Caracterização de uvas-passas da variedade "Crimson" submetidas a pré-tratamentos produzidas por diferentes métodos de secagem natural / Characterization of "Crimson" raisins submitted to pretreatments produced by different natural drying methods

David Yuri de Melo Nunes Morais, Acácio Figueiredo Neto, Josenara Daiane de Souza Costa, Alexsandro Gomes Pereira, Filipe Alves Barboza, Carlos Henrique Freitas Alencar

Resumo


Considerando a necessidade aperfeiçoamento de técnicas de secagem e utilização de pré-tratamento na produção de uvas-passas, o presente trabalho teve como objetivo caracterizar uvas-passas submetidas a pré-tratamentos por diferentes métodos de secagem natural, em termos das seguintes grandezas: tempo de secagem, rendimento da operação em relação à massa fresca, e qualidade do produto final. Quanto ao rendimento da operação, obteve-se um rendimento médio de 19,44%. Quanto à qualidade do produto final, a umidade final obtida atendeu os valores da legislação vigente no Brasil para frutas frescas, abaixo de 25%. Houve diferença estatística para a secagem ao sol com pré-tratamento em relação aos valores de pH, sólidos solúveis e tonalidade b*. Quanto aos demais parâmetros, não houve diferença estatística entre os resultados, sendo recomendada a utilização de pré-tratamento para acelerar o processo de secagem sem prejuízos na qualidade do produto final.


Palavras-chave


Frutas desidratadas, Agronegócio, Viticultura

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Resolução RDC nº 272 de 22 de setembro de 2005. Aprova o regulamento técnico para produtos de vegetais, produtos de frutas e cogumelos comestíveis. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 23 sep. 2005.

CALDEIRA, Vanessa et al. Avaliação da manutenção da qualidade de uvas passa “BRS Vitória” após aplicação de pré-tratamento químico. Enciclopédia Biosfera, v. 15, n. 27, 2018.

CARRANZA-CONCHA, José et al. Effects of drying and pretreatment on the nutritional and functional quality of raisins. Food and Bioproducts Processing, v. 90, n. 2, p. 243-248, 2012.

CELESTINO, C. M. S. Princípio de secagem de alimentos. Embrapa Cerrados - Circular Técnica, Planaltina, v. 276, n. 1, 2010.

CENTRO de Conhecimento em Agronegócios (PENSA). Projeto integrado de negócios sustentáveis – PINS: cadeia produtiva de frutas secas/ desidratadas. Brasília, DF: CODEVASF, 2008. 36 p.

INSTITUTO ADOLFO LUTZ. Normas Analíticas do Instituto Adolfo Lutz. Métodos físico-químicos para análise de alimentos. 4. ed. São Paulo, 2008. v. 1, 1020 p.

FELDBERG, N. P. et al. Viabilidade da utilização de descartes de produção de uvas sem sementes para elaboração de passas. Revista Brasileira de Fruticultura, Ja-boticabal, v. 30, n. 3, p. 846-849, sep./2008.

GUINÉ, R. P. et al. Evaluation of the physical, chemical and sensory properties of raisins produced from grapes of the cultivar Crimson. Journal of Food Measurement and Characterization, v. 9, p. 337-346, 2015.

MARTINELI, M. et al. Avaliação sensorial e da qualidade de uvas-passas processa-das a partir de três cultivares produzidas no semiárido. Brazilian Journal of Food Technology, Campinas, v. 21, n. e2017131, p. 1-8, dec./2018.

PANAGOPOULOU, E. A. et al. Corinthian raisins (Vitis vinifera L., var. Apyrena) anti-oxidant and sugar content as affected by the drying process: a 3?year study. Journal of the science of food and agriculture, v. 99, n. 2, p. 915-922, jul./2018.

PANGAVHANE, D. R.; SAWHNEY, R. L.. Review of research and development work on solar dryers for grape drying. Energy conversion and management, v. 43, n. 1, p. 45-61, jan./2002.

RAMOS, I. N.; BRANDÃO, T. R. S.; SILVA, C. L. M. Effect of pre-treatments on solar drying kinetics of red seedless grapes (cv. Monukka). International Journal of Food Studies, v. 3, n. 2, 2014.

SOUZA, R. T. D. et al. Uvas-passas Brasileiras: matéria prima e processamento. Embrapa Uva e Vinho - Circular Técnica, Bento Gonçalves, v. 115, n. 1, p. 1-20, abr./2015.

ZEMNI, H. et al. Physicochemical, phytochemical and mycological characteristics of italia muscat raisins obtained using different pre-treatments and drying techniques. Food and bioprocess technology, v. 10, n. 3, p. 479-490, 2017.




DOI: https://doi.org/10.34188/bjaerv4n3-036

Apontamentos

  • Não há apontamentos.