Educação fast-food e os problemas de educação à distância brasileira / Fast food education and the problems of Brazilian distance education

Paulo Roberto Miranda Veras, Clayton de Almeida Corrêa, Raimundo Márcio Mota de Castro

Resumo


Neste artigo são apresentadas algumas reflexões e experiências de autoresque tratam dos processos de ensino-aprendizagem na área da educação não tradicional ou educação a distância. Tais trabalhosreportam em sua maioria os efeitos da Educação a Distância na formação e construção do pensamento crítico de quem utiliza esse método de ensino e também de como a facilidade desse modelo educacional vem promovendo a chamada “educação fast-food”. Assim, este trabalho teve por objetivo promover uma reflexão de como o ensino a distância vem influenciando na promoção da “educação fast-food”. Para tanto foi realizada uma revisão bibliográfica a partir de análises em livros, artigos, teses, entre outros meios que busquem o melhor desempenho na pesquisa de cunho qualitativa, sendo estruturada a partir de uma revisão e analise de artigos, utilizando os seguintes autores: Rousseau (1999), Costa (2018), Guimarães (2018) e Pimentel (2006).Dessa maneira, com base na consideração de que os sistemas de educação online têm sido desenvolvidos predominantemente pelas empresas de bens e serviços, e não pelas instituições de ensino, percebe-se que as perspectivas desse tipo de sistema no ambiente da sociedade são analisadas do nível do conhecimento, e aponta para alguns problemas que as instituições de ensino devem superar para transcender a prática do modelo de educação online.


Palavras-chave


Educação on-line, filosofia da educação on-line, teoria da educação online

Texto completo:

PDF

Referências


ALONSO, Katia Morosov et al. Formação de professores em exercício, educação a distância e a consolidação de um projeto de formação: o caso da UFMT. 2005.

ARCE, Alessandra et al. Compre o kit neoliberal para a educação infantil e ganhe grátis os dez passos para se tornar um professor reflexivo. Educação & Sociedade, 2001.

COSTA, Ana Clara de Freitas Dias et al. GESTÃO DA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA. Multifaces: Revista de Ciência, Tecnologia e Educação, v. 1, n. 1, 2018.

GUIMARÃES, Ged. A Educação na Sociedade da Mercadoria: a questão dos Colégios Militares e as Organizações Sociais em Goiás. Perspectivas em Diálogo: revista de educação e sociedade, v. 5, n. 9, p. 253-268, 2018.

LAZZAROTTI FILHO, Ari et al. A dinâmica, os principais problemas e as qualidades no desenvolvimento de um curso de licenciatura em Educação Física na modalidade a distância. Pensar a Prática, v. 18, n. 3, 2015.

MACIEL, Ira Maria. Educação a distancia. Ambiente virtual: construindo significados. Boletim Técnico do SENAC, v. 28, n. 3, p. 38-45, 2018.

MATTAR, João. Pesquisa em Educação a Distância. Revista EducaOnline, v. 12, n. 2, p. 2-18, 2018.

MORAN, José Manuel. Avaliação das mudanças que as tecnologias estão provocando na educação presencial e a distância. Revista Educação e Cultura Contemporânea, v. 2, n. 4, p. 89-108, 2018.

NETO, Francisco José da Silveira Lobo. Educação a distância: regulamentação e realização. Boletim técnico do SENAC, v. 28, n. 2, p. 44-55, 2018.

NICOLAIO, Kelly; MIGUEL, Luciana. A democratização do ensino por meio da educação a distância. Revista Intersaberes, v. 5, n. 9, p. 68-91, 2012.

NOVA, Cristiane; ALVES, Lynn. Educação à distância: limites e possibilidades. Alves L, Nova C, organizadoras. Educação à distância: uma nova concepção de aprendizado e interatividade. São Paulo: Futura, p. 1-23, 2003.

NOVA, Cristiane; ALVES, Lynn. Tempo, espaço e sujeitos da educação a distância. Tecnologia Educacional, v. 31, n. 157/157, p. 53-64, 2002.

PIMENTEL, Nara Maria et al. Educação aberta e a distância: análise das políticas públicas e da implementação da educação a distância no Ensino Superior do Brasil a partir das experiências da Universidade Federal de Santa Catarina e da Universidade Aberta de Portugal. 2006.

ROUSSEAU, Jean-Jacques. Emílio ou Da educação. Tradução Roberto Leal Ferreira. 1999.

SANTO, Eniel Espírito. Ensinar e aprender na Educação a Distância: um estudo exploratório na perspectiva das práticas tutoriais. Research, SocietyandDevelopment, v. 3, n. 2, p. 92-114, 2016.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.