Reúso da água de chuva: uma alternativa sustentável para os períodos de escassez hídrica / Reuse of rain water: a sustainable alternative for the periods water shortage

Tatiana Martinez Moreira, Emília Satoshi Miyamaru Seo

Resumo


Os impactos das atividades antrópicas sobre os ecossistemas terrestres com efeitos dos desmatamentos, exploração madeireira, queimadas, impermeabilização do solo, contaminação de mananciais, entre outros, causam mudanças ambientais que afetam negativamente o planeta e os seres vivos. Estas mudanças incluem a perda da capacidade produtiva dos ecossistemas, problemas atmosféricos e contribuição ao efeito estufa. O reúso da água de chuva entra nesse cenário para ajudar na manutenção e conservação da água. Através da construção de sistemas hidráulicos para captação da chuva e a conscientização da população com este problema é possível minimizar os efeitos da escassez de água no planeta. Com isso visou-se expor neste trabalho o cenário das condições hídricas atuais do Brasil e a utilização do reúso da água de chuva como alternativa sustentável para os períodos de escassez.


Palavras-chave


Reúso, água de chuva, sustentabilidade, escassez hídrica.

Texto completo:

PDF

Referências


AGÊNCIA NACIONAL DE ÁGUAS – ANA; Encarte especial sobre a crise hídrica, conjuntura dos recursos hídricos do Brasil 2014; Superintendência de Planejamento de Recursos Hídricos – SPR; Brasília – DF; 2015.

AGÊNCIA NACIONAL DE ÁGUAS – ANA; Atlas Brasil Abastecimento Urbano de Águas; Panorama Nacional Vol. 1; Superintendência de Planejamento de Recursos Hídricos – SPR; Brasília – DF; 2010.

ARTICULAÇÃO SIMIÁRIDO BRASILEIRO – ASA; Publicações; Disponível em: ; Acesso em jun/2016.

BRAGA, B.; PORTO, M.; TUCCI, C. E. M.; Águas Doces no Brasil, Capital Ecológico, Uso e Conservação; 4ª Edição; Cap. 5 – Monitoramento de Quantidade e Qualidade das águas; Pg. 127 – 142; Editora Escrituras; São Paulo; 2015.

CETESB. Reúso de Água. Disponível em: ; Acesso em jun/2016.

COMPANHIA DE SANEAMENTO BÁSICO DO ESTADO DE SÃO PAULO – SABESP; Boletim dos mananciais. Disponível em: Acesso em jun/2016.

GOLDENFUM, J. A.; Reaproveitamento de águas pluviais. Instituto de Pesquisas Hidráulicas da UFRGS, 2006.

GNADLINGER, J.; A contribuição da captação de água de chuva para o desenvolvimento sustentável do semiárido brasileiro: uma abordagem focalizando o povo. 3º Simpósio sobre Sistemas de Captação de Água de Chuva. Campina Grande, 2001.

HESPANHOL, I.; Águas Doces no Brasil, Capital Ecológico, Uso e Conservação; 4ª Edição; Cap. 9 – Água e Saneamento Básico; Pg. 263 – 318; Editora Escrituras; São Paulo; 2015.

MARENGO, J. A.; DIAS, P. L. S.; Águas Doces no Brasil, Capital Ecológico, Uso e Conservação; 4ª Edição; Cap. 3 – Mudanças Climáticas e seus Impactos Climáticos e Hidrológicos no Brasil; Pg. 63 – 92; Editora Escrituras; São Paulo; 2015.

ONUBR – NAÇÕES UNIDAS NO BRASIL; Conferência das Nações Unidas Sobre Mudança Climática; Disponível em: ; Acesso em jun/2016.

REBOLÇAS. A. C.; Águas Doces no Brasil, Capital Ecológico, Uso e Conservação; 4ª Edição; Cap. 1 – Água Doce no Mundo e no Brasil; Pg. 1 – 36; Editora Escrituras; São Paulo; 2015.

SALATI, E.; MATTOS DE LEMOS, H.; SALATI, E; Águas Doces no Brasil, Capital Ecológico, Uso e Conservação; 4ª Edição; Cap. 2 – Água e o Desenvolvimento Sustentável; Pg. 37 – 62; Editora Escrituras; São Paulo; 2015.

SANTANA, V. L.; ARSKY, I. C.; SOARES, C. C. S. Democratização do acesso à água e desenvolvimento local: a experiência do Programa Cisternas no semiárido brasileiro. Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, 2011.

SOARES, D. A. F.; SOARES, P. F.; PORTO, M. F. A.; GONÇALVES, O. M. Considerações a respeito da reutilização de águas residuárias e aproveitamento das águas pluviais em edificações. XII Simpósio Brasileiro de Recursos Hídricos, 1997 Vitória. Anais do XII Simpósio Brasileiro de Recursos Hídricos, 1997.

THE WORLD COMMISSION ON ENVIRONMENT AND DEVELOPMENT. Our Common Future. New York, Oxford University Press, 1987.

TOMAZ, P.; Aproveitamento de água de chuva para áreas urbanas e fins não potáveis. Navegar Editora, 2ª Edição, Pg. 180, São Paulo, 2005

UNICEF. Joint Monitoring Programme for Water Supply and Sanitation. Progress on Drinking Water and Sanitation. New York, 2012.

WHITMORE, T. M. et al. Long-term Population Change. In: The Earth as Transformed by Human Action. Cambridge, Cambridge University Press, 1990.




DOI: https://doi.org/10.34188/bjaerv4n1-056

Apontamentos

  • Não há apontamentos.