A adaptação do balanced scorecard ao sinaes: um estudo de caso em uma instituição de ensino superior privada / The adaptation of the balanced scorecard to sinaes: a case study in a private higher education institution

Nilton dos Santos Portugal, Sidney Verginio da Silva, Alessandra Aparecida de Paula Souza, Lucas Rosa Paiva, Wanderson Gomes de Souza

Resumo


Este artigo descreve, por meio de um estudo de caso, a forma de gestão de uma Instituição de Ensino Superior (IES) que utiliza os princípios de controladoria, por meio do modelo do Balanced ScoreCard (BSC) adaptado às dez dimensões do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES), para o gerenciamento das metas e objetivos preestabelecidos no Plano de Desenvolvimento Institucional - PDI. O modelo favorece a descrição, a implementação e a administração das estratégias e seus indicadores. A instituição objeto deste estudo é um Centro Universitário localizado no Sul de Minas Gerais que possui 41 cursos de graduação, cerca de 47 cursos de pós-graduação lato sensu, cerca de 8.500 discentes e 259 docentes. Inicia-se o estudo com um retrato do Ensino Superior Brasileiro e seus principais desafios, seguido de fundamentos e conceitos relacionados à controladoria e planejamento estratégico e, por fim, o relato e discussões das práticas, objetivos, indicadores e resultados obtidos após o primeiro ciclo de gestão da IES. Também são discutidas pontualmente as novas mudanças no Ensino Superior Brasileiro já a partir do ano de 2013, e seu impacto no modelo de gestão da IES.


Palavras-chave


Ensino Superior, Planejamento, Balanced Scorecard.

Texto completo:

PDF

Referências


ALENCAR, E. Introdução à metodologia de pesquisa. Lavras: UFLA, 2000.

BRASIL. Presidência da República. Lei 10.861, de 14 de Abril de 2004. Institui o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior – SINAES e dá outras providências. Brasília, 2004.

CASARTELLI, Alam de Oliveira; RODRIGUES, Alziro César de M.; BITTENCOURT, Hélio Radke; GARIBOTTI, Vicente. Inteligência estratégica em Instituições de Ensino Superior. Perspectivas em Ciência da Informação, v. 15, n. 2, p. 183-197, mai./ago; 2010.

GIL, A. C. Métodos e Técnicas da Pesquisa Social. 6. Ed. São Paulo: Atlas, 2008.

GUSMÃO, S. S.; BATISTA, I. V. C. Balanced Scorecard (BSC): análise de sua implementação e utilização em uma empresa farmacêutica no norte de Minas Gerais. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CONTABILIDADE, XVIII., 2008, Gramado. Anais. Gramado: CBC, 2008.

CENSO da educação superior: 2011 - resumo técnico. Brasília: Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, 2013.

KAPLAN, R. S.; NORTON, D. P. A estratégia em ação – Balanced Scorecard. Rio de Janeiro: Campus, 1997.

___________. Kaplan e Norton na prática. Rio de Janeiro: Elsevier, 2004a.

___________. Mapas Estratégicos: Balanced ScoreCard: convertendo ativos intangíveis em resultados tangíveis. Rio de Janeiro: Elsevier, 2004b.

KOTLER, P. Administração de marketing. 12. ed. São Paulo: Pearson, 2006.

LAKATOS, E.M.; MARCONI, M.A. Fundamentos de Metodologia Científica. São Paulo: 7. ed. Atlas, 2010.

MARTINS, et al. Implementando a Estratégia: uma abordagem do Balanced Scorecard. Curitiba: Ibpex, 2010.

MINTZBER, H.; QUINN, J. B. O Processo da Estratégia. 3. ed. Porto Alegre: Bookman, 2001.

MIZRAHI; Saul Eliahú; CANEN, Alberto G. Gestão Estratégica multicultural baseada no Balanced Scorecard em instituições de ensino. Revista Ensaio: aval. Públi. Educ., Rio de Janeiro, v. 20, n.74, p. 27-50, jan./mar.2012.

OLIVEIRA, D. P. R. de. Administração de Processos: conceitos, metodologia, práticas. São Paulo: Atlas, 2006.

___________. Estratégia empresarial e vantagem competitiva. São Paulo: Atlas, 2001.

ROJO, C. A. Diagnóstico ambiental – uma etapa do planejamento estratégico para instituições de ensino superior da iniciativa privada: o caso da Faculdade de ciências Sociais Aplicadas de Cascavel – UNIVEL. Dissertação de Mestrado em Engenharia da Produção, 98p. Florianópolis: USFC – Universidade Federal de Santa Catarina, 2001.

RUAS, E. B. Criação de Indicadores Estratégicos para o Instituto de Pesquisas do Estado de São Paulo S.A - IPT. RAE-eletrônica, Volume 2, Número 1, jan-jun/2003.

SIMONS, R. Levers of Control. Harvard Business School Publishing, 1995.

TACHIZAWA, T.; RESENDE, W. Estratégia Empresarial: Tendências e Desafios – Um enfoque na realidade Brasileira. São Paulo: Makron Books, 2000.

THOMPSON, A.A.; STRICKLAND, A. J. Planejamento estratégico: elaboração implementação e execução. São Paulo: Pioneira, 2002.

YIN, R. K. Estudo de caso: planejamento e métodos. 4.ed. Porto Alegre: Bookman, 2010.




DOI: https://doi.org/10.34140/bjbv2n4-025

Apontamentos

  • Não há apontamentos.