Desenvolvimento sustentável e meio ambiente: análise dos impactos sobre o mercado de trabalho no Brasil (1995-2001) / Sustainable Development and Environment: An Analysis of the impact in the Labor Market in Brazil (1995-2001)

Maione Rocha de Castro Cardoso, Gil Célio de Castro Cardoso

Resumo


A inserção da dimensão ambiental no contexto econômico impulsionou o estudo da economia ambiental, da qual surgiram muitas teorias. A discussão em torno de sustentabilidade ecológica e do crescimento econômico continuado e com inserção social leva ao desenvolvimento sustentável. Assim, o primeiro objetivo deste artigo é apresentar os limites e impactos da promoção do desenvolvimento sustentável sobre o meio ambiente e o mercado de trabalho; e o segundo será discutir a dinâmica do emprego vinculada às questões ambientais no Brasil, os chamados “empregos verdes”. A principal fonte de dados utilizada foi a Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) do Ministério do Trabalho e Emprego do Brasil, no período de 1995 a 2001. Eles foram utilizados para a análise qualitativa dos empregos nos setores de atividades relacionadas ao meio ambiente e do perfil socioeconômico dos trabalhadores destes setores, num confronto entre a teoria e a realidade. Ao final, considera-se que algumas políticas para o desenvolvimento sustentável já foram implementadas, embora ainda sejam insipientes. Observou-se, ainda, que há uma forte sinergia entre trabalho e meio ambiente e que esta é e será uma alternativa para a redução da exclusão social e minimização da pobreza, via geração de renda e empregos.


Palavras-chave


Emprego, Meio Ambiente, Desenvolvimento Sustentável.

Texto completo:

PDF

Referências


ALCONFORADO, Ihering Guedes. População, Meio Ambiente e desenvolvimento Sustentável: um approach neo institucionalista. in Encontro Nacional de Estudos Populacionais, PO36(MA), 2002, Ouro Preto. Anais... Ouro Preto: ABEP, 2002. CD-ROM.

ANDRADE, Ilza Araújo Leão. O desenvolvimento sustentável entre o discurso e a prática. Natal:

Fundação Konrad Adenauer, 2001.

BELTRÃO, Hélio. Industrialização no Estado do Ceará: 20 anos. Disponível em: . Acesso em: 7 jan. 2003.

BEZERRA, Maione Rocha. (Des)Emprego e Desenvolvimento Sustentável: análise das inter-relações, limitações e impactos. João Pessoa: UFPB, 2003 (Dissertação de mestrado em Economia).

CARVALHEIRO, Nelson. População ocupada e mobilidade: um enfoque setorial sobre o Brasil nos anos 90. In: ENCONTRO NACIONAL DE ESTUDOS POPULACIONAIS/ABEP, GT_TRB_ST34, 2002, Ouro Preto. Anais... Ouro Preto: ABEP, 2002, CD-ROM ambiente.

CES - CONSELHO ECONÔMICO E SOCIAL. Ambiente, emprego e desenvolvimento. Bhalla, A. S. (trad.). Lisboa – Portugal: Gráfica Maiadouro, 1994.

COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPÉIAS. Comunicação da comissão: sobre o ambiente e o emprego (realização de uma Europa sustentável). Bruxelas – Bélgica: Serviço das publicações oficiais das comunidades européias, 1997. Arquivo em PDF. Disponível em: Acesso em: 10 jan. 2002.

COMISSÃO EUROPÉIA. Destaque na UE para os empregos ambientais. Luxemburgo: Serviço das publicações oficiais das comunidades européias, 2000. Arquivo em PDF. Disponível em: Acesso em: 12 jan. 2002.

FERREIRA, Aurélio Buarque de Holanda. Mini Aurélio século XXI: o minidicionário da língua portuguesa. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 4.ed., 2000.

FURTADO, Celso. Pequena introdução ao desenvolvimento: enfoque interdisciplinar. São Paulo:

Companhia Editora NACIONAL, 1980.

HUSSEN, Ahmed. Principles of environmental economics: Economics, ecology and public policy. London, GB : Rout ledge Editor, 2000.

LEITE FILHO, Paulo Amilton Maia. Instrumentos de Gestão Ambiental: uma resenha sobre a utilização de cobrança por efluentes. Textos para discussão – CME. João pessoa: UFPB, 2000. LEMENHE, Mª Auxiliadora. Todos participam enquanto alguns decidem. Fortaleza: SBS, 2001. MAS-COLELL, Andreu & WHINSTON, Michael D. & GREEN, Jerry R. Microeconomics Theory. London: Oxford University Press, 1995.

MÜELLER, Charles. Avaliação das duas correntes da economia ambiental: a escola neoclássica e a economia da sobrevivência. in Revista de economia política, São Paulo, v.18, n.2(70), abr 1998. PAIXÃO, Adriano Nascimento da. Estimação da disposição a pagar pelos serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário da Paraíba utilizando o método de avaliação contingente. João Pessoa: UFPB, 2002 (Dissertação de mestrado em Economia).

PASSET, René. A co-gestão do desenvolvimento econômico e da biosfera. in RAYNANT, Claude; ZANONI, Magda (org.). Cadernos de desenvolvimento e meio ambiente: sociedades, desenvolvimento e meio ambiente. Curitiba: Editora da UFPR, n.1, 1994.

PINDYCK, Robert S. & RUBINFELD, D. L. Microeconomia. São Paulo: Makron Books, 1994.

QUEIROZ, Silvana Nunes. Migração para o Ceará nos anos 90. João Pessoa: UFPB, 2003. (Dissertação de mestrado em Economia).

RENNER, Michael. Preservação do meio ambiente: fábrica de empregos para o século XXI.

Worldwatch Institute. Disponível em: . Acesso em: 20 jan. 2002.

SILVA, César Roberto Leite da. Uma tentativa de avaliação das possibilidades de geração de emprego da agricultura brasileira. in DOWBOR, Ladislau e KILSZTAJN, Samuel. (org) Economia social no Brasil. São Paulo: Senac, 2001.




DOI: https://doi.org/10.34188/bjaerv4n1-029

Apontamentos

  • Não há apontamentos.