Gestão do risco de preços do boi gordo Paraguaio no mercado futuro do boi gordo Brasileiro / Price risk management of the Paraguayan live cattle in the Brazilian market future of live cattle

Odilon José de Oliveira Neto, Reginaldo Santana Figueiredo, Waltuir Batista Machado

Resumo


Este artigo tem por objetivo verificar se é possível mitigar o risco da volatilidade de preços no mercado a vista do boi gordo paraguaio por meio do hedging no mercado futuro do boi gordo brasileiro. Foram selecionados modelos estáticos e dinâmicos de estimação da razão de hedge ótima e efetividade de hedge com a finalidade de testar a hipótese de mitigação do risco. Os resultados dos testes empíricos permitiram assegurar que são fortes as evidências de efetividade do mercado futuro do boi gordo brasileiro na proteção contra o risco de preços do mercado a vista do boi gordo paraguaio. O custo/benefício referente às razões e suas respectivas efetividades de hedge estimadas e as evidências de um relacionamento estocástico comum no longo prazo entre os preços a vista e futuros, sugerem que os contratos futuros de boi gordo brasileiro, negociados na BM&FBovespa (atualmente, B3), permitem uma adequada administração do risco de preço para boi gordo paraguaio no mercado a vista.


Palavras-chave


Boi Gordo, Hedging, Mercado Futuro.

Texto completo:

PDF

Referências


BABA, Y.; ENGLE, R. F.; KRAFT, D. F.; KRONER, K. F. Multivariate simultaneous generalized arch. Mimeo. San Diego: Department of Economics, University of California, 1990.

BAILLIE, R. T.; MYERS, R. J. Bivariate garch estimation of the optimal commodity futures hedge. Journal of Applied Econometrics, v. 6, p. 109-124, apr./jun.1991.

BAUDIER, C. Efetividade do cross-hedging na gestão do risco de preço de etanol. Trabalho de Conclusão (Engenharia de Produção) - Escola Politécnica, Universidade de São Paulo USP, São Paulo, 2011.

BERA, A. K.; P. GARCIA.; ROH, J-S. Estimation of time-varying hedge ratios for corn and soybeans: bgarch and random coefficient approaches. The Indian Journal of Statistics, v. 59, n. 3, p. 346-368, dez. 1997.

BITENCOURT, W. A.; SILVA, W. S.; SÁFADI, T. Hedge dinâmicos: Uma evidência para os contratos futuros brasileiros. Organizações Rurais & Agroindustriais. Lavras, v. 8, n. 1, p. 71-78, 2006.

BOLLERSLEV, T. Modelling the coherence in short-run nominal exchange rates: a multivariate generalized ARCH model. Review of Economics and Statistics, v. 72, n. 3, p. 498-505, aug. 1990.

BOTELHO FILHO, F. B.; SOUZA JÚNIOR, G. M. O risco de base para a soja em Sinop e Lucas, Mato Grosso. Revista de Política Agrícola, n. 4, p. 85-97, out./dez. 2006.

BOUTOURIA, S.; ABID, F. Hedging effectiveness of constant and time varying hedge ratio of the copper in the lond on metal Exchange. (November 11, 2010). Working Paper Disponível em SSRN: Acesso em: 15 fev. 2011.

BRINKER, A. J.; PARCELL, J. L.; DHUYVETTER, K. C.; FRANKEN, J. R. V. Cross-hedging distillers dried grains using corn and soybean meal futures contracts. Journal of Agribusiness, v. 27, n. 1, p. 01-15, 2009.

CASILLO, A. Model specification for the estimation of the optimal hedge ratio with stock index futures: an application to the Italian derivatives market. (October 04, 2004). Pro. Derivatives and Financial Stability. Disponível em: < http://jamesgoulding.com/Research_II/Hedging%20Concepts/Hedging%20(Equity%20Index%201).pdf> Acesso em: 15 junho. 2012.

CHEN, F.; SUTCLIFE, C. Better cross hedges with composite hedging? hedging equity portfolios using financial and commodity futures. ISMA Centre discussion papers in finance DP2007-04. Disponível em SSRN: < http://ssrn.com/abstract=985959> Acesso em: 12 jan. 2012.

CHOUDHRY, T. The hedging effectiveness of Constant and time-varying hedge ratios using three pacific basin stock futures. International Review of Economics and Finance, v. 13, n. 4, p. 371-385, 2004.

