Influência de fatores climáticos na presença, densidade e distribuição de Aedes aegypti na Zona Oeste de São Paulo / Influence of climatic factors on the presence, density and distribution of Aedes aegypti in the West Zone of São Paulo

Morgana M. C de S. L Diniz, Daniella Vilela Lima, Filipe Gabriel Menezes Pancetti, Delsio Natal, Paulo Roberto Urbinatti

Resumo


 Objetivo: avaliar a presença do Aedes aegypti por meio de indicadores entomológicos de monitoramento, associando as variáveis meteorológicas. Métodos: As coletas ocorreram de dezembro de 2013 a novembro de 2014, mensalmente foram instaladas 40 ovitrampas e 40 adultraps, o material coletado foi levado ao laboratório para análise. Após análise foram calculados os índices IDO (índice de densidade de ovos), IPO (índice de positividade das ovitrampas), IPaegypti(índice da presença de Ae. aegypti) e Mfaegypti(média de fêmeas); todos esses indicadores foram associados a variáveis ambientais. Resultados: Abril (90%) foi o mais expressivo para o IPO e setembro (80,5) o de maior IDO. Para os adultos janeiro (11,8%) apresentou o maior IPaegypti, para Mfaegypti   março (0,15) foi mais representativo. Conclusão A presença do Ae. aegypti na Cidade Universitária foi expressiva ao longo do ano, necessitando um monitoramento constante da presença do vetor.


Palavras-chave


Monitoramento, Vetores de doenças, Indicadores.

Texto completo:

PDF

Referências


Ferreira BJ, Souza MFM, Soares Filho AM, Carvalho AA. Evolução histórica dos programas de prevenção e controle da dengue no Brasil. Ciênc. e Saúde Coletiva 2009; 14: 961-972.

Gurugama P, Garg P, Perera J, Wijewickrama A, Seneviratne SL. Dengue viral infections. Indian J Dermatol 2010; 55:68-78.

Tauil PL. Aspectos críticos do controle do dengue no Brasil. Cad. de Saúde Pública. 2002; 18 ( 3).

Beserra EB, Castro Jr FP, Santos TS, Fernandes CRM. Biologia e Exigências Térmicas de Aedes aegypti (L.) (Diptera: Culicidae) Provenientes de Quatro Regiões Bioclimáticas da Paraíba. Neotropical Entomology 2006; 35 (6): 853-860.

Câmara FP, Gomes AF, Santos GT, Câmara DCP. Clima e epidemias de dengue no Estado do Rio de Janeiro. Rev. da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical 2009; 42(2): 137-140.

Galati EAB, Camara TNL, Natal D, Chiaravalloti-Neto F. Mudanças climáticas e saúde urbana. Rev. USP 2015; 107: 79-90.

Braga IA, Valle D. Aedes aegypti: inseticidas, mecanismo de ação e resistência. Epidemiol. e Serviços de Saúde. 2007; 16(2): 113 – 118.

Donalísio MR, Glasser CM. Vigilância entomológica e controle de vetores do dengue. Rev. Brasileira de Epidemiologia. 2002; 5:259-272.

Vieira GSS, Lima SC. Distribuição Geográfica da dengue e índice de infestação de Aedes aegypti em Uberlândia (MG), 2000 a 2002. Caminhos de Geografia. 2006; v.17.

Braga IA, Gomes AC, Nelson M, Mello RCG, Bergamachi DP, Souza JMP. Comparação entre pesquisa larvária e armadilha de oviposição, para detecção de Aedes aegypti. Rev. Sociedade Brasileira de Medicina Tropical 2000; 33(4): 347-353.

Instituto Osvaldo Cruz, Ministério da Saúde. Avaliação de armadilhas para a vigilância entomológica de Aedes aegypti com vistas à elaboração de novos índices de infestação 2014.

Gomes AC. Medidas dos níveis de infestação urbana para Aedes (Stegomyia) aegypti e Aedes (Stegomyia) albopictus em programas de vigilância entomológica. Inf. Epidemiológico SUS 1998; 7(3): 49-57.

Gomes AC. Vigilância entomológica. Inf. Epidemiológico do SUS 2002; 11(2): 79 - 90.

Donatti JE, Gomes AC. Adultrap: Descrição de armadilha para adulto de Aedes aegypti (Diptera, Culicidae). Rev. Brasileira de Entomologia 2007; 51(4): 255-256.

Fávaro EA, Mondini A, Dibo MR, Barbosa AAC, Eiras AE, Chiaravalloti Neto F. Assessment of entomological indicators of Aedes aegypti (L.) from adult and egg collections in São Paulo, Brazil. J. of Vector Ecology 2008; 33(1): 8-16.

Serpa LLN, Costa KVRM, Voltolini JC, Kakitani I. Variação sazonal de Aedes aegypti e Aedes albopictus no município de Potim, São Paulo. Rev. de Saúde Pública 2006.

Beserra EB, Ribeiro OS, Oliveira SA. Flutuação populacional e comparação de métodos de coleta de Aedes (Stegomyia) aegypti (Diptera, Culicidae). Iheringia, Série Zoologia 2014; 104(4): 418-425.

Calado DC, Navarro-Silva, M. A. Influência da temperatura sobre a longevidade, fecundidade e atividade hematofágica de Aedes (Stegomyia) albopictus Skuse, 1894 (Diptera, Culicidae) sob condições de laboratório. Rev. Brasileira de Entomologia 2002ª; 46(1): 93-98.

Glasser, CM, Gomes, AC. Clima e sobreposição da distribuição de Aedes aegypti e Aedes albopictus na infestação do Estado de São Paulo. Rev. de Saúde Pública 2002; 36(2): 1666-1672.

Odum EP. Ecologia. Rio de Janeiro: Guanabara, 1988. 434 p.

Almeida PS, Meotti C, Almeida GS, Nascimento J, Araújo AD, Faccenda O, Fernandes MG. Infestação de Aedes aegypti (LINNEAUS, 1762) (DIPTERA: CULICIDAE) determinada por armadilhas de oviposição (ovitrampas) no Município de Costa Rica, estado do Mato Grosso do Sul. Rev. Patologia Tropical 2013; 42 (3): 331-339.

Ministério da Saúde – Secretaria de Vigilância em Saúde. Boletim Epidemiológico, 2016; 47(3).

Forattini OP, Brito M. Reservatórios domiciliares de água e controle de Aedes aegypti. Rev. de Saúde Pública 2003; 37 (5): 676-677.

Miyazaki RD, Ribeiro ALM, Pignatti MG, Júnior José HC e Pignatti M. Monitoramento do mosquito Aedes aegypti (Linnaeus, 1762) (Diptera: Culicidae), por meio de ovitrampas no Campus da Universidade Federal de Mato Grosso, Cuiabá, Estado de Mato Grosso. Rev. Sociedade Brasileira Medicina Tropical 2009; 42: 392-397.

Zeidler JD, Acosta POA, Barrêto PP, Cordeiro JS. Vírus dengue em larvas de Aedes aegypti e sua dinâmica de infestação, Roraima, Brasil. Rev. Saúde Pública 2008; 42: 986-991.

Souza SS, Silva IG, Silva HHG. Associação entre incidência de dengue, pluviosidade e densidade larvária de Aedes aegypti, no Estado de Goiás. Ver. da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical 2010; 43(2): 152-155.

Coelho G. Challenges in the control of Aedes aegypti. Rev. do Instituto de Medicina Tropical de São Paulo 2012; 54:13-14.




DOI: https://doi.org/10.34188/bjaerv4n3-049

Apontamentos

  • Não há apontamentos.