREIRA, N.M; CARVALHO, K.M; ARAÚJO, T.M.E. Conhecimento dos profissionais de enfermagem em sala de vacina: análise da produção científica. Revista Univap. São José dos Campos-SP, v.12, n.38. Dez, 2015.

SILVA, P.L. N; ALVES, C.R; CALDEIRA, A.P. Review of the work of nursing in halls of vaccines. REV ENFERM UFPI. 2013. V.2, n4, p.3-8.

TERTULIANO, G.C. Repensando a Prática de Enfermagem na Sala de Vacinação. Anais da VIII mostra científica do cesuca – nov./2014.

WANDERLEY, MELO, RAMOS. Reatogenicidade de imunizações artificiais em neonatos e pós neonatos: uma revisão da literatura. Braz. J. Hea. Rev., Curitiba, v. 2, n. 3, p. 1661-1687, mar./apr. 2019.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv3n4-048

Refbacks

  • There are currently no refbacks.