O diálogo com stakeholders na teoria e na prática: análise da relação de uma empresa pública do setor industrial com seus stakeholders para a construção de uma política de responsabilidade social / The dialogue with stakeholders in teory and in practice: analysis of the relationship between an industrial sector public company and its stakeholders to create a social reponsibility policy

Ivy Bertão de Moraes, Maria Gracinda Carvalho Teixeira

Resumo


O objetivo desse artigo é estudar a relação entre uma empresa pública do setor industrial e seus stakeholders evidenciando-se o lugar que estes ocupam na construção da política de responsabilidade social da empresa (RSE). O significado do termo stakeholder na teoria e na prática das organizações se constitui um desafio no delineamento dos grupos de interesse formados ao longo da trajetória histórica das mesmas. As premissas da política de responsabilidade social empresarial pressupõem o atendimento da empresa às exigências legais e econômicas relacionadas às suas atividades produtivas, além das sociais e ambientais, no sentido de prevenir, mitigar ou compensar a sociedade pelos danos decorrentes de suas atividades. Para se adequar a essa nova realidade as organizações devem incorporar novos valores corporativos que promovam a reestruturação de suas atividades produtivas e o amplo diálogo com os stakeholders. Os resultados da pesquisa sugerem que as questões ambientais que envolvem a empresa estimularam a intenção de criar uma política de RSE e que a noção de stakeholder incorporada pela organização orienta a delimitação dos participantes no diálogo da organização com os seus stakeholders para construir uma política de responsabilidade social.  


Palavras-chave


Diálogo com stakeholders, Meio ambiente, Empresa pública, Política de RSE.

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, F. O bom negócio da sustentabilidade. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2002.

BACHMANN, R. K. B.et al. Qualidade de Evidenciação de Informações Ambientais: Proposta de um indicador a Partir da Percepção de Especialistas. ENCONTRO NACIONAL DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EM ADMINISTRAÇÃO, 35., 2011, Rio de Janeiro, Anais...Rio de Janeiro: EnANPAD, 2011.

BARBIERI, J. C.; CAJAZEIRA, J. E. R. Responsabilidade social empresarial e empresa

sustentável: da teoria à prática. São Paulo: Atlas, 2009.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70. (Obra original publicada em 1987), 2006.

CARROLL, A. B. A Three dimensional conceptual model of corporate performance. Academy of Management Review. v.4, p. 497-505, 1979.

CMB. Relatório de Gestão 2006. Disponível em: . Acesso em: 30 dez. 2010.

__________. Relatório de Gestão 2007. Disponível em: Acesso em: 30 dez. 2010.

__________. Relatório de Gestão2008. Disponível em: Acesso em: 30 dez. 2010.

__________. Relatório de Gestão 2009. Disponível em: Acesso em: 15 out. 2011

__________. Relatório de Gestão 2010. Disponível em: Acesso em: 02 fev. 2012

__________. Relatório de Gestão 2011. Disponível em: Acesso em: 02 fev. 2012

DENZIN, N. K.; LINCOLN, Y. S. Introduction: the discipline and practice of qualitative research. In: DENZIN, N. K; LINCOLN, Y. S. (Eds.). Handbook of qualitative research. 3th Ed. London: Sage, 2010, p. 575-586.

FARIA, A.; SAUERBRONN, F. F. A Responsabilidade Social é uma questão estratégica? Uma abordagem crítica. Revista de Administração Pública, Rio de Janeiro, v. 42, n. 1, p. 7-33, jan./fev., 2008.

FREEMAN, R. E. Strategic Management: a stakeholder approach. Boston, MA: Pitman, 1984.

FRIEDMAN, M. The Social Responsibility of business is to increase its profits. New York Magazine, New York, v. 17, n. 6, p. 595-612, 1970.

HILL, C. W. L.; JONES, G. R. Building competitive advantage through functional-level strategy. In: HILL, C.; JONES, G. (Eds.). Strategic management theory; an integrated approach. 4 ed. Boston: Houghton Mifflin Company, 1998. p. 142-184.

LYNN, Jr. L. Gestão Pública. In: PETERS, B.; GUY, P. (Orgs.), Administração Pública. Coletânea ENAP. Brasília: UNESP, 2010, p.15-29.

MACHADO FILHO, C. A. P. Responsabilidade social corporativa e a criação de valor para as organizações: um estudo multicasos. 2002, 250 f. Tese (Doutorado em Administração). Universidade de São Paulo, São Pulo, 2002.

MOSTARDEIRO, M. M.; FERREIRA, G. C. Análise das Estratégias de Responsabilidade Social e sua Inserção na Estratégia Corporativa de Três Empresas do Rio Grande do Sul. ENCONTRO NACIONAL DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EM ADMINISTRAÇÃO, 29., 2005, Rio de Janeiro, Anais...Rio de Janeiro: EnANPAD, 2005.

NASCIMENTO, L. F. Quando a Gestão Social e Ambiental se encontram. ENCONTRO NACIONAL DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EM ADMINISTRAÇÃO, 31., 2007, Saldador, Anais...Salvador: EnANPAD, 2007.

OLIVEIRA, R. R. Ascensão e declínio de um padrão institucional: estudo de caso da Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf). In: VIEIRA e CARVALHO (Orgs.) Organizações, Instituições e Poder no Brasil. Rio de Janeiro: FGV, 2003, 226-269.

PUPPIM DE OLIVEIRA, J. A. Empresas na sociedade. Rio de Janeiro: Campus, 2008.

RICHARDSON, R. J. et al. Pesquisa Social: Métodos e Técnicas. São Paulo: Atlas, 1999.

SAUERBRONN, F. F.; FARIA, A. Responsabilidade Social Empresarial e Bens Públicos: Investigando Agência e Não-Ação no Brasil. ENCONTRO NACIONAL DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EM ADMINISTRAÇÃO, 34., 2010, Rio de Janeiro, Anais...Rio de Janeiro: EnANPAD, 2010.

TRIVIÑOS, A. N. S. Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas, 1987.

VÉRAS, M. L. Avaliação do estágio de desenvolvimento da responsabilidade social no Banco Central do Brasil. Rio de Janeiro, 2009, 120 f. Dissertação (Mestrado em Administração). Escola Brasileira de Administração Pública e Privada, Rio de janeiro, 2009.

VINHA, V. As empresas e o desenvolvimento sustentável: a trajetória da construção de uma convenção. In: MAY, P. (Org.). Economia do Meio Ambiente - Teoria e prática. Rio de Janeiro: Campus 2 ª ed., 2010, p.181-204.

VINHA, V. Estratégias empresariais e a gestão do social: o diálogo com os grupos de interesse (stakeholder). CONGRESSO BRASILEIRO DE ENERGIA 9., 2002, Rio de Janeiro, Anais...Rio de Janeiro: CBE, 2002.

XAVIER, W.; MARANHÃO, C. Responsabilidade Social: a privatização do público. Organizações e Sociedade, Salvador, v. 17, n. 53, p. 297-309, abril/junho, 2010.

XAVIER, W.; SOUZA, M. M. P. Balanços Sociais e Medições: o Discurso das Empresas com Destituição do Sujeito. ENCONTRO NACIONAL DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EM ADMINISTRAÇÃO, 35., 2011, Rio de Janeiro, Anais...Rio de Janeiro: EnANPAD, 2011.




DOI: https://doi.org/10.34140/bjbv2n3-021

Apontamentos

  • Não há apontamentos.