Influência da Macambira na regeneração natural de espécies arbóreas em trechos de caatinga antropizada / Influence of the Macambira in the natural regeneration of tree species in disturbed caatinga

Rejane Tavares Botrel, Mônica Costa Cordeiro

Resumo


O objetivo deste estudo foi avaliar a influência da espécie Bromelia laciniosa Mart. ex. Schult na composição florística e estrutural da regeneração de espécies arbóreas em trechos de caatinga sujeitos a pastejo. O estudo foi realizado no município de Upanema – RN. Foram lançadas 36 parcelas na área: 12 em área dominada pela espécie B. laciniosa (A1), 12 em área não dominada (A2) e 12 em área com dominância intermediária (A3). Os indivíduos regenerantes foram marcados, identificados e divididos em quatro classes de altura, sendo a regeneração calculada para cada classe em cada área. Foi calculado o Índice de Diversidade de Shannon-Wiener e elaborado um dendrograma de similaridade. Em A1 foram registrados 42 indivíduos distribuídos em 6 espécies, em A2, 23 indivíduos e 3 espécies e em A3, 29 indivíduos e 6 espécies. O resultado do Índice de Diversidade indicou proteção física desempenhada pela Macambira. Riqueza de espécies, número de indivíduos e o dendrograma de similaridade também sugerem essa proteção. A Macambira poderia proporcionar proteção física contra herbivoria, mas em áreas com alta densidade ocorre claro impedimento à germinação de regenerantes.


Palavras-chave


Herbivoria, Plântulas, Proteção Física.

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES JÚNIOR, F. T.; FERREIRA, R. L. C.; SILVA, J. A. A. da.; MARAGON, L. C.; CESPEDES, G. H. G. Regeneração natural de uma área de caatinga no sertão pernambucano, Nordeste do Brasil. Cerne, Lavras, v. 19, n. 2, p. 229-235. jun. 2013. Disponível em: Acesso em: 13 out. 2014.

ARAUJO, K. D., DANTAS, R. T., ANDRADE, A. P. de , PARENTE H. N., SILVA, E. E. Uso de espécies da caatinga na alimentação de rebanhos no município de São João do Cariri – PB . Curitiba, Editora UFPR, 2010. n. 20, p. 157-171.

BESSA, M. N. A macambira: Bromelia forrageira. 2.ed. Natal: EMPARN, 1982. 135p.

CIENTEC. Mata Nativa 3. Sistema para análise fitotossociológica e elaboração de planos de manejo de florestas nativas. Viçosa - MG: Cientec - Consultoria e Desenvolvimento de Sistemas Ltda. 2010.

COMITÊ TÉCNICO CIENTÍFICO DA REDE DE MANEJO FLORESTAL DA CAATINGA. Rede de manejo florestal da Caatinga: protocolo de medições de parcelas permanentes/Comitê Técnico Científico. Recife: Associação Plantas do Nordeste. 2005. 21 p.

CONNELL, J. H., SLATYER R. O. Mechanisms of succession in natural communities and their role in community stability and organization. The American Naturalist 111 (982), 1119-1144, 1977.

ESPÍRITO SANTO, F. da S. do, MACIEL, J. R., SIQUEIRA FILHO, J. A. de. Impacto da herbivoria por caprinos sobre as populações naturais de Bromelia laciniosa Mart. ex Schult. f. (Bromeliaceae). Árvore, Viçosa-MG, v.36, n.1, p.143-149, 2012.

FAO. El papel de los animals domesticos en el control de la desertificacion. PNUD/FAO, Oficina Regional de La Fao para Am´erica Latina Y el Caribe, Santiago, 1993.

GUIMARÃES FILHO, C., SOARES, J. G. G. Avaliação de um modelo físico de produção de bovinos no semi-árido integrando caatinga, Capim-buffel e Leucena. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília- DF, v.34, n.9 , p.1721-1727, 1999.

