Cardiomiopatia hipertrófica concêntrica em felino – relato de caso / Concentric hyperthrophic cardiomyopathy in feline – case report

Endy Carla Rocha Soares, Bruna Umbria, Luana Favoreto, Natália Costa Dantas Massolar

Resumo


Com uma elevada taxa de ocorrência em felinos, a cardiomiopatia hipertrófica (CMH) é uma das doenças cardiovasculares de grande importância nesta espécie. Caracterizada pela ineficiência do relaxamento ventricular e pela hipertrofia concêntrica do ventrículo esquerdo, como consequência a disfunção diastólica leva ao surgimento de alterações na pressão de enchimento ventricular com dilatação do átrio esquerdo, podendo ocasionar a insuficiência cardíaca congestiva (ICC). Sem predisposição etária, esta doença afeta principalmente felinos machos de raças puras. O diagnóstico é alcançado através da ecocardiografia, radiografia e eletrocardiografia. Seu prognóstico é reservado, muitas vezes com desfecho fatal. O presente trabalho foi desenvolvido na Clínica Escola de Medicina Veterinária da Universidade Tuiuti do Paraná, onde uma paciente foi avaliada e diagnosticada com CMH.


Palavras-chave


cardiopatia; hiperinsuflação pulmonar; hipertrofia ventricular.

Texto completo:

PDF

Referências


ATKINS, C.E. Feline Hypertension. In: Proceedings of the North American Veterinary Conference, Orlando. p.142-143, 2007.

CHETBOUL e BIOURGE. Feline Cardiomyopathy. Encyclopedia of Feline Clinical Nutrition. NY, 332-338p, 2009.

FOX, P.R. Hypertrophic cardiomyopathy: clinical and pathologic correlates. Journal of Veterinary Cardiology, v.5, n.2, p.39-45, 2003.

FRENCH, A. Feline cardiomyopathy-anupdate. World Small Animal Veterinary Congress, Dublin. p.104-106, 2008.

FUENTES, V.L. Feline Cardiomyopathy. Small Animal Cardiology, 2009.

GUNDLER, et al. Prevalence of myocardial hypertrophy in a population of asymptomatic Swedish Maine coon cats. Acta Veterinaria Scandinavica, v.50, n.22, 2008.

MACEDO J.M.S. e OLIVEIRA I.R. Corticosteroides. Farmacologia – 8 ed. Rio de Janeiro, 2010.

NELSON, R. W; COUTO, C. G. Medicina interna de pequenos animais. 4ª edição. Editora Elsevier. 2009.




DOI: https://doi.org/10.34188/bjaerv4n2-081

Apontamentos

  • Não há apontamentos.