Biometria da cana adubada com organominerais de biossólido e bioestimulante em solo arenoso / Sugarcane biometrics fertilized with organomineral of biossolid and biostimulant in sand soil

Israel Mendes Sousa, Emmerson Rodrigues de Moraes, Matheus Henrique Medeiros, Regina Maria Quintão Lana, Reginaldo de Camargo, Rodrigo Vieira da Silva, José Geraldo Mageste da Silva

Resumo


A cana-de-açúcar (Saccharum officinarum) tem se expandindo para solos marginais em atendimento à alimentação animal, humana e, consumo de etanol. Está entre as principais espécies agrícolas produzidas no Brasil, que é o maior produtor mundial. Utilização de fertilizantes organominerais oriundos de lodo de esgoto representa alternativa para manter ou melhorar a sustentabilidade da produção dessa cultura. Realizou-se experimento em delineamento em blobos casualizados, com esquema fatorial 5x2+1, com quatro repetições. Os tratamentos consistiram de combinações em função da recomendação de adubação mineral em 0; 60; 80; 100 e 120% da fonte organomineral oriundo de biossólido (lodo de esgoto), com e sem bioestimulante, + tratamento testemunha 100% mineral. Avaliaram-se os parâmetros biométricos perfilhamento, diâmetro de colmo e, altura de plantas. Não houve diferença quanto a fonte organomineral e mineral para perfilhamento. O diâmetro de colmo não apresentou significância para os percentuais de recomendação organomineral e mineral. Percentual de 80% da recomendação associado ao uso do bioestimulante proporcionou a maior altura de plantas, 2,49 metros.


Palavras-chave


lodo de esgoto, perfilhamento, diâmetro do colmo, altura de plantas, Saccharum spp., Stimulate®.

Texto completo:

PDF

Referências


CONAB - COMPANHIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO. Acompanhamento da safra Brasileira. Cana-de-açúcar. Segundo levantamento. Brasília: Conab, V.7, n.1, 2020.

EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA (Embrapa). Manual de métodos de análises de solo. 4. Ed, Embrapa Solos, Rio de Janeiro, 2011.

EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA (Embrapa). Sistema Brasileiro de Classificação de Solos. 3 ed, Embrapa Solos, Rio de Janeiro, 2013.

FERNADES, D. M.; et al. Phosphorus in soil solution in response to the application of mineral and organomineral fluid fertilizers. Irriga, Botucatu, Edição Especial, 20 anos Irriga + 50 anos FCA, p. 14-27, 2015. Doi: 10.15809/irriga.2015v1n1p14

MIRANDA, J. M.; RIGONI, M.V.; SILVEIRA, F.T. Association of crotalaria as green manures and mineral in productivity of sugar cane. Biosci. J., Uberlândia, v. 27, n. 6, p. 948-953, 2011.

PASUCH, B. D. et al. Desenvolvimento, produtividade e composição bromatológica da primeira soqueira da cana-de-açúcar em função de fontes de fósforo. Comunicata Scientiae, v. 3, n. 4, p. 263-270, 2012.

RIGO, M. M. et al. Destination and reuse in agriculture of sewage sludge derived from the treatment of domestic wastewater in Brazil. Gaia Scientia, v.8 n.1 p.174-186, 2014.

SANEPAR - Companhia de saneamento do Paraná. Uso e manejo do lodo de esgoto na agricultura. Curitiba - PR, 1999, 98p.

SILVA, M de A.; CATO, S. C.; COSTA, A. G. F. Productivity and technological quality of sugarcane ratoon subject to the application of plant growth regulator and liquid fertilizers. Cienc. Rural, Santa Maria, v.40, n.4. p. 774- 780,2010.

SOUSA, I. M.; MENEZES, F. G.; FERREIRA, M.; MORAES, E. R.; SILVA, R. V. Influência da adubação organomineral de biossólido no caldo da cana-de-açúcar em um solo argiloso. In: Anais Reunião Brasileira de Manejo e Conservação do Solo e da Água (RBMCSA), p.210, 2016. Disponível em: https://sbcs-nepar.org.br/wp-content/uploads/2020/02/anais-rbmcsa-28-11-16.pdf. Acesso em 04 de dez. 2020.




DOI: https://doi.org/10.34188/bjaerv4n1-011

Apontamentos

  • Não há apontamentos.