O ativismo dos acionistas, a teoria da agência e governança corporativa no mercado de ações / Shareholder activism, agency theory and corporate governance in the stock market

João Luís do Nascimento Mota, Ana Elisa Linhares de Meneses Braga, Rama Lucas Andrade

Resumo


O presente trabalho tem como objetivo analisar a consonância existente entre o ativismo dos acionistas, a teoria de agência e governança corporativa no mercado de ações. Para isso foi necessário conhecer as respectivas teorias, seu surgimento e aplicabilidade, conceitos e definições de governança corporativa. A fim de atingir o objetivo preconizado recorreram-se metodologicamente às pesquisas bibliográficas através de artigos, monografias, dissertações, teses, sítios do IBGC, onde se obteve o seu Estatuto e Código de Melhor Pratica de Governança Corporativa e o sitio de BM&BOVESPA. O ativismo dos investidores é sempre necessário para uma boa prática de governança corporativa e aplicabilidade dos seus princípios. Neste contexto, pode se observar, como preconizado que existe uma relação intrínseca entre ativismo dos acionistas, a teoria de agencia e governança corporativa.


Palavras-chave


Teoria de Agencia, Governança Corporativa, Assimetria de Informação.

Texto completo:

PDF

Referências


ALDRIGHI, Dantes Mendes. Algumas das Contribuições de Stiglitz à Teoria dos Mercados Financeiros, FEA – USP, 2011.

ALMEIDA, Carlos Alberto Tavares. Fundos de Pensão e Governança Corporativa no Brasil, Dissertação de Mestrado defendida na Escola de Pós-Graduação Getúlio Vargas para obtenção do título de Mestra em Finanças e Economia Empresarial, Rio de Janeiro, 2011.

ALVAREZ, Alejandro Bugallo. Análise Econômica do Direito: Contribuições e Desmistificação.Revista Direito, Estada e Sociedade. V.9 n. 29-p.49 a 68 – jul/dez. 2006, disponível em http://direitoestadosociedade.jur.puc-rio.br/media/Bugallo_n29.pdf, acesso em março de 2017.

ANDRADE, George AlbinR. de. Teoria de Agência e Estrutura de Governança Corporativa em Fundos de Pensão: Uma Análise Normativa, Universidade Cândido Mendes, Mestrado em Economia Empresarial, Rio de Janeiro, RJ, 2011.

ARRUDA, Giovana Silva de, et al. A Governança Corporativa e a Teoria da Agência em Consonância com a Controladoria, artigo publicado em REA UFSM, Revista de Administração da UFSM, 2008, disponível em http://cascavel.ufsm.br/revistas/ojs-2.2.2/index.php/reaufsm/article/view/570, acesso em fevereiro de 2017.

BRANDÂO, Mônica Mansur & BERNARDES, Patrícia. Governança Corporativa e Conflito de Agência entre os Acionistas Majoritários e os Minoritários no Sistema de Decisões Estratégicas das Corporações Brasileiras, disponível em www.anpad.org.br/diversos/trabalhos/EnANPAD, acesso em janeiro de 2017.

CARVALHO, Nádia et al. Efeitos da Assimetria de Informação Sobre os Custos de Transação da Cadeia Produtiva da Batata. Artigo apresentado no VII Simpósio de Excelência em Gestão e Tecnologia, disponível em www.aedb.br/.../444_Efeitos%20da%20Assimetria%20de%20Informaca..., acesso em agosto de 2014.

COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS. Mercado de Valores Mobiliários Brasileiro, 1ª edição, Rio de Janeiro, 2013.

DALMACIO, Flávia Zoboli& NOSSA, Valcemiro. A Teoria de Agência Aplicada aos Fundos de Investimento. Disponível em: http://www.fucape.br/_public/producao_cientifica/2/Flavia%20Zoboli%20%20Teoria%20de%20agencia.pdf, acesso em março de 2017.

FERNADES, Francisco Carlos & MACHADO, Débora Gomes. Teoria da Agência e Governança Corporativa: Uma Reflexão Acerca da Relação de Subordinação Organizacional da Contabilidade à Administração, Anais de SIMPOI, disponível em http://www.simpoi.fgvsp.br/arquivo/2011/artigos/e2011_t00200_pcn97386.pdf, acesso em março de 2017.

KAYO, Eduardo Kazuo& FAMÁ. Teoria de Agência e Crescimento: Evidências Empíricas dos Efeitos Positivos e Negativos do Endividamento, disponível em www.ead.fea.usp.br/Cad-pesq/c5-resumos.htm, acesso em agosto de 2014.

MARQUES, André et al. Assimetria da Informação e Falha do Mercado, disponível em http://efinfatecsor.files.wordpress.com/2012/11/informaccca7acc83o-assimecc81trica-e-falhas-de-mercado.pdf, acesso em fevereiro de 2017.

PINDICK, Roberto S. & RUBINFELD, Daniel L.Microeconomia, Prentice Hall, 5ª edição, São Paulo, 2002.

PORTO, Antônio José Maristelloey al. Análise Econômica de Direito (AED), Fundação Getúlio Vargas (FGV) – Direito Rio, Rio de Janeiro, 2013, disponível em http://direitorio.fgv.br/sites/direitorio.fgv.br/files/u100/analise_economica_do_direito_20132.pdf, acesso em março de 2017.

PUNSUVO, Fábio Riberi, KAYO, Eduardo Kazuo& BARROS, Lucas Ayres Barreiras de. Ativismo dos Fundos de Pensão e a Qualidade da Governança Corporativa, in R. ContFin.USP. São Paulo. V 18. N.45. p.63-72. set∕ sez 2007.

PUNSUVO, Fábio Riberi. Qualidade da Governança corporativa e participação societária dos fundos de pensão nas empresas de capital aberto brasileiras, dissertação defendida na Universidade Presbiteriana Mackenzie, no Programa de Pós-graduação em Administração de Empresas, São Paulo, 2006.

RIBEIRO, Márcia Carla Pereira & KLEIN, Vinicius. (Coordenadores). O que é Análise Econômica do Direito: Uma Introdução, Editora Fórum, Belo Horizonte, 2011.

XAVIER, Wlamir Gonçalves et al. Fundos de Pensão, Ativismo e Governança Corporativa, artigo apresentado no XXXVII Encontro da ANPAD no Rio de Janeiro/ RJ – 7 a 11 de setembro de 2013, disponível em http://www.anpad.org.br/admin/pdf/2013_EnANPAD_CON2394.pdf, acesso em fevereiro de 2017.




DOI: https://doi.org/10.34140/bjbv3n3-023

Apontamentos

  • Não há apontamentos.