Produção de forrageiras anuais de inverno implantadas sob dois métodos de estabelecimento em pastagem de Tifton 85 / Production of annual winter forages implanted under two methods of establishment in Tifton 85 pasture

Fabiana Schmidt

Resumo


O estudo foi conduzido durante dois anos consecutivos e avaliou dois métodos de implantação da sobressemeadura de forrageiras anuais de inverno em pastagem perene de tifton 85. O delineamento experimental foi o de blocos ao acaso em esquema fatorial 2x2, com quatro repetições. Os fatores avaliados foram os métodos de estabelecimento (na linha ou a lanço) e as espécies forrageiras (aveia preta exclusiva e aveia preta consorciada com azevém) sobressemeadas no tifton 85. Os cortes foram realizados em função da altura do dossel das forrageiras. Em anos com condições climáticas favoráveis para as espécies hibernais o método de estabelecimento da sobressemeadura influenciou de forma significativa na produção total de massa seca da aveia e azevém e não interferiu na dinâmica produtiva das pastagens. Nessa condição, a sobressemeadura a lanço da aveia preta consorciada com azevém apresentou a maior produção de massa seca de forragem durante a estação fria do ano. No ano em que as condições climáticas no final do outono e inverno foram favoráveis ao crescimento do tifton, a produção de MS das forrageiras sobressemeadas foi prejudicada e não houve o efeito do método do estabelecimento.


Palavras-chave


Azevém, Aveia preta, Semeadura à lanço, Semeadura na linha.

Texto completo:

PDF

Referências


CÓRDOVA, U. de A. Produção de leite à base de pasto em Santa Catarina. Florianópolis: Epagri, 2012, 626p.

CASTAGNARA, D. D. et al. Use of a conditioning unit at the haymaking of Tifton 85 overseeded with Avena sativa or Lolium multiflorum. Revista Brasileira de Zootecnia, v. 41, n. 6, 1353-1359, 2012.

COMISSÃO DE QUÍMICA E FERTILIDADE DO SOLO - CQFS. Recomendações de adubação e calagem para os estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina. 11ª ed. Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, Porto Alegre, Brasil, 2016.

EMBRAPA. Sistema Brasileiro de Classificação de Solos. 3ed. Rio de Janeiro: Embrapa Solos, 2013, 353 p.

INMET. Instituto Nacional de Meteorologia. 2021. Disponível em: https://bdmep.inmet.gov.br/>. Acesso em: 07 de agosto de 2021.

MELHORAMENTO DE PASTAGENS – Sobressemeadura. Florianópolis: EPAGRI, 2015. 11p.

MOREIRA, A. L. Melhoramento de pastagens através da técnica da sobressemeadura de forrageiras de inverno. Pesquisa & Tecnologia, vol. 3, n.1, 2006.

NORO, G.; SCHEFFER-BASSO, S.M.; FONTANELI, R.S.; ANDREATTA, E. Gramíneas anuais de inverno para produção de forragem: avaliação preliminar de cultivares. Agrociência, v.7, n.1, p.35-40, 2003.

OLIVEIRA, P.P.A.; PRIMAVESI, A.C.; CAMARGO, A.C. de; RIBEIRO, W.M.; SILVA, E.T.M. da. Recomendação da sobressemeadura de aveia forrageira em pastagens tropicais e subtropicais irrigadas. São Carlos: Embrapa Pecuária Sudeste, 2005. (Comunicado Técnico, 61).

OLIVEIRA, P.P.A. Produção de forragem e composição botânica de três espécies de pastagens tropicais sobressemeadas com aveia ou azevém. Jaboticabal-SP: UNESP, 44ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Zootecnia, 3 p. 2007.

PANDOLFO, C.; BRAGA, H.J. & SILVA JÚNIOR, V.P. Atlas climatológico digital do Estado de Santa Catarina. Florianópolis, Epagri, 2002. CD-ROM.

SANTOS, H.P.; FONTANELI, R.S.; BAIER, A.C. e TOMM, G.O. Principais forrageiras para integração lavoura-pecuária, sob plantio direto, nas Regiões Planalto e Missões do Rio Grande do Sul. Passo Fundo: Embrapa Trigo, 142 p. (Comunicado Técnico 78), 2002.




DOI: https://doi.org/10.34188/bjaerv4n4-009

Apontamentos

  • Não há apontamentos.