Relato de Experiência da participação no Grupo de Estudo Transdisciplinar de Atenção Reprodutiva – GESTAR / Experience report of participation in Grupo de Estudos Transdisciplinar de Atenção Reprodutiva – GESTAR

Ana Paula Alves Goulart, Lays Rodrigues Oliveira, Laura Beatriz Andrade Medeiros, Gisele Alves de Freitas, Luana Araújo Macedo Scalia, Efigênia Aparecida Maciel de Freitas

Abstract


Objetivo: relatar a experiência  de estudantes do primeiro período do curso de enfermagem da Universidade Federal de Uberlândia em um projeto de extensão: Grupo de Estudos Transdisciplinar de Atenção Reprodutiva (GESTAR). Métodos: trata-se de um relato de vivência de discentes que deram origem a um grupo de extensão voltado à saúde da mulher, discutindo sobre módulos estudados e metodologia utilizada. Resultados: a participação das estudantes ingressantes no GESTAR se configurou em uma importante oportunidade de contato com a população, além de uma ferramenta de estímulo para a autonomia pedagógica, trabalho em equipe e por fim, o fortalecimento de vínculo com a academia. Conclusão: A atuação no projeto se caracteriza como uma experiência singular para as discentes, o qual integra a teoria e a prática sobre período gravídico puerperal, sendo esta uma importante estratégia na redução de altos índices de cesáreas no Brasil, bem como no desenvolvimento das mulheres na preparação para a maternidade.


Keywords


Estudantes de Enfermagem. Saúde da Mulher. Saúde Reprodutiva. Educação. Práticas Interdisciplinares.

References


WORLD HEALTH ORGANIZATION. WHO recommendations on intrapartum care for a positive childbirth experience. World Health Organization, 2018.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Pela primeira vez número de cesáreas não cresce no país. Disponível em: Acesso em: 19 maio 2020.

AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR (BRASIL). ATUALIZAÇÃO DAS TAXAS DE PARTO NA SAÚDE SUPLEMENTAR. ANS, Rio de Janeiro, 17 maio 2016 Disponível em: acesso em: 19 maio 2020.

SANTOS, Marcos Leite dos et al. Humanização da assistência ao parto e nascimento: um modelo teórico. 2002.

MARTINS, APV. A ciência obstétrica. In: Visões do feminino: a medicina da mulher nos séculos XIX e XX [online]. Rio de Janeiro: Editora Fiocruz, 2004, pp. 63-106. História e Saúde collection. ISBN 978-85-7541-451-4. Available from SciELO Books <.https://doi.org/10.7476/9788575414514>

DINIZ, Carmen Simone Grilo; DUARTE, Ana Cristina. Parto Normal Ou Cesárea?. UNESP, 2004.

World Health Organization. Care in normal birth: a practical guide. Geneva: WHO; 1996

Ministério da Saúde. Portaria Nº 1.459, de 24 de Junho de 2011. Institui, no âmbito do Sistema Único de Saúde - SUS - a Rede Cegonha [portaria na internet], [acesso em 07 maio 2020]. Disponível em: < https://www.saude.gov.br/acoes-e-programas/rede-cegonha>

Furlan CB, Vieira HWD. Parto humanizado de uma residente em enfermagem obstétrica: um relato de experiência. REVISA. 2019; 8(4): 518-24. Doi: https://doi.org/10.36239/revisa.v8.n4.p518a524

BRASIL. Constituição (1988). Artigo nº 207, de 1988. Constituição Federal. Brasil,

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Diretrizes Curriculares Nacionais dos Cursos de Graduação em Enfermagem. Parecer CNE/CES nº 1.133/2001, de 7 de agosto de 2001.

PICCININI, Cesar Augusto et al. Gestação e a constituição da maternidade. Psicologia em estudo, v. 13, n. 1, p. 63-72, 2008.