COTTER, J.; HANLY, J. Reevaluating hedging performance. Journal of Futures Markets, v. 26, n.7, p. 677-702, 2006.

Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Deliberação CVM 604. Disponível em: . Acesso em: 26 mar. 2016.

DURBIN, J.; WATSON, G. S. Testing for serial correlation in least-squares regression II. Biometrika, v. 38, n. 1/2, p. 159-177, jun. 1951.

EDERINGTON, L. H. The hedging performance of the new futures markets. The Journal of Finance, v. 34, n. p. 157-170, mar. 1979.

ENGLE, R. F.; KRONER, K. F. Multivariate Simultaneous Generalized arch. Econometric Theory, v. 11, n. 1, p. 122-150, mar. 1995.

FILENI, D. H.; MARQUES, P. V.; MACHADO, H. M. O risco de base e a efetividade do hedge para o agronegócio do café em Minas Gerais. Organizações Rurais e Agroindustriais, v. 1, n.1, p. 42-50, jan./jun. 1999.

FONTES, R. E.; CASTRO JÚNIOR, L. G.; AZEVEDO, A. F. Estratégia de comercialização em mercados derivativos: descobrimento de base e risco de base da cafeicultura em diversas localidades de Minas Gerais e São Paulo. Revista Ciência e Agrotecnologia, v. 29, n. 2, p. 382-389, mar/abr. 2005.

GAVOTTI, F. S. M. Oportunidades de hedge no mercado de açúcar: Uma análise por meio da base. 2012. 66 f. Dissertação (Mestrado em Agroenergia) - Escola de Economia de São Paulo-FGV-EESP, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária EMBRAPA, Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”-ESALQ/USP, São Paulo, 2012.

GUERRA, R. R.; DÖRR, A. C.; FREITAS C. A. A efetividade do hedge para o mercado de boi gordo nas praças do Rio Grande do Sul. Revista Eletrônica em Gestão, Educação e Tecnologia Ambiental. v. 11, n. 11, p. 2462-2478, Jun. 2013.

GUIMARÃES, R. L. Razão ótima de hedge em função do horizonte de hedge e da periodicidade dos dados: uma aplicação no mercado de boi gordo brasileiro. 2005. 88 f. Dissertação (MPFE) - Escola de Economia de São Paulo, São Paulo, 2005.

GUJARATI, D. N. Econometria básica. 5. ed. Porto Alegre: Bookman, 2011.

HARRIS, R. D.; SHEN, J.; STOJA, E. The limits to minimum-variance hedging. Journal of Business Finance & Accouting, v. 37, n. 5/6, p. 737-761, jun./jul. 2010.

HOUSTON, J. E.; AMES, G. C. W. Forecasting corn gluten feed prices using soybean meal futures: opportunities for cross hedging. CONFERENCE ON APPLIED COMMODITY PRICE ANALYSIS, FORECASTING, AND MARKET RISK MANAGEMENT, 1986, St. Louis. Proceedings… Disponível em [http://www.farmdoc.uiuc.edu/nccc134] 1986.

JARQUE, C. M.; BERA, A. K. A test for normality of observations and regression residuals. International Statistical Review, v. 55, n. 2, p. 163-172, aug. 1987.

KUMAR, B.; SINGH, P.; PANDEY, A. Hedging effectiveness of Constant and time varying hedge ratio in indian stock and commodity futures markets. (August 06, 2008) Disponível em SSRN: < http://ssrn.com/abstract=1206555> Acesso em: 10 out. 2012.

MÜLLER, C. A. S. MOURA, A. D. LIMA, J. E. Análise comparativa entre estratégias de hedge com base em modelos estáticos e dinâmicos para contratos futuros de café Arábica. In: XLVI Congresso da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural. Rio Branco: jul. 2008. Anais... Rio Branco: 2008. p. 1-21.

MYERS, R. J.; THOMPSON, S. R. Generalized optimal hedge ratio estimation. American Journal of Agricultural Economics, v. 71, n. 4, p. 858-867, nov. 1989.

OLIVEIRA NETO, O. J.; FIQUEIREDO, R. S. Análise das operações de hedge do boi gordo no mercado futuro da BM&F para o Estado de Goiás. Revista Gestão e Planejamento. v. 9, n 1, p. 77-93, jan./jun. 2008.

