A importância da gestão qualificada e estratégica em empresas de serviços: estudo de caso em uma academia no sudeste do Pará / The importance of qualified and strategic management in service companies: a case study in an academy in southeastern of Pará

Leonardo Petrilli, Tatiana Kimura Kodama, Denize Valéria Santos Baia, Joana Cláudia Zandonadi Pinheiro, Israel Neves Costa, Layla Thallyta dos Santos Bento

Resumo


Nos últimos anos, o setor de prestação de serviços tem ganhado destaque em virtude de representar mais da metade do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil, e destaca-se o mercado do exercício físico, que está em plena expansão. O Brasil é o segundo país com maior quantidade de academias conforme a Associação Internacional de Academias de Esportes (IHRSA). Para garantir que esse crescimento de mercado perdure, é importante estabelecer uma gestão profissional, uma vez que gerir serviços é bem diferente de gerir uma produção de bens. Desta forma, o objetivo do presente trabalho é analisar a vantagem estratégica conferida por uma gestão qualificada em uma academia de ginástica no interior do estado do Pará e demonstrar, por meio da observação, que o planejamento da gestão em uma empresa de serviços é um processo primordial. Para isto, realizou-se um estudo de caso com a maior academia em número de clientes do município de Parauapebas-PA. O estudo utilizou técnica de entrevista com o gestor administrativo e o gestor operacional, além de análise documental e levantamento de dados. Os resultados da pesquisa demonstram a preocupação com os processos e melhoria de desempenho. A gestão da empresa é realizada conjuntamente entre um profissional graduado em administração e um educador físico especialista em bioquímica do exercício, possuindo, portanto, duas frentes de gestão, divididas em três níveis, sendo: estratégico, tático e operacional. Esta clareza de gestão, aliada ao serviço personalizado, propiciou um rápido aumento na carteira de clientes matriculados, ultrapassando mil alunos em três anos. A pesquisa evidencia a importância de diretrizes de planejamento, especialmente em um município do interior da Amazônia, como o plano de negócios, que foi adotado pela empresa, e a definição de cargos e responsabilidades e a gestão qualificada para a alavancagem estratégica.


Palavras-chave


Gestão de Serviços, Estratégia Organizacional, Academias.

Texto completo:

PDF

Referências


CONFEF – COSELHO FEDERAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA. Disponível em:< https://www.confef.org.br/confef/registrados/> Acesso em: 10 Jan 2020.

DAFT, R. I. Organizações: teoria e projetos. São Paulo: Pioneira, 2002.

FITZSIMMONS, J. A. I; FITZSIMMONS. M. J. Administração de serviços: operações estratégicas e tecnologia de informação. Trad. Gustavo Severo de Borba. 2ed. Porto Alegre: Bookman, 2000.

HANSEN, D. R.; MOWEN, M. M. Gestão de custos: contabilidade e controle. São Paulo: Cengage Learning, 2010.

IBC – INSTITUTO BRASILEIRO DE COACHING. Disponível em:< https://www.ibccoaching.com.br/> Acesso em 12 jan. 2020.

IBPT – INSTITUTO BRASILEIRO DE PLANEJAMENTO E TRIBUTAÇÃO. Disponível em:< https://ibpt.com.br/> Acesso em 13 fev. 2020.

KOTLER. Administração de marketing. 10 ed. São Paulo: Prentice Hall, 2000.

LIMA, J. L. O planejamento estratégico como ferramenta de gestão. Um estudo de caso em uma academia de ginástica em vila velha, espírito santo – BR. Revista intercontinental de gestão desportiva, Portugal, Volume 1, n° 2, p97 – 110, Jul/Dez, 2011.

LOVELOCK, C; WRIGHT, L. Serviços: Marketing e gestão. São Paulo: Saraiva, 2004.

MARTINS, Marcos Amâncio P. Gestão Educacional: planejamento estratégico e marketing. 1. ed. Rio de Janeiro: Brasport, 2007.

MAUAD, Luiz G. A. e PAMPLONA, Edson O. O Custeio ABC em empresas de serviços: características observadas na implantação em uma empresa do setor. In: IX Congresso Brasileiro de Custos. 2002, São Paulo.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Vigitel 2016. Disponível em: http://portalarquivos.saude.gov.br Acesso em: 18 Jan 2020.

MINTZBERG, Henry. The fall and rise of strategic planning. Harvard Business Review, v. 72, n. 1, p. 107- 114, 1994.

MOURA, G. N. Como aplicar publicidade e propaganda nas suas redes sociais. 2018. Disponível em:< https://www.ecommercebrasil.com.br/artigos/aplicar-publicidade-propaganda-redes-sociais/> Acesso em: 10 jun 2019

RANGEL, A; COBRA, M. Serviços ao cliente: uma estratégia competitiva. São Paulo: Atlas, 2005.

SABA, F. Gestão em Atendimento: Manual prático para Academias e Centros Esportivos. Barueri: Manole, 2012.

SANTANA, L. C. Gestão de academias e mercado de fitness. In Mazzei, L. C. & Bastos, F. C. (Orgs.) Gestão do Esporte no Brasil: desafios e perspectivas (pp. 163-196). São Paulo: Ícone Editora, 2012.

SEBRAE – SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS, 2017. Disponível em:< Disponível em: http://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae> Acesso em 12 Dez. 2019.

SILVA, H. H. et al. Planejamento estratégico de marketing. 5. Ed. Rio de Janeiro: FGV, 2018.

VENLIOLES, F. M. Manual do gestor de academia. Rio de Janeiro: Sprint, 2005.

ZENONE, L. C. Marketing Estratégico e Competitividade Empresarial. São Paulo. Novatec Editora, 2007.




DOI: https://doi.org/10.34140/bjbv2n3-020

Apontamentos

  • Não há apontamentos.