Reforma agrária e sucessão: um estudo de caso no assentamento missões, francisco beltrão (PR) / Agrarian reform and succession: a case study in the missions settlement, francisco beltrão (PR)

Lucas Pedro Trento, Clério Plein

Resumo


Considerando a importância da reforma agrária para o desenvolvimento rural do Brasil e a realidade da agricultura familiar, esta pesquisa de iniciação científica pretende analisar o processo de sucessão num assentamento da reforma agrária. O método consiste na revisão de estudos sobre os processos sucessórios na agricultura familiar; na análise de documentos para caracterizar o Assentamento Missões no município de Francisco Beltrão (Paraná) e na aplicação de questionários estruturados para pais (pioneiros no assentamento) e filhos (jovens entre 15 e 24 anos). Espera-se obter basicamente três informações relevantes: 1) a perspectiva dos pais; 2) a perspectiva dos filhos; 3) a diferença entre as perspectivas dos rapazes e das moças em relação à sucessão. Como principais conclusões ressalta-se que os pais na maioria estimulam seus filhos a permanecer na agricultura, e existe uma diferenciação entre os rapazes e as moças uma vez que os rapazes em sua maioria querem permanecer como proprietários, diferente das moças, pois as que querem permanecer pretendem trabalhar em atividades não agrícolas, permanecer em tempo parcial, ou estudar e aplicar seus conhecimentos na propriedade.


Palavras-chave


Agricultura familiar, Reforma Agrária, Jovens.

Texto completo:

PDF

Referências


ABRAMOVAY, R. et al. (1998). Juventude e agricultura familiar: desafios dos novos padrões sucessórios. Brasília: Unesco.

ARAÚJO, A. D. et. al. (2010). Colégio Paulo Freire: um sonho... uma luta... uma realidade. Francisco Beltrão: Grafibem.

FURTADO, C. (2004). Os desafios da nova geração. Revista de Economia Política. v. 24, n. 4 (96), out-dez. pp. 483-486.

FILIPPI, E. E. (2005). Reforma agrária: experiências internacionais de reordenamento agrário e a evolução da questão da terra no Brasil. Porto Alegre: UFRGS.

SILVESTRO, M. L. et al. (2001). Os impasses sociais da sucessão hereditária na agricultura familiar. Florianópolis / Brasília: EPAGRI / NEAD / MDA.




DOI: https://doi.org/10.34140/bjbv3n3-044

Apontamentos

  • Não há apontamentos.