Novas estratégias de ensino de ciências em uma escola pública da zona rural do município de Uruçuí-PI / New strategies of science teaching in a public school of the rural area of Uruçuí-PI

Ianaely Ingrid Alves e Silva, Laura Cristina Ferreira dos Santos, Ícaro Fillipe de Araújo Castro, Anelise dos Santos Mendonça-Soares

Resumo


A utilização de instrumentos didáticos/pedagógicos é uma estratégia eficaz no processo de ensino-aprendizagem, contribuindo para aulas mais diversificadas, interessantes e que abrangem a realidade social e cultural dos alunos. Ensinar a “Ciência da Vida” é algo fascinante, mas se esse ensino ocorrer exclusivamente através de aulas expositivas, com conteúdos baseados na memorização e tendo o livro didático como único instrumento pedagógico pode se tornar desinteressante para o aluno. O objetivo deste trabalho foi desenvolver, junto a professores de Ciências de uma comunidade rural de Uruçuí-PI, seminários e oficinas com o intuito de estimular o interesse pelo uso de instrumentos diversificados e tecnológicos durante sua prática docente. Foi realizado um seminario com a comunidade escolar expondo a importância de estratégias diversificadas de ensino, bem como oficinas de confecção de materiais pedagógicos. Foram explorados também o manuseio e preparação de aulas práticas utilizando microscópio e materiais disponíveis no entorno da escola. Em seguida foi feita a aplicação de um questionário com os docentes que demonstrou que as oficinas foram eficazes para a reafirmação da importância de aulas práticas e interativas. Além disso, os professores mostram-se mais aptos à realizar aulas práticas, demonstrativas e interativas, em prol de um aprendizado de Ciências mais proveitoso e significativo pelos alunos. Observou-se também que a falta de aptidão do professor pode ser contornada com iniciativas que busquem levar à comunidade escolar oportunidades de aprender a ensinar de forma mais motivante e interativa.


Palavras-chave


Aulas Práticas, Escolas rurais, Estratégias de Ensino, Materiais Pedagógicos.

Texto completo:

PDF

Referências


BONZANINI, T.K; Bastos, F. Formação continuada de professores de ciências: algumas reflexões. Encontro nacional de pesquisa em educação em ciências, Florianópolis, v. 7, 2009.

CUBERES, M. T. G. El taller de los talleres. Buenos Aires: Estrada, 1989.

DEMO, P. Educar pela pesquisa. 7 ed. Campinas: Autores associados, 2011.

KRASILCHIK, M. O professor e o currículo das ciências. 1 ed. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 1987.

PAVIANI, N. M. S; Fontana, N. M. Oficinas pedagógicas: relato de uma experiência. Conjectura, v. 14, n. 2, 2009.

PERUZZI, S. L.; FOFONKA, L. A. A importância da aula prática para a construção significativa do conhecimento: a visão dos professores das ciências da natureza. Educação Ambiental em Ação, n. 47, 2014.

Soares, M. As pesquisas nas áreas específicas influenciando a formação de professores. In: O papel da pesquisa na formação e na prática dos professores. Campinas: Papirus, 2007.

Viviani, D.; Costa, A. Práticas de Ensino de Ciências Biológicas. Centro Universitário Leonardo da Vinci – Indaial, Grupo UNIASSELVI, 2010.




DOI: https://doi.org/10.34188/bjaerv4n2-006

Apontamentos

  • Não há apontamentos.