Levantamento etnobotânico da cultura do inhame na região do recôncavo da Bahia / Ethnobotanical survey on yam grown in recôncavo region, Bahia State

Rosalina Esperança da Silva Carlos, Ricardo Franco Cunha Moreira, Sandra Domingos João Afonso, Elaine Costa Cerqueira-Pereira, Fabiane de Lima Silva, Kuang Hongyu

Resumo


O conhecimento da etnobotânica além do registro do uso dos recursos vegetais presentes em determinada área, busca também as formas de manejo que são utilizadas por comunidades tradicionais. Este estudo teve como objetivo realizar o levantamento etnobotânico nos principais municípios produtores de Dioscorea spp na região do Recôncavo da Bahia. Para tal foram visitados 80 agricultores residentes em comunidades da zona rural dos municípios de Cruz das Almas, São Felix, São Filipe e Maragogipe, principais municípios produtor de inhame da região. Durante as visitas de campo foram realizadas entrevistas onde foram levantados dados etnobotanicos e do manejo da espécie. Utilizou-se os questionários semiestruturados, o questionário foi composto por perguntas ligadas a caracterização social, caracterização da produção e caracterização da propriedade. As análises estatísticas dos dados sobre a caracterização da propriedade foi realizada por análise fatorial exploratória (AFE), pelo método de rotação Varimax, matriz de correlação, utilizando o programa estatístico R 3.3.0 (R DEVELOPMENT CORE TEAM, 2014). Os dados sobre a caracterização social e da produção foram tabulados de acordo com as categorias relacionadas a cada questão e foi calculada a frequência percentual a partir das respostas dos agricultores. As análises estatísticas foram realizadas utilizando o programa estatístico SAS – (Statistical Analysis System, 2001). A maioria dos entrevistados eram homens (92,5%), casados (73,75 %), residentes no local a mais de dez anos (75 %), que na sua maioria produz apenas duas espécies de inhame (63,75%). Os resultados obtidos neste estudo levam-nos a perceber que o manejo realizado é praticamente o mesmo em todas as propriedades não apresentando inovações tecnológicas. As técnicas de manejo também são as mesmas a varias gerações, baseadas no conhecimento que é transmitido de pais para filhos.


Palavras-chave


Agricultor, caracterização, entrevista, Dioscorea spp.

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, T. A. Etnobotânica e morfofisiológica do amendoim produzido por agricultores familiares do Recôncavo Baiano. (Dissertação) Mestrado em Recursos Genéticos Vegetais. Universidade Federal Do Recôncavo Da Bahia, Cruz Das Almas, 22-23p, 2014.

ABBA- Associação brasileira da batata. Batata Show, n.1, v.1. Disponível em: < http://www.abbabatatabrasileira.com.br/images/pd f/rbs_1.pdf >. Acesso em: 23 fev. 2019.

AMOROZO, M. C. M. Abordagem etnobotânica na pesquisa de plantas medicinais. In: Di Stasi, Luis Claudio (Org.). Plantas medicinais: arte e ciência – um guia de estudo interdisciplinar. São Paulo: Unesp. p. 47 - 68. 1996.

ASIEDU, R. SARTIE, A. Crops that feed the World 1. Yams: Yams for income and food security. Springer Science Business Media .V & International Society for Plant Pathology Food Sec.v.2, p.305-315, 2010.

CASTRO, L. F. P. O arrendamento rural na agricultura familiar: dimensões e logísticas. (Dissertação) Mestrado em Agronegócio. Universidade de Brasília, Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinári, 2013.

CEASAMINAS. Disponível em:

tata.asp> Acesso em 8 de Novembro de 2018.

COSSA,V.C. Caracterização fenotípica e variabilidade genética de inhame (Dioscorea rotundata poiret.) sob condições do recôncavo baiano. Dissertação (Mestrado em Recursos Genéticos Vegetais). Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, Cruz das Almas, 20p, 2016.

CORNET, D. Etude du fonctionnement physiologique d'un couvert vegetal d'igname (Dioscorea alata L.). In: Science Agronomiques (ed.) Faculté Universitaire des Sciences Agronomiques, Gembloux, p.115, 2005.

Chen, X.; Li, X.; Huang, H.; Wang, T.; Qu, Z.; Miao, J.; Gao, W. (2017) Effects of drying processes on starch-related physicochemical properties, bioactive components and antioxidant properties of yam flours. Food Chemistry, 224, 224-232.

