A Relação Positiva e Negativa entre Previdência Rural, Desigualdade e Pobreza no Brasil: o dissenso como marca do debate científico / Positive and Negative Relationship between Rural Welfare, Inequality and Poverty in Brazil: the dissent as brand scientific debate

Abner Vilhena de Carvalho, Rhayza Alves Figueiredo de Carvalho, Jarsen Luis Castro Guimarães, José Nilo de Oliveira Junior, Tarcísio da Costa Lobato, Fagner Riceli Oliveira Santos, Juarez Bezerra Galvão, Joao Roberto Pinto Feitosa

Resumo


Inicia-se este trabalho com o levantamento histórico, dos antecedentes e do marco legal da previdência rural, citando as principais peculiaridades da previdência rural brasileira, através do entrelace conceitual. Objetivando identificar a relação entre previdência rural, desigualdade e pobreza, justificado na importância desse artigo devido a forte presença deste benefício previdenciário no setor rural brasileiro, utilizou-se da metodologia fundamentada na revisão bibliográfica acerca daquele tema. No desenvolver da pesquisa, verificou-se como principal resultado a constatação de pontos positivos e negativos na relação entre a política previdenciária rural e os indicadores de pobreza e desigualdade. Por fim, percebeu-se, coincidentemente que os pontos positivos e negativos eram oriundo de produções bibliográficas que utilizaram como base de dados a pesquisa de campo e dados de sites oficiais, respectivamente. De forma geral, a previdência rural tem impactado tanto de forma positiva e negativa nos indicadores de pobreza e desigualdade no Brasil nos últimos dez anos.


Palavras-chave


Previdência Rural, Desigualdade, Pobreza, Debate, Dissenso.

Texto completo:

PDF

Referências


BELTRÃO, K. I., CAMARANO, A. A. e MELLO, J. L. Mudanças nas Condições de Vida dos Idosos Rurais Brasileiros: Resultados não-esperados dos Avanços a Seguridade Social. Rio de Janeiro: IPEA – Texto para Discussão nº 1066, 2005.

BELTRÃO, K. I., OLIVEIRA, F. E. B. de; PINHEIRO, S. S. A População Rural e a Previdência Social no Brasil: Uma Análise com Ênfase nas Mudanças Constitucionais. Rio de Janeiro: IPEA – Texto para Discussão nº 759, 2000.

DA SILVA, J. L. M. e LOPES, T. de S. Efeitos da Previdência Social Sobre a Desigualdade e a Pobreza Rural no Nordeste: Uma Análise da Decomposição do Índice de Gini. Revista Econômica do Nordeste, volume 40, Nº 01, 2009.

DAVID, M. D.; DAVID, A. C. A.; RODRIGUES, M. S.; ROLLO, P. A. Previdência Rural no Brasil: Uma análise do seu impacto e eficácia Como Instrumento de Combate a Pobreza Rural. IN: Seminário FAO/CEPAL/RIMISP. Experiências Exitosas de Combate a Pobreza Rural na América Latina, 1999.

DELGADO, G. CASO BRASIL: Sistema de Previdência Social Rural. IN: Seminário FAO/CEPAL/RIMISP. Experiências Exitosas de Combate a Pobreza Rural na América Latina, 1999.

DELGADO, G. e CARDOSO JR., J. C. O idoso e a Previdência Rural no Brasil: A Experiência Recente da Universalização. Brasília: IPEA – Texto para Discussão nº 688, 1999.

_______. Universalização de Direitos Sociais Mínimos no Brasil: o Caso da Previdência Rural nos anos 90. Brasília: IPEA – Texto para Discussão nº 767, 2000.

DELGADO, G. e CASTRO, J. A. de. Financiamento da Previdência Rural: Situação Atual e Mudanças. Brasília: IPEA – Texto para Discussão 992, 2003.

FERREIRA, C. R. Participação das Aposentadorias e Pensões na Desigualdade da

Distribuição de Renda no Brasil. 2003 Tese (Doutorado em Economia Aplicada), Escola

Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”. USP, São Paulo.

FERREIRA, C. R. e SOUZA, S. C. I. As Aposentadorias e Pensões e a Concentração dos

Rendimentos Domiciliares per capita no Brasil e na sua Área Rural: 1981 a 2003. Revista de Economia e Sociologia Rural, v 45, n. 4, p. 985-1.011, dez. 2007.

