Hierarquização viária no planejamento diretor para cidades sustentáveis e educadoras / Road hierarchization in direct planning for sustainable cities and educators

Kelly Patrícia Torres Vieira Brasileiro, Pâmela Millena Kunan, Marcelo Silva Pinto, Alexandre Avelino Giffoni Junior

Resumo


Nosso grupo de pesquisa começou a se perguntar em que medida a hierarquização viária torna-se ferramenta essencial não só para o ato de planejar e executar um plano diretor municipal, mas também de que forma ela contribui para processos de desenvolvimento humano nos pontos de vista educativo e cultural dos cidadãos.

O crescimento ordenado das cidades contribui para a melhoria da qualidade de vida das pessoas no município, distribuindo as atividades a serem realizadas em cada setor de maneira harmônica, isso estabelecido através da hierarquização das vias juntamente com o zoneamento e com regras para uso e ocupação do solo, construindo novos aspectos qualitativos na forma das pessoas conviverem entre si e com os espaços urbanos, no trânsito que elas fazem entre as instituições no seu cotidiano.

A hierarquização das vias auxilia o planejamento urbano racionalizando os deslocamentos, definindo as funções de cada via e adequando da melhor forma a circulação dos meios de transportes públicos e privados.

Portanto, o objetivo dessa pesquisa foi verificar a importância da hierarquia viária no planejamento urbano, como intervêm na organização do sistema viário, na disposição da cidade, e no comportamento da população com o trânsito, com impactos na educação e cultura local.


Palavras-chave


Nosso grupo de pesquisa começou a se perguntar em que medida a hierarquização viária torna-se ferramenta essencial não só para o ato de planejar e executar um plano diretor municipal, mas também de que forma ela contribui para processos de desenvolvimento

Texto completo:

PDF

Referências


CASSILHA, Gilda A.; CASSILHA, Simone A. Planejamento Urbano e Meio Ambiente. Curitiba: IESDE Brasil S. A, 2009.

Cidades Educadoras, Google. Disponível em: http://cidadeseducadoras.org.br. Acesso em 5 de março de 2018.

DEPARTAMENTO NACIONAL DE TRÂNSITO. Código de Trânsito Brasileiro. Lei nº 9.503, 22 de setembro de 1997. Brasília: DENATRAN, 1997.

FERRAZ, A. C. P. Escritos sobre transporte, trânsito e urbanismo, 1ª ed. Ribeirão Preto: São Francisco, 1998.

FERRAZ, A. C. P.; FORTES, F. Q.; SIMÕES, F. A. Engenharia de Tráfego Urbano - fundamentos práticos. EESC - USP, edição preliminar. São Carlos, 1999.

MINISTÉRIO DAS CIDADES. Caderno PlanMob: para orientação aos órgãos gestores municipais na elaboração dos Planos Diretores de Mobilidade Urbana. Brasília: MCidades, 2006.

PIETRANTONIO, Hugo. Organização do Sistema Viário, Notas de Aula – Capítulo 2, Departamento de Engenharia de Transportes - Escola Politécnica, Universidade de São Paulo, Brasil, 21 p., s/d. Disponível em: [http://sites.poli.usp.br/d/ptr2377/Capítulo2a.pdf]. Acesso em: 05/02/2018.

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO VERDE, GOIÁS. Lei Complementar nº 5.318/2007, 10 de setembro de 2007. Rio Verde, 2007.

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO VERDE, GOIÁS. Lei Complementar nº 5.478/2008, 03 de setembro de 2008. Rio Verde, 2008.

Programa Cidades Sustentáveis, Google. Disponível em: http://www.cidadessustentaveis.org.br. Acesso em 5 de março de 2018.

VASCONCELLOS, Eduardo. A. A cidade, o transporte e o trânsito. São Paulo: Prolivros, 2005.




DOI: https://doi.org/10.34140/bjbv2n3-035

Apontamentos

  • Não há apontamentos.