Síndrome de Fournier: análise de um relato de caso / Fournier syndrome: analysis of a case report

Salua Alves Ally da Silva Custodio, Fernanda Nelli Bruno, Amanda Oliva Spaziani, Mariana Zeitune de Oliveira Pereira, Lorena de Freitas Diogo, Raissa Silva Frota, Fabielli Mioto Larrossa, Dimoriani Cristina Pinheiro, Leonardo Faidiga

Abstract


A Síndrome de Fournier, também conhecida como fasciíte necrótica perineal, é uma patologia infecciosa grave dos tecidos moles, cometendo região genital e áreas adjacentes, caracterizada por destruição tissular, sendo mais frequente em homens entre a 2ª e 6ª década, podendo acometer também jovens e mulheres. Sua rápida progressão pode levar ao óbito se não diagnosticado precocemente e estipulados os cuidados imediatos. É uma patologia grave que necessita de antibioticoterapia de amplo espectro, debridamento cirúrgico precoce e agressivo, podendo, inclusive, necessitar de acompanhamento psicológico. O objetivo do presente estudo foi avaliar a relação com a mortalidade e o sucesso do diagnóstico e tratamento precoce. A taxa de letalidade relaciona-se com a área da disseminação, bem como diagnóstico e período de início do tratamento, obtendo mais sucesso em pacientes diagnosticados precocemente e com medidas terapêuticas adotadas de forma imediata.


Keywords


Síndrome de Fournier, fasciíte necrotisante, letalidade

References


CANDELARIA, P. A. P. et al. Síndrome de Fournier: análise dos fatores de mortalidade. Rev bras. colo-proctol., Rio de Janeiro , v. 29, n. 2, p. 197-202, June 2009 .

CHENNAMSETTY, A., KHOURDAJI, I., BURKS, F., KILLINGER, K. A. Contemporary diagnosis and management of Fournier's gangrene. Ther Adv Urol. 2015;7(4):203–215. doi:10.1177/1756287215584740

CHENNAMSETTY, A., KHOURDAJI, I., BURKS, F., KILLINGER, K. A. Contemporary diagnosis and management of Fournier's gangrene. Ther Adv Urol. 2015; 7(4): 203–215. doi:10.1177/1756287215584740.

DORNELAS, M. T.; CORREA, M. P. D.; BARRA, F. M. L.; CORRÊA, L. D.; DA SILVA, E. C.; DORNELAS, G. V.; DORNELAS, M. C. Síndrome de Fournier: 10 anos de avaliação. Rev Bras Cir Plást. 2012;27(4):600-4.

DOS-SANTOS, DJONEY RAFAEL et al . Profile of patients with Fournier’s gangrene and their clinical evolution. Rev. Col. Bras. Cir. Rio de Janeiro, v. 45, n. 1, e1430, 2018. Disponível em: . Acesso em 08 de abril de 2020. Epub Feb 15, 2018. https://doi.org/10.1590/0100-6991e-20181430.

ELSAKET, A E; MAHARAJH, S; URRY, R J. The presentation, management and outcomes of Fournier's gangrene at a tertiary urology referral centre in South Africa. SAMJ, S. Afr. med. j. Cape Town, v. 108, n. 8, p. 671-676, Aug. 2018. Disponível em: . Acesso em 08 abril de 2020. http://dx.doi.org/10.7196/samj.2018.v108i8.13100.

HOFFMANN, A. L.; IGLESIAS, L. F; ROTHBARTH, W. W. Síndrome de Fournier: relato de caso. Arquivos Catarinenses de Medicina - Volume 38 - Suplemento 01 – 2009.

HONG, K. S.; YI, H. J.; LEE, R.; KIM, K. H.; CHUNG, S. S. Prognostic factors and treatment outcomes for patients with Fournier's gangrene: a retrospective study. International Wound Journal. 2017. https://doi.org/10.1111/iwj.12812.

MALLIKARJUNA, M.N., VIJAYAKUMAR, A., PATIL, V. S., SHIVSWAMY, B. S. Fournier's Gangrene: Current Practices. ISRN Surg. 2012; 2012: 942437. doi:10.5402/2012/942437.

MEKI, CS; MANGWIRO, TI; LAZARUS, J. Fournier's gangrene: outcome analysis and prognostic factors. S. Afr. j. surg. Cape Town, v. 56, n. 3, p. 43-46, Sept. 2018. Disponível em: . Acesso em 08 de abril de 2020. http://dx.doi.org/10.17159/2078-5151/2018/v56n3a2409.

MOYANO PORTILLO, Álvaro, et al. Fascitis necrotizante secundaria a úlcera por presión. Rev Clin Med Fam, Albacete, v. 12, n. 1, p. 24-27, 2019. Disponível em: . Acesso em 08 de abril de 2020.

TENORIO, Carlos Eugênio Lira et al. Risk factors for mortality in fournier's gangrene in a general hospital: use of simplified founier gangrene severe index score (SFGSI). Int. braz j urol. Rio de Janeiro, v. 44, n. 1, p. 95-101, Feb. 2018. Disponível em: . Acesso em 08 de abril de 2020. https://doi.org/10.1590/s1677-5538.ibju.2017.0193.

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA. CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE. SÍNDROME DE FOURNIER: CUIDADOS DE ENFERMAGEM. João Pessoa. 2004. Disponível em: . Acesso em 08 de abril de 2020.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO TRIÂNGULO MINEIRO. COMISSÃO DE CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR. PROTOCOLOS DE CONTROLE DE INFECÇÃO. SÍNDROME DE FOURNIER. 2011. Disponível em: . Acesso em 08 de abril de 2020.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv3n4-030

Refbacks

  • There are currently no refbacks.