Estoque de Carbono e atributos físicos do solo, sob diferentes usos em pastagens na Amazônia Norte mato-grossense / Carbon stock and soil physical attributes, under different uses in pastures in the Northern Amazon of Mato Grosso

Eduardo de Azevedo Sodré Florence, Gustavo Caione, Evandro Luiz Schoninger, Francielle Morelli Ferreira, Getulio de Freitas Seben Junior

Resumo


As práticas agrícolas adotadas em agroecossistemas de pastagem, são responsáveis pela degradação, manutenção ou melhora dos atributos do solo. Os estoques de Carbono estão relacionados com as emissões de Dióxido de Carbono e Metano, dentro de um complexo processo biogeoquímico que determina o balanço entre a acumulação no solo e a emissão atmosférica. Dentre os atributos do solo, a densidade e a porosidade determinam o espaço físico para a circulação de ar, água e nutrientes, favorecendo a diversidade da vida e influenciando nos processos biogeoquímicos. Os processos de compactação refletem significativas alterações nesses espaços e na relação volume e massa do solo, podendo inferir interpretações equivocadas do estoque de Carbono. Comparando Pastagem sob Manejo Convencional (PMC), Pastagem sob Manejo Intensificado (PMI) e uma área de referência em Floresta Nativa (FN), encontramos compactação expressiva em ambos os ambientes de pastagem com relação a área de referência. Os estoques de Carbono também refletiram diferença significativa em algumas camadas. A intensificação pecuária tem sido apontada como alternativa para reduzir os impactos da atividade agropecuária sobre as mudanças climáticas e a degradação dos recursos naturais, porém, é preciso conhecimento desses novos processos de produção, buscando sustentabilidade dos agroecossistemas.


Palavras-chave


“Atributos Físicos Solo”; “Estoque Carbono Solo”; “Intensificação Pecuária”; “Mudanças Climáticas”; e “Sustentabilidade”.

Texto completo:

PDF

Referências


CARBONE CARNEIRO M. A. et. al. Atributos físicos, químicos e biológicos de solo de cerrado sob diferentes sistemas de uso e manejo. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v.33; n.1, p.147-157, 2009.

CARVALHO, J.L.N. et. al. Carbon sequestration in agricultural soils in the Cerrado region of the Brazil Amazon. Soil and Tillage Research, v.103, n.2, p.342-349, 2009.

ELLERT, B. H.; BETTANY, J. R. Calculation of organic matter and nutrients stored in soils under contrasting management regimes. Canadian Journal of Soil Science, v.75, p.529-538, 1995.

EMBRAPA. Manual de métodos de análise de solos. 2. ed. Rio de Janeiro: Centro Nacional de Pesquisa de Solos, 1997. 212 p.

EMBRAPA. Sistema brasileiro de classificação de solos. 3. Ed. Rio de Janeiro: Embrapa Solos, 2013. 353 p.

EMBRAPA. Manual de Métodos de Análise de Solo. 3. Ed. Rio de Janeiro: Embrapa Solos, 2017. 573 p.

FERNANDES, F. A.; FERNANDES, A. H. B. M. Cálculo dos estoques de carbono do solo sob diferentes condições de manejo. Embrapa Pantanal-Comunicado Técnico (INFOTECA-E), 2008. Disponível em: Acesso em 08/08/2018.

FERNANDES, F. A.; FERNANDES, A. H. B. M.. Atualização dos métodos de cálculo dos estoques de carbono do solo sob diferentes condições de manejo. Corumbá: Embrapa Pantanal, 2013. Disponível em: Acesso em 08/08/2018.

FERREIRA R. R. M.; TAVARES FILHO J.; FERREIRA V. M. Efeitos de sistemas de manejo de pastagens nas propriedades físicas do solo. Semina: Ciências Agrárias. V.31, n.4, p.913-932, 2010.

FUJISAKIA, K. et. al. Data synthesis of carbon distribution in particle size fractions of tropical soils: Implications for soil carbon storage potential in croplands. Geoderma v.313, n.1, p.41–51, 2018.

LAL, R. Feeding 11 billion on 0.5 billion hectare of area under cereal crops. Food Energy Security. V.5, n.4, p.239–251, 2016.

LANZANOVA M. E. et. al. Atributos físicos do solo em sistema de integração lavoura-pecuária sob plantio direto. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v.31, n.5, p.1131-1140, 2007.

OLIVEIRA, P. P. A. et. al. Protocolo para quantificação dos estoques de carbono do solo da rede de pesquisa Pecus. Embrapa Pecuária Sudeste-Documentos (INFOTECA-E), 2014. Disponível em: Acesso em 08/08/2018.

SISTI, C.P.J. et. al. Change in carbon and nitrogen stocks in soil under 13 years of conventional or zero tillage in southern Brazil. Soil and Tillage Research. V.76, n.1, p.39-58, 2004.

SORACCO, C. G. et. al. Effects of compaction due to machinery traffic on soil pore configuration. Revista Brasileira de ciência do solo. V.39, n.2, p.408-415, 2015.

TORRES J. L. R. et.al. Resistência à penetração em área de pastagem de capim Tifton, influenciada pelo pisoteio e irrigação. Bioscience Journal. V.28, n.1, p.232-239, 2012.

URQUIAGA, S. et. al. Variações nos estoques de Carbono e emissões de gases de efeito estufa em solos em regiões tropicais e subtropicais do brasil: uma análise crítica. Informações Agronômicas. v.1, n.130, p.12-21, 2010.

VELDKAMP, E. Organic Carbon Turnover in Three Tropical Soils under Pasture after Deforestation. Soil Science Society of America Journal, v.58, n.1, p.175-180, 1994.

ZANATTA, J. A.; PULROLNIK, K.; VIANA, J. H. M. Protocolo para avaliação do estoque de carbono e de nitrogênio do solo em sistemas florestais–Projeto Saltus. Embrapa Florestas-Documentos (INFOTECA-E), 2015. Disponível em: < https://core.ac.uk/download/pdf/33888707.pdf> Acesso em 08/08/2018.




DOI: https://doi.org/10.34188/bjaerv4n2-027

Apontamentos

  • Não há apontamentos.