Análise e diagnóstico da gestão estratégica de uma empresa consolidada do setor alimentício / Analysis and diagnosis of the strategic management of a consolidated company in the food sector

Gustavo Alves de Melo, Maria Gabriela Mendonça Peixoto, Samuel Borges Barbosa, Maria Cristina Angélico Mendonça

Resumo


O presente trabalho tem por objetivo levantar informações da gestão estratégica de uma empresa prestadora de serviços no ramo alimentício. Visando analisar e diagnosticar suas estratégias fazendo uma relação direta com sua missão, visão e valores, analisando seu posicionamento no mercado e identificando um padrão das suas ações, sabendo que a gestão estratégica tem como objetivo levantar informa- ções que coloca a empresa competitiva no mercado, suas ameaças, oportunidades e recursos disponíveis. Além disso, o estudo caracterizou-se como uma pesquisa descritiva, expondo os pontos estratégicos relevantes da empresa. Dessa forma, observou-se que a empresa se destaca pela padronização de seus processos, polí- tica de fidelização de fornecedores e gestão pré-determinada com treinamento de funcionários.


Palavras-chave


Gestão estratégica, Gestão organizacional, Setor alimentício.

Texto completo:

PDF

Referências


ABC NEWS. Subway to slash salt content. Subway Cuts Salt in 'Fresh Fit' Sandwiches. Disponível em: http://twixar.me/K37n. Acesso em 5 junho de 2020.

ABF. Associação Brasileira de Franchising. Disponível no site: www.portaldofranchising.com.br. Acesso em 09 de junho de 2020.

ABIA. Associação Brasileira das Indústrias de Alimentos no site www.abia.org.br/. Acesso em 09 de junho de 2020.

ABDALA, M. C. Da casa ao restaurante: representações sobre o comer fora em Minas Gerais. In: MONTEBELLO, N. P. de; COLLAÇO, J. H. L. (Orgs.). Gastronomia: cortes e recortes. 2. ed. Brasilia: Editora Senac- DF, 2007.

ANACLETO, Cristiane Alves; PALADINI, Edson Pacheco. Gestão estratégica da qualidade paraempresas produtoras de alimentos orgânicos: diretrizes para a expansão do mercado consumidor.

ANSOFF, H. Igor. Estratégia Empresarial. São Paulo: McGraw-Hill, 1977.

BARNEY, J. Administração Estratégica e Vantagem Competitiva. São Paulo: Pearson, 2011.

BESKE, P.; LAND, A.; SEURING, S. Sustainable supply chain management practices and dynamic capabilities in the food industry: A critical analysis is of the literature. Internacional Journal of Production Economics, Jun. 2014.

CHERTO, M.; CAMPORA, F & GARCIA, F. Franchising: Uma Estratégia para Expansão de Negócios. São Paulo: Premier Máxima Editora, 2006.

COLLIS, D.; MONTGOMERY, C. Corporate strategy: resources and the scope of the firm. New York: McGraw-Hill, 1997.

FERRAZ, João Carlos & KUPFER, David & HAGUENAUER, Lia. Desafios competitivos para aindústria. Rio de Janeiro, Campus, 1995.

FULMER, R.; GIBBS, P.; KEYS, B. The second generation learning organizations: new tools forsustaining competitive advantage. Organizational Dynamics, Outono 1998.

GASPARIN, Mirian. Executivo da Subway detalha novo posicionamento da rede. Disponível em: https://miriangasparin.com.br/2010/03/executivo-da-subway-detalha-novo-posicionamento-da-rede/. Acesso em 06 de junto de 2020.

HERRERO, Emílio. Balancedscorecard e a gestão estratégica. Gulf Professional Publishing, 2005. MINTZBERG, H.; AHLSTRAND, B.; LAMPEL, J. Safari de estratégia: um roteiro pela selva do planejamento estratégico. Porto Alegre: Bookman, c1998. 299 p.

NAISBITT, J. Megatrends: Ten new directions transforming our lives. Nova York: Grand CentralPublishing, 1988.

PLÁ, D. Tudo sobre franchising. Rio de Janeiro: Ed. Senac, 2001.

PORTER, Michael E. Vantagem competitiva. Rio de Janeiro: Ed. Campus, 1989.

PORTER, M. Vantagem Competitiva: Criando e sustentando um desempenho superior. Rio de Janeiro:Campus, 1989.

RIBEIRO, Adir et al. Gestão estratégica do franchising: Como construir redes de franquia desucesso. DVS Editora, 2013.

SANTOS, António J. Robalo. Gestão estratégica: conceitos, modelos e instrumentos. Escolar Editora,2008. SCHILOSSER, Eric. Pais Fast Food. São Paulo: Ática 2001.

WALKER, G. Modern competitive strategy. New York: McGraw-Hill, 2004.




DOI: https://doi.org/10.34140/bjbv3n3-045

Apontamentos

  • Não há apontamentos.