Perfil dos usuarios do programa de automonitoramento da diabetes do Municipio de Tremedal – Bahia / Profile of users of the diabetes self-monitoring program in the Municipality of Tremedal – Bahia

Monaliza Silva Chagas, Andressa Lacerda Fernandes Reais, Jamile Silva Magalhães Oliveira, Iaggo Raphael David, Rafael Luiz de Araújo Rodrigues, Tatielle Pereira Silva, Igor Macedo

Abstract


Diabetes Mellitus é uma doença caracterizada pela elevação da glicose no sangue (hiperglicemia). Podendo ocorrer devido a incapacidade de secreção ou ação do hormônio insulina. Este estudo teve como objetivo geral identificar o perfil dos usuários cadastrados no programa de automonitoramento da diabetes, bem como, apresenta como objetivos específicos verificar a eficácia do programa e também averiguar o comprometimento dos portadores de diabetes no automonitoramento do município. Considerando os materiais e métodos que foram utilizados neste estudo, foi realizada uma pesquisa de corte transversal com abordagem descritiva – quantitativa e teve como grupo amostral, 26 usuários atendidos pelo serviço de automonitoramento da glicemia do município de Tremedal -  BA,  no ano de 2019, sendo que apenas 23 destes usuários teve a participação válida nesta coleta de dados.O questionário apresentado empregou questões sociodemográficas-comportamentais, para definir perfil dos usuários do programa de automonitoramento do diabetes. Nos resultados, observou-se que a idade do grupo amostral, varia entre 06 e 78 anos, e há a prevalência do sexo feminino entre os pesquisados. A maioria, 56,52% possuem o ensino fundamental incompleto e predomina moradores da zona rural, 52,7%. Como perfil comportamental, observou-se que 60,87% já se esqueceu de tomar os medicamentos prescritos, além de se constatar outros fatores preocupantes, como a não adesão à dieta saudável ou atividade física frequente, além de que 60,87% dos pacientes desta amostra, possuem histórico da referida patologia no âmbito familiar. Desta forma, este estudo apontou o perfil dos usuários que são atendidos pelo programa de automonitorização, o que significativamente direciona para uma delimitação adequada de estratégias que busque suprir as falhas no resultado do programa, controlar a doença e evitar o desencadeamento de outras patologias relacionadas, bem como, de complicações muito comuns no caso do DM. Assim, o estudo é de fundamental importância para a área de saúde, especificamente a intervenção da área de farmácia, visto que, as informações poderão somar-se com outros estudos já realizados abordando a temática. Ressaltando que os resultados levantados poderão contribuir para a implementação de estratégias de prevenção, diagnóstico precoce e tratamento da diabetes, através do acompanhamento da equipe multidisciplinar, tendo a participação do farmacêutico  


Keywords


Diabetes Mellitus, Automonitoramento, Glicemia.

References


ADOLFSSON, P.; PARKIN, C. G.; THOMAS, A.; KRINELKE, L. G. Selecionando o Sistema Apropriado de Monitoramento Contínuo de Glicose - uma Abordagem Prática. Endocrinologia Europeia. 2018.

ALMEIDA, P. T., TEIXEIRA, Y., BARRETO, J. A. P. DE S., SOUSA, L. N. DE.. Manejo do tratamento não farmacológico em pacientes portadores de diabetes mellitus tipo II na atenção básica: revisão integrativa de literatura . In Ciências da Saúde: Campo Promissor em Pesquisa 9 (pp. 112–117). Atena Editora. 2020.

ARRELIAS, C. C. A. et al. Adesão ao tratamento do diabetes mellitus e variáveis sociodemográficas, clinicas e de controle metabólico. Actua Paul. Enferm., são Paulo, v. 28, n.4, p. 315-322, 2015.

ARRUDA, C; SILVA, D. M. C. G. V. Acolhimento e vínculo na humanização do cuidado de enfermagem às pessoas com diabetes mellitus. Revista brasileira de enfermagem. Brasília, v. 65, n. 5, Set./Oct, 2012.

AUGUSTO, M. C. et al. Evaluación del programa de automonitoreo de la glucosa capilar. Revista Latino-Americana de Enfermagem. São Paulo. v. 22, n.5, p. 801- 809, 2014.

BAQUEDANO, I. R et al., Fatores relacionados ao autocuidado de pessoas com diabetes mellitus atendidas em serviço de urgência no México. Revista da Escola de Enfermagem da USP, v. 44, n. 4, p. 1017-1023, 2010.

CIMINO, R et al., Avaliação e controle através da glicemia em jejum e hemoglobina glicada. Rev. Univap, Brasil, v. 20, n. 35, jul.2014.

CLARO, R. M, SANTOS, M. A. S, OLIVEIRA, T.P, et al. Consumo de alimentos não saudáveis relacionados a doenças crônicas não transmissíveis no Brasil: Pesquisa Nacional de Saúde, 2013. Epidemiol. serv. saúde. 2015.

CORTEZ, D. N. et al. Complicações e o tempo de diagnóstico do diabetes mellitus na atenção primária. Acta Paul. Enfrm., São Paulo, v. 28, n. 3, p. 250-255, 2015.

FERNANDES, S. S. C., DAMASCENA, R. S., PORTELA, F. S. Avaliação da Adesão ao Tratamento Farmacológico de Idosos Portadores de Diabetes Mellitus Tipo II Acompanhados em uma Rede de Farmácias de Vitória da Conquista – Bahia. ID on Line Revista de Psicologia, 13(43), 241–263, 2018.

