Educação em saúde como estratégia de prevenção e promoção da saúde de uma unidade básica de saúde / Health education as a strategy for the prevention and promotion of health in a basic health unit

Romário de Sousa Gonçalves, Matheus Barros Carvalho, Thauani Carneiro Fernandes, Luzimar Silva Lima Veloso, Luana França dos Santos, Thaislane Rithele de Sousa, Ana Beatriz Alves Lopes, Ildjane Teixeira Moraes da Luz

Abstract


Introdução: Educação em saúde é uma ferramenta essencial para promoção da saúde assim como a prevenção e doenças e agravos, diante dos determinantes do processo saúde-doença, na Atenção Primária a Saúde. Objetivo: Conhecer o trabalho de educação em saúde de uma unidade básica de saúde do município de Imperatriz - MA. Metodologia: Análise de produção a partir de documentos cedidos pela direção da UBS, com registros das ações de educação em saúde realizadas no período de fevereiro a setembro de 2019. Resultados: Foi possível observar que 13 ações educativas foram realizadas em conjunto pelas 03 Equipes de Estratégia Saúde da Família alocadas na UBS. As doenças infectocontagiosas tuberculose, toxoplasmose, dengue, infecções sexualmente transmissíveis e raiva humana tiveram um enfoque significativo em resposta as características epidemiológicas da área adstrita das equipes. A gravidez na adolescência foi abordada como estratégia priorizada pela Política de Atenção Integral a Saúde do Adolescente. Conclusão: Percebe-se que é imprescindível o constante aprimoramento do conhecimento e prática dos profissionais para desenvolver as ações de educação em saúde. É necessário a expansão das ações educativas dentro da área de responsabilidade de cada equipe, assim como uma participação mais ativa de todos os membros da equipe de estratégia da família, bem como os profissionais do núcleo de apoio à saúde da família (NASF).


Keywords


atenção primaria à saúde, educação em saúde, Estratégia saúde da família.

References


ANTAS, Maria Beatriz Pragana. EDUCAÇÃO EM SAÚDE NA ATENÇÃO BÁSICA: SUJEITO, DIÁLOGO, INTERSUBJETIVIDADE. 2010. 236 f. Tese

(Doutorado) - Curso de Saúde Pública, Fundação Oswaldo Cruz Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães, Recife, 2010. Cap. 6.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Política Nacional de Atenção Básica / Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. – Brasília: Ministério da Saúde, 2017.

COLOMÉ, Juliana Silveira; OLIVEIRA, Dora Lúcia Leidens Corrêa de. EDUCAÇÃO EM SAÚDE: POR QUEM E PARA QUEM? A VISÃO DE ESTUDANTES DE

GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM. Texto Contexto Enfermagem, Florianópolis, v. 1, n. 21, p.177-184, mar. 2013.

SALCI et al. EDUCAÇÃO EM SAÚDE E SUAS PERSPECTIVAS TEÓRICAS:

ALGUMAS REFLEXÕES. Texto Contexto Enfermagem, Florianópolis, v. 1, n. 22, p.224-230, mar. 2013.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv3n3-144

Refbacks

  • There are currently no refbacks.