DELWING, A. B.; FRANKE, L. B.; BARROS, I. B. I.; PEREIRA, F. S.; BARROSO, C. M. A Etnobotânica como ferramenta da validação do conhecimento tradicional: manutenção e resgate dos recursos genéticos. Revista Brasileira de Agroecologia, v. 2, n. 01, p. 421 - 425, 2007.

DZIUBAN, C.D.SHIRKEY, E,S. When is a correlation matrix appropriate for factor analysis? Some decision rules. Psychol, Bull, v.81, p. 358-361, 1974.

FAO. World Agricultural Information Center, 2005. Disponível em: < http://faostat3.fao.org/browse/Q/QC/S >. Acesso em: 17 de Dezembro. de 2018

JARAMILLO, S.; BAENA, M. Conservación ex situ de recursos filogenéticos. Roma: IPGRL, 2000, 209 p.

JOHNSON, R. A.; WICHERN, D. W. Applied Multivariate Statistical Analysis. New Jersey, 2007.

HAMILTON, A. C.; SHENGJI, J. P.; KESSY, J.; KHAN,A. A.; LAGOS-WITTE, S.; SHINWARI, Z. K. The purposes and teaching of applied ethnobotany. People and Plants Working Paper. 11. WWF, Godalming, UK. 2003. 72 p.

HAIR, J. F. J.; ANDERSON, R. E.; TATHAM, R. L.; BLACK, W. C. Análise Multivariada de dados. Porto Alegre: Bookman, 2009.

HAIR, J. F. J.; ANDERSON, R. E.; TATHAM, R. L.; BLACK, W. C. Multivariate Data Analysis with Readings, Englewood Cliffs, 2006.

HONGYU, K. Análise Fatorial Exploratória: resumo teórico, aplicação e interpretação, Engineering and Science, v. 7, ed. 4, 2018.

KIRCH, J. L.; HONGYU, K.; SILVA, F. L.; DIAS, C. T. S. Análise Fatorial para Avaliação dos Questionários de Satisfação do Curso de Estatística de uma Instituição Federal. Engineering and Science, v. 6, n. 1, p. 4-13, 2017.

LEBOT, V. Tropical root and tuber crops cassava, sweet potatoe, yams and aroids. Crop Production Science in Horticulture Series; 17; MPG books group,2009.

LORENZO-SEVA, U.; TIMMERMAN, M. E.; KIERS, H.A.The hull method for selecting the number of common factors. Multivariate Behavioral Research, v. 46, n. 2, p. 340-364, 2011.

MEDINA, G. S.; CAMARGO, R.; SILVESTRE, W. Retrato da agricultura familiar em Goiás. Revista da Universidade Federal de Goiânia v. 300 n. 3, 2016.

MIKULCAK, F; HAIDER, J. L.; ABSON, D. J.; NEWIG, J.; FISCHER, J. Applying a capitals approach to understand rural development traps: A case study from post-socialist Romania. Land Use Policy, v. 43, p. 248-258, 2015.

PRANCE, G. T. Etnobotânica de algumas tribos amazônicas. SUMA Etnológica Brasileira - Etnobiologia. 2ª. ed. Petrópolis, 1987. p. 119 - 134.

GOMES, J. B. P; BEZERRA, G. J; NASCIMENTO, J. S; SCHLINDWEIN, M.M; PADOVAN, M.P. Produção orgâ¬nica no Assentamento Itamarati, em Ponta Porã, estado de Mato Grosso do Sul, Brasil. Cadernos de Agroecologia, v. 9, n. 4, 2014.

R DEVELOPMENT CORE TEAM. R: a language and environment for statistical computing. R Foundation for Statistical Computing, Vienna, 2014.

TOURINHO, I. G. R.; RODRIGUES, S. M.; PIEDADE, G. J. L.; DA SILVA, J. H. S; ALVES, A. C. B. DE F. HAGE; RODRIGUES, E. L.C. A importância da preservação do meio ambiente: sensibilizando os visitantes do centro de ciências e planetário do Pará. Brazilian Journal of Animal and Environmental., Curitiba, v. 3, n. 4, p. 2801-2810, out./dez. 2020




DOI: https://doi.org/10.34188/bjaerv4n1-041

Apontamentos

  • Não há apontamentos.