Caracterização das vibrações do posto de operação de um trator agrícola em condição de tração / Characterization of the vibrations of the operation station of an agricultural tractor under traction

Daniel Mariano Leite, Haroldo Carlos Fernandes, Marconi Ribeiro Furtado Junior, Jardênia Rodrigues Feitosa, Diego Weslly Ferreira do Nascimento Santos

Resumo


 A operação de máquinas agrícolas expõe o operador a inúmeros inconvenientes, tais como elevados níveis de ruído e vibrações mecânicas. Neste contexto, objetivou-se, com a realização deste trabalho, avaliar os parâmetros ergonômicos no posto de operação de um trator 4x2 TDA, em função da velocidade do trator, pressão interna e do tipo de construção dos pneus. Para cada tipo de construção de pneus foi montado um experimento, onde foram avaliadas a influência das pressões internas dos pneus dianteiros e traseiros e a velocidade do conjunto mecanizado. Os níveis de ruído foram superiores aos estabelecidos pela NR-15, para uma jornada de 8 horas de trabalho.  O aumento da pressão interna dos pneus implica no aumento dos níveis de vibração nos dois sentidos estudados. Tanto nos pneus diagonais como nos radiais, as maiores amplitudes de vibração no sentido longitudinal foram entre 0 e 2,0 Hz.  Já, as vibrações no sentido vertical apresentaram maiores amplitudes entre a faixa 1,5 e 4,0 Hz.


Palavras-chave


ruído, espectro de frequência, aceleração RMS.

Texto completo:

PDF

Referências


BLÜTHNER, R., HINZ, B., MENZEL, G., SCHUST, M., SEIDEL, H. On the significance of body mass and vibration magnitude for acceleration transmission of vibration through seats with horizontal suspensions. Journal of Sound and Vibration, v.298, n.4, p.627-637. 2006. ISSN 0022-460X.

BRÜEL & KJAER, Human Vibration, Technical Presentation, 54 p. 2002.

CUNHA, J. P. A. R.; DUARTE, M. A. V; SOUZA, C. M. A. Vibração e ruído emitidos por dois tratores agrícolas. Idesia, v.30, n.1, p. 25-34. 2012. ISSN 0718-3429.

EMBRAPA. Centro Nacional de Pesquisa de Solos. Manual de métodos de análise de solo. 2 ed. Rio de Janeiro, 2011. 230p.

EMBRAPA. Centro Nacional de Pesquisa de Solos. Sistema Brasileiro de Classificação de Solos. 3 ed. Brasilia, 2013. 353p.

FURTADO JÚNIOR, M. R. Análise operacional de um trator agrícola em função da pressão interna dos pneus e inclinação da linha de tração. 2013. 126f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Agrícola – Mecanização Agrícola). Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, MG, 2013.

INTERNATIONAL ORGANIZATION FOR STANDARDIZATION ISO 2631-1. “Mechanical vibration and shock – evaluation of human exposure to whole-body vibration – Part: general requirements”. Switzerland: International Standard, 1997.

MACHADO, C. C.; SILVA, E. N.; PEREIRA, R. S. O setor florestal brasileiro e a colheita florestal. In: Machado, C.C. (Ed.) Colheita florestal. 2ed. Viçosa: UFV, 2002, p.15-42.

PINHO, M. S.; SCHOLOSSER, J. F.; FRANTZ, U. G.; RODRIGUES, F. A.; FERRER, P. S. Efetividade de um coxim de cabina do trator agrícola na atenuação das vibrações. Revista Ciência Agronômica. v.45, n.3, p. 461-468. 2014. ISSN 1806-6690.

SANTOS FILHO, P. F.; FERNANDES, H. C.; QUEIROZ, D. M.; SOUZA, A. P.; CAMILO, A. J. Avaliação dos níveis de vibração vertical no assento de um trator agrícola de pneus utilizando um sistema de aquisição automática de dados. Revista Árvore. v.27, n.6, p.887-895. 2003. ISSN 0100-6762.

SOEIRO, N. S. Vibrações e o corpo humano: Uma avaliação ocupacional. In: I Workshop de Vibração e Acústica da Região Norte, 2011. Tucuruí, Pará, Brasil.

VILLIBOR, G. P.; SANTOS, F. L.; FURTADO JÚNIOR, M. R.; LOUREIRO, D. R.; QUEIROZ, D. M. D.; JUNIOR, J. K. K.; BÜCHNER, P. C. Vibração vertical e pressões de insuflação dos pneus e velocidades de deslocamento do trator. In: VII Congresso Nacional de Engenharia Mecânica, 2012. São Luiz, Maranhão, Anais... São Luiz: Associação Brasileira de Engenharia e Ciências Mecânicas, 2012.




DOI: https://doi.org/10.34188/bjaerv3n4-081

Apontamentos

  • Não há apontamentos.