GIAMBIAGI, F. e ALÉM, A. C. D. de. Finanças Públicas: Teoria e Prática no Brasil. 2ª edição. Rio de Janeiro: Elsevier, 2000.

HOFFMANN, R. Aposentadorias e Pensões e a Desigualdade da Distribuição de Renda no Brasil. Econômica, v.5, n.1, p. 135-144, Rio de Janeiro, junho de 2003 – Impressa em fevereiro de 2004.

______________. Elasticidade da Pobreza em Relação à Renda Média e à Desigualdade no Brasil e nas Unidades da Federação. Revista Economia. Julho, 2005.

HORBACH, Juliana. Aposentadoria rural por idade e a influência desta renda no bem estar de famílias rurais do Município de Horizontina. Horizontina- RS, 2012. Monografia apresentada para a obtenção do grau de Bacharel em Ciências Econômicas.

JESUINO, Fernando Donizette; LIMA, Diana Vaz de. Impacto nas Contas Previdenciárias: Critérios de Elegibilidade dos Regimes de Previdência Social e a PNAD 2009. XXXV Encontro da ANPAD. Rio de Janeiro, RJ. 2011.

MALLOY, J. M. A Política de Previdência Social no Brasil. Rio de Janeiro: Graal, 1986.

MARINHO, E.; ARAUJO, J. Pobreza e o Sistema de Seguridade Social Rural no Brasil. Revista Brasileira de Economia – RBE, Rio de Janeiro v. 64 n. 2 / p. 161 –174 Abr-Jun, 2010.

MARINHO, E., LINHARES, F.; CAMPELO, G. Os programas de transferências de renda do governo impactam a pobreza no Brasil?. Fortaleza: Laboratório de Estudos da Pobreza (Ensaios sobre pobreza nº 12), 2007.

MESA-LAGO, C. Social Security in Latim America: pressure groups, stratification and inequality. Pitt Latin America Series. Pittsburgh: University of Pittsburg Press, 1978.

MELO, M. A. B. C. Anatomia do Fracasso: intermediação de interesse e a reforma das políticas sociais na nova república. Dados – Revista de Ciências Sociais, v.36, n. 1, 1993.

MUSGRAVE, R. A. e MUSGRAVE, P. B. Finanças Públicas: teoria e prática. Traduzido por: Carlos Braga. São Paulo: Campus, 1980.

REIS, Paulo R. da C.; SILVEIRA, Suely de F. R.; BRAGA, Marcelo J. Impactos dos benefícios previdenciários sobre o nível de bem-estar social nos municípios de Minas Gerais. In: ENCONTRO NACIONAL DOS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO, 35., 2011, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: Anpad, 2011. p. 1-17.

REZENDE, F. Finanças Públicas. 2ª edição. São Paulo: Atlas, 2001.

RIANE, F. Economia do Setor Público: Uma abordagem introdutória. São Paulo: Atlas, 1986.

SEN, Amartya K. Pobreza e Fomes: um ensaio sobre direitos e privações. Lisboa: Terramar, 1999.

_____________. Desenvolvimento como liberdade. Tradução: Laura Teixeira Motta; Revisão Técnica: Ricardo Doniselli Mendes. São Paulo: Companhia de Letras, 2000.

_____________. Desigualdade Reexaminada. Tradução e Apresentação de Ricardo Doninelli Mendes. Rio de Janeiro: Record, 2001.

SCHWARTZMAN, S. Redução da desigualdade, da pobreza, e os programas de transferência de renda. IETS – Instituto de Estudos do Trabalho e Sociedade 2006.

SCHWARZER, H. Impactos Socioeconômicos do Sistema de Aposentadorias Rurais no Brasil – Evidências Empíricas de um Estudo de Caso no Estado do Pará. Rio de Janeiro: IPEA – Texto para Discussão nº 729, 2000a.

_______. Paradigmas de Previdência Social Rural: Um Panorama da Experiência Internacional. Brasília: IPEA – Texto para Discussão nº 767, 2000b.

SCHWARZER, H. e QUERINO, A. C. Benefícios Sociais e Pobreza: programas não- contributivos da Seguridade Social. Brasília: IPEA – Texto para Discussão nº 929, 2002.

TAFNER, P. Brasil: o estado de uma nação. Rio de Janeiro: IPEA, 2006.




DOI: https://doi.org/10.34140/bjbv2n4-029

Apontamentos

  • Não há apontamentos.