Relatos da técnica de implante de penas na reabilitação de aves silvestres no Centro de Recuperação de Animais Silvestres do Parque Ecológico do Tietê, São Paulo, SP / Reports of the technique of feather imping in the rehabilitation of wild birds at the Wildlife Rehabilitation Center of the Tietê Ecological Park, São Paulo, SP

Lilian Sayuri Fitorra, Fábio Toledo das Dores, Valéria da Silva Pedro, Bruno Simões Sergio Petri, Haroldo Ryoiti Furuya, Liliane Milanelo

Resumo


Relatos da técnica de implante de penas na reabilitação de aves silvestres no Centro de Recuperação de Animais Silvestres do Parque Ecológico do Tietê, São Paulo, SP. A técnica de implante de penas é utilizada para reparar rêmiges e retrizes danificadas, restaurando a capacidade de voo destas aves e, consequentemente, diminuindo o tempo necessário para a reabilitação. É uma técnica muito antiga utilizada principalmente em rapinas, mas pode ser aplicada em outras aves. Os incidentes com linhas de pipa, o manuseio inadequado na contenção ou transporte, o corte de penas e as condições precárias em cativeiros irregulares são as principais causas da incapacidade de voo das aves recebidas no Centro de Recuperação de Animais Silvestres do Parque Ecológico do Tietê (CRAS-PET), localizado entre os municípios de Guarulhos e São Paulo, no estado de São Paulo. O presente trabalho teve como objetivo apresentar os procedimentos de coleta, a técnica de implante de penas em rêmiges, além dos resultados obtidos pelo CRAS-PET com a utilização desta técnica na reabilitação de aves silvestres. A técnica foi aplicada em 85 indivíduos, de 17 espécies, sendo Asio clamator a espécie mais representativa com 27,1% dos procedimentos. A metodologia de substituição total da pena foi adotada para todos os indivíduos, a quantidade de penas foi variável entre três e 37 rêmiges implantadas por indivíduo. Para o banco de penas, o método por corte completo com tesoura de precisão no cálamo mostrou-se rápido e eficiente, as hastes de bambu e o cálamo de outra pena foram mais adequados por serem leves e flexíveis. A cola a base de etilcianoacrilato de média viscosidade apresentou melhor resultado tanto para a manipulação quanto no tempo de secagem.  A anestesia geral com isoflurano foi a mais positiva para o procedimento, pois é mais célere e diminui a agitação da ave na recuperação anestésica. A técnica de implante mostrou-se uma excelente ferramenta na reabilitação de animais silvestres e os resultados mostraram uma opção rápida e confiável de reparar penas de voo danificadas e, consequentemente, reestabelecer o voo de aves silvestres em reabilitação.


Palavras-chave


rapinante, Psittaciforme, muda, rêmige, empenamento.

Texto completo:

PDF

Referências


Bridge, E. 2008. How Does Imping Affect Wing Performance? Journal of Wildlife Rehabilitation 29(1): 2-3.

Hoefler, L. 1986. Feather imping: History and technique. Journal of Wildlife Rehabilitation 9(4): 5-7.

Oliveira, E. C.; Santos, D. S.; Silva, C. P. R.; Nascimento, L. R.; Santos, M. C. L. & Santos, T. C. A. 2019. Banco de penas: importância para a reabilitação de aves. Brazilian Journal of Animal and Environmental Research 2(4): 1366-1375.

Lierz, M. & Fischer, D. 2011. Clinical Technique: Imping in Birds. Journal of Exotic Pet Medicine 20(2): 131–137.

Proctor, N. S. & Lynch, P. J. 1993. Manual of Ornithology, Avian Structure & Function. New Haven, Yale University Press. 340p.

Rohwer, S.; Ricklefs, R. E; Rohwer, V. G. & Coople, M. M. 2009. Allometry of the duration of flight feather molt in birds. PLoS Biology 7(6):1-9.

Samour, J. 2005. Clinical Management od captive raptors. In: Harrison, G. & Lightfoot, T. Clinical Avian Medicine. Palm Beach, Spix Publishing, v.2. 1008p.

Sick, H. 1997. Ornitologia Brasileira. Rio de Janeiro, Editora Nova Fronteira. 912p.

Schunck, F.; Somenzari, M.; Lugarini, C. & Soares, E. S. 2011. Plano de ação nacional para a conservação dosa papagaios da Mata Atlântica. Brasília, Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade, ICMBio, 2011. 128p.

Vaassen, E. W. A. M. 2000. Case study: Feather imping and rehabilitation of a long-legged buzzard, Buteo rufinus. Journal of Wildlife Rehabilitation 23(1): 3-7.

Zaun, B. L.; Sims, S.; Batha, K.; Knight, M.; Welch, C.; Granholm, C. & Swindle, K. 2008. Feather Imping and Rehabilitation of a Red-tailed Tropicbird (Phaethon rubricauda). Journal of Wildlife Rehabilitation 29(1): 2-3.




DOI: https://doi.org/10.34188/bjaerv4n2-004

Apontamentos

  • Não há apontamentos.