OLIVEIRA NETO, O. J.; FIGUEIREDO, R. S. MACHADO, A. G. Efetividade de hedge e razão ótima de hedge para cultura do milho no estado de Goiás. Revista Brasileira de Gestão e Desenvolvimento Regional. Taubaté, v. 5, n. 2, p. 115-138, Maio/Ago., 2009.

OLIVEIRA NETO, O.J.; GARCIA, F.G.; Cross hedging do novilho argentino no mercado futuro do boi gordo brasileiro. Custos e @gronegócio on line. v. 9, n. 2, p. 117-151, Abr./Jun. 2013.

OLIVEIRA NETO, O. J.; GARCIA, F. G.; MACHADO, W. B. Full hedge versus optimal hedge: what is the best hedging strategy for the live cattle markets in Minas Gerais and São Paulo states?. In: RISK MANAGEMENT AND COMMODITY TRADING CONFERENCE, 2., 2012, São Paulo. Anais… São Paulo: BM&FBovespa, 2012, p. 1-28.

OLIVEIRA NETO, O. J. Efetividade do cross hedging dos novilhos argentinos e uruguaios no mercado futuro do boi gordo brasileiro. 2013. 116 f. Tese (Doutorado em Administração de Empresas) – Escola de Administração de Empresas de São Paulo, Fundação Getulio Vargas, São Paulo, 2013.

OLIVEIRA NETO, O. J. Evidence of the effectiveness of cross-hedging for argentinian and uruguayan steers in the BM&FBovespa live cattle futures market. In: RISK MANAGEMENT AND COMMODITY TRADING CONFERENCE, 4., 2014, São Paulo. Anais… São Paulo: BM&FBovespa, 2014, p. 1-48.

PARK, S. Y.; JEI, S. Y. Estimation and hedging effectiveness of time-varying hedge ratio: Flexible bivariate garch approaches. Journal of Futures Markets, v. 30, n. 1, p. 71-99, Jan. 2010.

PEROBELLI, F. S. As relações entre os preços a vista e futuro: evidências para o mercado de boi gordo no Brasil. CONGRESSO BRASILEIRO DE ECONOMIA E SOCIOLOGIA RURAL, XLIII, 2005, Ribeirão Preto - SP. Anais... Ribeirão Preto: Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural, 2005.

PHILLIPS, P. C. B., PERRON, P. Testing unit roots in time series regression. Biometrika, v. 75, n. 2, p. 335-346, 1988.

PRONUNCIAMENTO TÉCNICO CPC 38. Instrumentos financeiros: reconhecimento e mensuração. Disponível em:. Acesso em: 26 mar. 2016.

SANTOS, M.P.; BOTELHO FILHO, F. B.; ROCHA, C. H. Hedge de mínima variância na BM&F para soja em grãos no Centro-Oeste. Revista da Sociedade e Desenvolvimento Rural. v. 1, n. 1, p. 203-211, 2008.

SERVICIO NACIONAL DE CALIDAD Y SALUD ANIMAL – SENACSA. Sanidad animal. Disponível em: Acesso em: 18 jun. 2014.

TONIN, J. M.; BRAGA, M. J.; COELHO, A. B. Efetividade de hedge do milho com contratos futuros da BM&F: uma aplicação para a região de Maringá - Paraná. Revista de Economia, v. 35, n. 31, p. 115-140, jan./abr. 2009.

WANG, G. H. K.; YAU, J. A time series approach to testing for market linkage: unit root and cointegration tests. Journal of Futures Markets, v. 14, n. 4, p. 457-474, June. 1994.

WORLD BEEF REPORT. Subscrible to world beef report. Disponível em: Acesso em: 16 de junho de 2015.

YANG, W.; ALLEN, D. E. Multivariate GARCH hedge ratios and hedging effectiveness in Australian futures markets. Accouting and Finance, v. 45, n. 2, p. 301-321, 2004.

ZANOTTI, G.; GABBI, G.; GERANIO, M. Hedging with futures: efficacy of garch correlation models to european electricity markets. Journal of International Financial Markets, Institutions & Money, v. 20, n. 2, p. 135–148, apr. 2010.

UNIDET STATES DEPARTMENT OF AGRICULTURE – USDA. Data and Statistcs. Disponível em: Acesso em: 17 jun. 2014.




DOI: https://doi.org/10.34140/bjbv3n1-034

Apontamentos

  • Não há apontamentos.