GONZAGA NETO, S.; BATISTA, A. M. V.; CARVALHO, F. F. R. de; MARTÍNEZ, R. L. V.; BARBOSA, J. E. A. S.; SILVA, E. O. Composição bromatológica, consumo e digestibilidade In Vivo de dietas com diferentes níveis de feno de catingueira (Caesalpinea bracteosa), fornecidas para ovinos Morada Nova. Revista Brasileira de Zootecnia, v. 30, n. 2, p. 553-562, 2001.

IBGE. Mapa de solos do Brasil. Rio de Janeiro: IBGE, 2001. 1 mapa. Escala 1: 5.000.000. Disponível em: ftp://geoftp.ibge.gov.br/mapas/tematicos/mapas_murais>. Acesso em: 08 abril 2003.

______. Mapa de clima do Brasil. Rio de Janeiro: IBGE, 2002. 1 mapa. Escala 1: 5.000.000. Disponível em: ftp://geoftp.ibge.gov.br/mapas/tematicos/mapas_murais>. Acesso em: 24 junho 2003.

______. Mapa de vegetação do Brasil. Rio de Janeiro: IBGE, 2004. 1 mapa. Escala 1: 5.000.000. Disponível em: ftp://geoftp.ibge.gov.br/mapas/tematicos/mapas_murais >. Acesso em: 20 maio 2004.

LIMA JÚNIOR, V. de. Caracterização da dieta e avaliação de métodos de estimativa de consumo em caprinos suplementados na caatinga. 81f. Dissertação (Mestrado em Zootecnia) – Centro de Ciências Agrárias, Universidade Federal da Paraíba, Areia, 2006.

MAGURRAN, A. E. Ecological diversity and its measurement. Princeton: Princeton University, 1988. 192 p.

MENEZES R.S.C; GARRIDO; M. da S.; PEREZ. M.A.M. Fertilidade dos solos no semiárido. In: XXX SIMPÓSIO BRASILEIRO DE CIÊNCIA DO SOLO. CD-ROM. 2005.

MUELLER-DOMBOIS, D.; ELLEMBERG, H. Aims and methods of vegetation ecology. New York: Wiley, 1974. 547 p.

NOGUEIRA, F. R. B., SIMÕES, S. V. D. Uma abordagem sistêmica para a agropecuária e a dinâmica evolutiva dos sistemas de produção no nordeste semi-árido. Revista Caatinga, Mossoró, v.22, n.2, p.01-06, 2009.

PIELOU, E. C. Ecological diversity. New York: Wiley, 1975. 165 p.).

RIO GRANDE DO NORTE (Estado). Atlas para a promoção do investimento sustentável no Rio Grande do Norte. Natal: IDEMA, 2005. Aplicativo para computador do Adobe Flash Player 9.0 r45. (Módulo I, Zona Homogênea Mossoroense)

ROCHA, C.F.D.; COGLIATTI-CARVALHO, L.; ALMEIDA, D.R.; FREITAS, A.F.N. Bromélias: ampliadoras da biodiversidade. Bromélia, Rio de Janeiro, v.4, n.4, p.7-10, 1997.

SANTANA, J. A. da S., SOUTO, J. S. Diversidade e Estrutura Fitossociológica da Caatinga na Estação Ecológica do Seridó-RN. Revista de Biologia e Ciências da Terra, V. 6, n. 2, 2006.

SNEATH, P.H.A.; SOKAL, R.R. Numerical taxonomy. W.H. Freeman, San Francisco. 1973.

SOUZA, M.J.N. de. Contexto geoambiental do semi-árido do Ceará: problemas e perspectivas. In: SOBRINHO, J.F.; FALCÃO SOBRINHO, J. (orgs.). Semi-árido: diversidade, fragilidades e potencialidades. Sobral, Sobral Gráfica, 2006. Cap 2. p14-33.




DOI: https://doi.org/10.34188/bjaerv4n1-063

Apontamentos

  • Não há apontamentos.