Vivenciando o cuidado de enfermagem por meio da SAE diante da coinfecção HIV/ herpes simples: um relato de experiência/ Experiencing nursing care through health before HIV/ herpes simple coinfection: an experience report

Chiara Silmara Santos Silva, Isabela Araújo de Mesquita, Natalia Tifanny da Conceição, João Eduardo Barros Branco, Ewerton Beckman dos Reis, Mônica Santos de Araújo Lima, Anderson Junior dos Santos Aragão, Fernanda Cristina da Costa Silva, Anny Cristina Brito da Silva, Eliã Pinheiro Botelho

Abstract


O Herpes Simplex Vírus (HSV-2) associado ao vírus da imunodeficiência adquirida (HIV), representa o aumento do HSV-2 em indivíduos HIV-positivos. Visou-se referir a prática da utilização da SAE a um paciente imunocomprometido e com Herpes genital (simples). O local do estudo foi um hospital referência, em Belém do Pará. Para subsidiar tal relato, empregou-se o processo de enfermagem, por meio da taxonomia da NANDA, NIC e NOC. Alvo por seleção acidental, foi realizada anamnese e exame físico, em seguida, verificou-se o prontuário para averiguar seu histórico e evolução do quadro clínico. Diante dos problemas de enfermagem, foram evidenciados 3 Diagnósticos de Enfermagem, estabelecido as metas e implantadas as condutas de Enfermagem. O estudo foi satisfatório, o paciente se revelou colaborativo e, com isso, foi possível identificar suas necessidades e obter resultados significativos ao final do estudo. A SAE compreende a organização do trabalho e atuação do Enfermeiro, levando em consideração a técnica, o método científico e referencial teórico.


Keywords


Herpes Simples,HIV, Cuidados de Enfermagem.

References


- Penello AM, Campos BC, Gonçalves MA, Souza PMT, Salles RS, Pellegrini E. Herpes Genital. DST – J. bras. Doen. Sex. Transm., 2010; 22(2):64-72.

- Tagliari NAB, Kelmann RG, Diefenthaler H. Aspectos terapêuticos das infecções Causadas pelo vírus herpes simples Tipo 1. Perspectiva, Erechim. 2012; 36(133):191-201.

- BRASIL. Conselho Federal de Enfermagem. Resolução COFEN nº 358/2009. Dispõe sobre a Sistematização da Assistência de Enfermagem e a implementação do Processo de Enfermagem em ambientes, públicos ou privados, em que ocorre o cuidado profissional de enfermagem, e dá outras providências; 2009.

- Brito FPG. Infecções oportunistas em pacientes com HIV /AIDS em serviço de atendimento especializado do município de Aracaju/SE – Aracaju: UNIT, 2014. 79 f.: Il. ; 23 cm.

- Ferreira TCR, Souza APC, Júnior RSR. Perfil clínico e epidemiológico dos portadores do Hiv/aids com coinfecção de uma unidade de referência Especializada em doenças infecciosas parasitárias Especiais. Revista da Universidade Vale do Rio Verde, Três Corações, 2015; 13(1):419-431.

- Martin S, Hirsch MD. Herpesvirus Infections [2015]. Tradução: Paulo Henrique Machado. Porto Alegre: Artmed Panamericana, 2019.

- Sousa BVN, Lima CFM, Félix NDC, Souza FO. Benefícios e limitações da sistematização da assistência de enfermagem na gestão em saúde. J. nurs. health. 2020;10(2):e20102001

- Herdman TH, Kamitsuru S. Diagnósticos de enfermagem da NANDA: definições e classificação 2018-2020 [recurso eletrônico] / [NANDA International]. Tradução: Regina Machado Garcez. 11ª ed. - Porto Alegre: Artmed, 2018.

- Bulechek GM, Butcher HK, Dochterman JM. Classificação das intervenções de enfermagem (NIC). Tradução: Soraya Imon de Oliveira, et al., 5ª ed. - Rio de janeiro: Elsevier, 2010.

- Johnson M, Moorhead S, Bulecheck G, Butcher H, Maas M, Swanson E. Ligações NANDA-NOC-NIC: condições clínicas: suporte ao raciocínio e assistência de qualidade. Tradução: Soraya Imon de Oliveira, et al., 3ª ed. – Rio de Janeiro: Elsevier, 2012.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv3n4-019

Refbacks

  • There are currently no refbacks.