Influência do macroambiente no desempenho reprodutivo de ratos Wistar / The influence of the macroenvironment on the reproductive performance of Wistar rat

Amanda Cardoso Nascimento, Lays Barbosa Clemente, Daniela Regina Resende, Ana Paula Madureira, Paulo Henrique Almeida Campos-Junior

Resumo


Ratos Wistar são uns dos modelos mais utilizados em pesquisas. Para o bem estar-animal e obter maior produtividade é fundamental que instituições garantam padrões macroambientais preconizados pelo Conselho Nacional de Controle de Experimentação Animal (CONCEA). O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito de macroambientes em parâmetros reprodutivos de ratos. Foram analisados retrospectivamente dados de animais mantidos em instalações não-ideias (A) e ideais (B). Houve diferença na idade ao primeiro parto (p<0,05), sendo que as fêmeas do grupo B foram mais precoces e também apresentaram maior número de filhotes por ninhada (p<0,05). Não houve diferença (p>0,05) quanto ao intervalo entre partos. Foi demonstrado que as condições físicas do biotério afetam diretamente o desempenho reprodutivo. 


Palavras-chave


reprodução, produtividade, bioterismo, ratos.

Texto completo:

PDF

Referências


ANDRADE, A., PINTO, SC., and OLIVEIRA, RS., orgs. Animais de Laboratório: criação e experimentação [online]. Rio de Janeiro: Editora FIOCRUZ, 2002. Disponível em Acesso em 08 de Abril de 2021, às 14:30.

BARBOSA, R.S. Diagnósticos das atividades e manejo de animais no biotério do cav. Universidade Federal de Pernambuco. Vitória de Santo Antão. 2017.

BECKER-SILVA, S.C., MARQUES JUNIOR, A.P. Desenvolvimento Sexual de Caprinos Saanen Machos do Nascimento aos 12 Meses de Idade. Brazilian Journal of Animal and Environmental Research, Curitiba, v.4, n.1. Disponível em https://www.brazilianjournals.com/index.php/BJAER/article/view/22604/18101. Acesso em 08 de Abril de 2021, às 14:30.

CARDOSO, T. Considerações sobre a biossegurança em arquitetura de biotérios. Fundação Oswaldo Cruz. Rio de Janeiro. 2001. Disponível em Acesso em 08 de Abril de 2021, às 14:30.

CASTELHANO, M. J. C. The impact of light, noise, cage cleaning and in-house transport on welfare and stress of laboratory rats. Laboratory animals. 2009. Disponível em Acesso em 08 de Abril de 2021, às 14:30.

GUALDI, L., PEREIRA, A., LASIERO, L., et al. Modelos murinos para pesquisas em asma: uma análise crítica atualizada. Sci Med. 2010; 20:236-42.

MARTINEWSKI, A. DE SOUZA, N. P, MERUSSE, J. L. B; Influência da temperatura e do fluxo de ar sobre o consumo de ração e ganho de peso em ratos Wistar (Rattus norvegicus) mantidos em sistema microambiental. Universidade Federal de São Paulo. São Paulo. 2008. Disponível em Acesso em 08 de Abril de 2021, às 14:30.

MEDINA, M. P. Efeitos do enriquecimento ambiental no comportamento e bem-estar de animais de laboratório convencionais. Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Porto alegre. 2011/2. Disponível em Acesso em 08 de Abril de 2021, às 14:30.

SILVA, A., SOUZA, J., KUZEL, M., SCHIRATO, G., MÜLLER, C. Monitoramento dos pontos críticos relativos à biossegurança, barreiras sanitárias e macroambiente do biotério de experimentação do pavilhão Leônidas Deane - IOC/FIOCRUZ. RESBCAL, São Paulo, v.1 n.2, p. 195-200, abr./maio/jun. 2012.

SILVA, W. Guia de Biossegurança em instalação animal (biotério) para a utilização de camundongos (Mus musculus) em pesquisas biomédicas. Instituto de Ciência e Tecnologia em Biomodelos. Fundação Oswaldo Cruz. Rio de Janeiro. 2018.

VEDOVELLI, K. Efeitos do ambiente enriquecido nos níveis centrais de Bdnf e sua relação com o desempenho na tarefa de reconhecimento de objetos em ratos. Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Porto Alegre. 2011. Disponível em Acesso em 08 de Abril de 2021, às 14:30.




DOI: https://doi.org/10.34188/bjaerv4n2-037

Apontamentos

  • Não há apontamentos.