DA SILVA, Luzenilda Sabina; DE BORBA PESSOA, Franciele; PESSOA, Douglas Tadeu Cardoso. Análise das mudanças fisiológicas durante a gestação: desvendando mitos. Revista Eletrônica Faculdade Montes Belos, v. 8, n. 2, 2015.

MONTEIRO, Aldora et al. A visão da mulher na antropologia: mitos da criação e crenças em relação à gravidez. Millenium-Journal of Education, Technologies, and Health, n. 30, p. 38-50, 2016.

MOUTA, Ricardo José Oliveira et al. Plano de parto como estratégia de empoderamento feminino. Revista Baiana de Enfermagem‏, v. 31, n. 4, 2017.APA

GESTAR (Universidade Federal de Uberlândia) (org.). Ações educativas no Pré-Natal: Um guia Prático. Uberlândia, 2019. 98 p.

DODOU HD, PAIVA RODRIGUES D; GUERREIRO EM,VILANI CAVALCANTE GUEDES M, NERY DO LAGO P, SOUSA DE MESQUITA N. A contribuição do acompanhante para a humanização do parto e nascimento: percepção das puérperas.p. 262-269, Abr/Jun 2014)

BRASIL. Lei nº 11108, de 07 de abril de 2005. Altera a Lei nº 8.080, de 19 de setembro de 1990, para garantir às parturientes o direito à presença de acompanhante durante o trabalho de parto, parto e pós-parto imediato, no âmbito do Sistema Único de Saúde - SUS.. . Brasilia,

URIO, Ângela et al. As Vivências da Maternidade e a Concepção da Interação Mãe-Bebê: Interfaces Entre as Mães Primíparas Adultas e Adolescentes. Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental, p. 655-663, 2019.

ROQUE, Sónia Sofia Gaiola. Preparação dos pais para o cuidar do recém-nascido após a alta: Avaliação dos registos de enfermagem. 2014. Tese de Doutorado.

BRASIL MINISTÉRIO DA SAÚDE. . Saúde sexual e saúde reprodutiva: Brasília: Ministério da Saúde, 2013. 293 p.

BRASIL. Lei nº 9263, de 12 de janeiro de 1996. Regula o § 7º do art. 226 da Constituição Federal, que trata do planejamento familiar, estabelece penalidades e dá outras providências... Brasilia.

MIRANDA, Karla Corrêa Lima; BARROSO, Maria Grasiela Teixeira. A contribuição de Paulo Freire à prática e educação crítica em enfermagem. Revista Latino-americana de Enfermagem, [s.l.], v. 12, n. 4, p. 631-635, ago. 2004. FapUNIFESP (SciELO). http://dx.doi.org/10.1590/s0104-11692004000400008.

CABRAL, IE. A contribuição da crítica sensível à produção do conhecimento de Enfermagem. Anais do 11º Seminário Nacional de Pesquisa em enfermagem. Belém (PA); 2001. p.1-12.

GOMES, Andréia Patrícia; REGO, Sergio. Transformação da educação médica: é possível formar um novo médico a partir de mudanças no método de ensino-aprendizagem?. : é possível formar um novo médico a partir de mudanças no método de ensino-aprendizagem?. Revista Brasileira de Educação Médica, [s.l.], v. 35, n. 4, p. 557-566, dez. 2011. FapUNIFESP (SciELO). http://dx.doi.org/10.1590/s0100-55022011000400016

CORTES, Laura Ferreira; PADOIN, Stela Maris de Mello; BERBEL, Neusi Aparecida Navas. Problematization Methodology and Convergent Healthcare Research: praxis proposal in research. : praxis proposal in research. Revista Brasileira de Enfermagem, [s.l.], v. 71, n. 2, p. 440-445, abr. 2018. FapUNIFESP (SciELO). http://dx.doi.org/10.1590/0034-7167-2016-0362.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv3n3-141

Refbacks

  • There are currently no refbacks.