Evidenciação do capital intelectual das empresas do setor de consumo cíclico / Evidence of the intellectual capital of companies in the cyclic consumption sector

Adriane Valquiria Wuitschik, Loreni Maria dos Santos Braum, Valnir Alberto Brandt

Resumo


No presente estudo o Capital Intelectual é entendido como o somatório de Capital Humano, Capital Estrutural e Capital Relacional. O objetivo do artigo consiste em identificar a frequência de ocorrência de palavras, nas notas explicativas das demonstrações contábeis, que remetam à evidenciação de capital intelectual nas empresas do setor de consumo cíclico, no segmento Novo Mercado da Bovespa. Na fundamentação teórica são abordados aspectos sobre capital intelectual e seus desdobramentos, reconhecimento, mensuração e evidenciação do capital intelectual e, por fim gestão do capital intelectual. Quanto à metodologia, trata-se de uma pesquisa exploratória, usando como procedimento a análise de conteúdo, tendo, portanto, abordagem qualitativa. Cabe destacar que por não existir padronização e normatização sobre a divulgação do capital intelectual nas demonstrações contábeis algumas empresas que buscam maior transparência nas divulgações aos usuários externos apresentam, de forma voluntária, nas Notas Explicativas às demonstrações contábeis. Os resultados da análise de conteúdo nas Notas Explicativas das empresas da amostra revelaram que mesmo as empresas do grupo de mais alto grau de governança corporativa da Bovespa apresentam pouca evidenciação a respeito de capital intelectual e seus desdobramentos. Dentre as evidenciações destacaram-se: no Capital Humano, a palavra com mais ocorrências foi benefícios, no Capital Estrutural as palavras marcas corporativas e patentes, e no Capital Relacional as palavras participação no mercado, contratos de licenças e marcas. Para pesquisas futuras sugere-se verificar a evidenciação do capital intelectual em um setor da Bovespa e comparar entre os segmentos a fim de verificar se o maior grau de governança corporativa apresenta melhor evidenciação a respeito do assunto, ou, dentro de um segmento verificar os setores se algum faz mais evidenciações.


Palavras-chave


Capital Intelectual, Evidenciação, Análise de Conteúdo

Texto completo:

PDF

Referências


AICPA - American Institute of Certified Public Accountants. AICPA Supports Improved Business Reporting. In: CPA Letter, abril 2001. Disponível em:

http://www.findarticles.com/p/articles/mi_m0HYW/is_3_81/ai_73536946. Acesso em: 03 jul 2019.

ANTUNES, M. T. P. Capital Intelectual. São Paulo: Atlas, 2000.

BACKES, R. G. Evidenciação do capital intelectual: análise de conteúdo dos relatórios de administração de companhias abertas brasileiras / por Rosemary Gelatti Backes. – 2005. 177 f.

BONTIS, N. Managing organisational knowledge by diagnosing intellectual capital: farming and advancing the sate of the field. International Journal of Technology Management, v.18, n.5, p.433-462, 1999.

BOZZOLAN, S.; FAVOTTO, F.; RICCERI, F. Italian annual intellectual capital disclosure: an empirical analysis. Journal of Intellectual capital, v. 4, n. 4, p. 543-558, 2003.

BUKH, P. N. et all. Disclosure of information on intellectual capital in Danish IPO prospectuses. Accounting, Auditing & Accountability Journal, v. 18, n. 6, p. 713-732, 2005.

B3. Brasil, Bolsa e Balcão. Disponível em: < http://www.bmfbovespa.com.br/pt_br/produtos/listados-a-vista-e-derivativos/renda-variavel/empresas-listadas.htm> Acesso: 26/05/2019

CARSON, E. et all. Intellectual capital: Mapping employee and work group attributes. Journal of Intellectual Capital, 5(3), 443-456, 2004

CAVALCANTI, M. et all. Inteligência Empresarial: Um Novo Modelo de Gestão para a Nova Economia, COPPE/UFRJ, 2001.

COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS (CPC). CPC 04 (R1) - Ativo Intangível, 2010. Disponível em: < http://static.cpc.aatb.com.br/Documentos/187_CPC_04_R1_rev%2013.pdf >. Acesso em 02 out 2019.

CORDEIRO, C. M. R. Evidenciação (Disclosure) nas Demonstrações Financeiras: Uma Abordagem Internacional. Disponível em

.htm>. Acesso em 02 out 2019.

DAVIS, P. Governança e gestão de capital social em cooperativas: uma abordagem baseada em valores: ESAC Economia Solidária e Ação Cooperativa, v. 5, n.1, jan./jun. 2010.

DONATO, E. L. Capital Intelectual de Universidades Federais Brasileiras: influências isomórficas nas áreas de Administração e Planejamento. Dissertação (Programa de PósGraduação em Administração (PPGA) – Mestrado Profissional) - UNIOESTE, Cascavel, 2017.

DUFFY, D. Uma idéia capital. HSM Management, São Paulo, v.22, p.72-78, 2000.

EDVINSSON, L.; MALONE, M. S. Intellectual capital: Realizing your company's true value by finding its hidden brainpower. New York, NY: Harper Business, 1997.

EL-BANNANY, M. A study determinants of intellectual capital performance in banks: the UK case. Journal of Intellectual Capital, p. 487-498, 2008.

FERNANDES L. A.; GOMES, J. M. M. Relatório de pesquisa nas Ciências Sociais: Características e modalidades de investigação. ConTexto, Porto Alegre, v. 3, n. 4, 2009.

GARCÍA-AYUSO, M. Intangibles: Lessons from the past and a look into the future. Journal of intellectual capital, v.4, n.4, p.597-604, 2003.

GUIMARÃES, L. C. Um estudo sobre os desafios do investimento baseado em capital intelectual. Dissertação (Mestrado Executivo em gestão empresarial) - FGV, Rio de Janeiro, 2015.

GUTHRIE, J. et all. Intellectual capital: Australian annual reporting practices. Journal of intellectual capital, v. 1, n. 3, p. 241-251, 2000.

LEV, B. Intangibles: management, measurement, and reporting. Washington: Brookings, 2001.

MARTINEZ, A. L. Measuring and reporting intellectual capital: the accounting challenge for the next millenium. In: ENCONTRO anual da Associação Nacional dos Programas de Pós-Graduação em Administração-ENANPAD, XXIII, 1999, Salvador-BA. Anais. Salvador: ANPAD, 1999, 1 CD-ROM.

MOURITSEN, J; LARSEN, H. T.; BUKH, P. N. Intellectual capital and the ‘capable firm’: narrating, visualising and numbering for managing knowledge. Accounting, organizations and society, v. 26, n. 7-8, p. 735-762, 2001.

OLABUENAGA, J.I. R.; ISPIZUA, M.A. La descodificacion de la vida cotidiana: metodos de investigacion cualitativa. Bilbao, Universidad de deusto, 1989.

PEINADO, E. S. Capital Intelectual e desempenho organizacional na indústria farmacêutica. 90 f. Dissertação (Programa de Pós-Graduação em Administração (PPGA)) , Universidade Estadual do Oeste do Paraná , Cascavel, 2016.

QUINTEIRO, C. E. Evidenciação do capital intelectual nos bancos abetos no Brasil e na Espanha. 151 f. Dissertação (Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis) - Universidade de São Paulo, São Paulo, 2009.

RICHIERI, F. L. Capital Intelectual e a criação de valor nas empresas brasileiras. 156 f. Dissertação (Programa de Pós-Graduação em Administração de Empresas) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2007.




DOI: https://doi.org/10.34140/bjbv2n4-023

Apontamentos

  • Não há apontamentos.