FERRETTI, F. et al. Analise da qualidade de vida em idosos praticantes e não praticantes de exercício físico regular. Estud. Interdiscipl. Envelhec., Porto Alegre, v. 20, n. 3, p. 729-743, 2015.

FREIRE, M. T. P.; ANDRADE, J. M; VERAS, H. N. H. Avaliação Glicêmica de Pacientes Diabéticos Atendidos na Estratégia Saúde da Família na Cidade de Assaré – CE. Id on Line Rev.Mult. Psic., vol.13, n.44. 2019.

IQUIZE, R. C. C, THEODORO, F. C. E. T, CARVALHO, K. A, OLIVEIRA, M. A, BARROS, J. F, SILVA, A. Práticas educativas no paciente diabético e perspectiva do profissional de saúde: uma revisão sistemática. Jornal Brasileiro de Nefrologia. 2017.

MABASA V. H., MALYUK D. L., TUNG A., et al. Using clinical pharmacy support technicians to optimize pharmaceutical care in the intensive care unit. Can J Hosp Pharm 2010.

MAIAS, M. A. et al., Associação do tempo de contato no programa educativo em diabetes mellitus no conhecimento e habilidades de autocuidado. Ver. Esc. Enferm USP, 2016.

MENDONÇA, S. C. B, ZANETTI, M. L, SAWADA, N. O, BARRETO, I. D. C. B, ANDRADE, J. S, OTERO, L. M. Construção de um instrumento de avaliação do autocuidado dos pacientes com diabetes mellitus tipo 2. Rev Latino Am. Enfermagem. 2017.

MICHA, R, PEÑALVO, J. L, CUDHEA, F, et al. Association between dietary factors and mortality from heart disease, stroke, and type 2 diabetes in the United States. JAMA. Número 317(9).2017.

MINAYO, M. C. S, SANCHES, O. Quantitativo-Qualitativo: oposição ou complementariedade. Cad Saúde Pública, 1993.

MISSIO, R., MOSCON, J. G., & OLIVEIRA, T. B. DE. Conhecimento e atitude frente ao tratamento para hipertensão arterial e diabetes mellitus em pacientes de uma farmácia comunitária. Rev. Interdisciplinar Em Ciências Da Saúde E Biológicas – RICSB, 2018.

OLIVEIRA NETO, M; PEREIRA, M. S, PINTO, M. A. H, AGOSTINHO, L. M. A. Avaliação do autocuidado para a prevenção do pé diabético e exame clínico dos pés em um centro de referência em diabetes mellitus. J. Health Biol Sci. 2017.

OLIVEIRA, V. P.; CARVALHO, L. DE S.; DA PAZ, S. M. R. S.; DOS SANTOS, M. M. Reflexões sobre a relação entre resistência à insulina, diabetes mellitus e obesidade na adolescência à luz da literatura. Rev Eletrônica Acervo Saúde, n. 41, p. e2105, 28 fev. 2020.

PENAFORTE, K. L., ARAÚJO, S. T., FERNANDES, V. O., BARBOSA, I. V., CESTARI, V. R. F., MONTENEGRO JÚNIOR, R. M. Associação entre polifarmácia e adesão ao tratamento farmacológico em pacientes com diabetes TT Association between polypharmacy and the adherence to pharmacological treatment in patients with diabetes. Revista Rene (Online), 18(5), 631–638, 2017.

RABELO NÉRI E. D., CHAVES GADÊLHA P. G., MAIA S. G., PEREIRA A. G. S., ALMEIDA P. C., RODRIGUES C. R. M., PORTELA M. P., FONTELES M. M. F.. Erros de prescrição de medicamentos em um hospital brasileiro. Rev Assoc Med Bras. São Paulo: 2011.

RODRIGUES, J et al., Atuação do enfermeiro com pacientes com diabetes mellitus na melhoria da qualidade de vida. Rev de Atenção à Saúde, v. 13, no 45, jul./set. 2015.

SANTOS, W. P. dos; SILVA, M. M. da; SOUSA; F. T. de; FREITAS, F. B. D. de. Interfaces da (não) adesão ao tratamento do diabetes mellitus tipo II. Rev. Nova Esperança. v. 17, n. 2, 2019.

SANTOS V., NITRINI S. M. O. O.. Indicadores do uso de medicamentos prescritos e de assistência ao paciente de serviços de saúde. Revista de Saúde Pública. São Paulo: 2018.

SILVA, J. M. T. S, HADDAD, M. C. F. L, ROSSANEIS, M. A, VANNUCHI, M. T. O, MARCON, S. S. Fatores associados à ulceração nos pés de pessoas com diabetes mellitus residentes em área rural. Revista Gaúcha de Enfermagem. 2017.

SOUSA, M. C, LIMA, P. V. P. S, KHAN, A. S. Mecanismos de gestão municipal e a promoção dos direitos humanos. Rev. adm. pública. 2015.

TANQUEIRO, M. T. O. S. A gestão do autocuidado nos idosos com diabetes: revisão sistemática da literatura. Rev. Enf. Ref., Coimbra, v. serIII, n. 9, p. 151-160, mar. 2013.

ZIMMET, P, ALBERTI, G. K, MAGLIANO, D. J, et al. Diabetes mellitus statistics on prevalence and mortality: facts and fallacies. Nat. rev. endocrinol. 2016.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv3n3-226

Refbacks

  • There are currently no refbacks.