Políticas de adaptação às mudanças climáticas como fator propulsor ao desenvolvimento sustentável / Adaptation policies on climate change as driving forces for sustainable development

Arnoldo Santos de Lima, Fernanda Goulart Duarte

Resumo


No Brasil e no mundo sérios problemas de ordem política, econômica e social dificultam a efetivação de agendas públicas socioambientais comprometidas com o alcance do desenvolvimento sustentável. Os riscos e vulnerabilidades impostos pela iminência da mudança climática, entretanto, trazem consigo a expectativa de superação desses desajustes por meio das políticas de adaptação. Nessa perspectiva, o artigo tem o objetivo de discutir alguns dos riscos, mas também das oportunidades que esses marcos regulatórios têm em se configurar como um elemento propulsor ao desenvolvimento sustentável. Isso porque as estratégias de adaptação são essencialmente estratégias de desenvolvimento sustentável, uma vez que ambas operam na esfera de ampliar a qualidade de vida – humana e natural - a partir da perspectiva de melhoria da infraestrutura socioeconômica e da preservação ambiental. Os resultados dessa equação que envolve adaptação, vulnerabilidade, resiliência, desenvolvimento e sustentabilidade dependem, contudo, da pauta das instituições e da agenda governamental em reordenar, realocar e modernizar diversos setores produtivos, mas também da capacidade de incorporar a participação, cooperação e articulação política nas diretrizes políticas. 


Palavras-chave


mudanças climáticas, políticas de adaptação, vulnerabilidades, desenvolvimento sustentável.

Texto completo:

PDF

Referências


BARCELLOS, Christovam et al. Mudanças climáticas e ambientais e as doenças infecciosas: cenários e incertezas para o Brasil. Epidemiologia e Serviços de Saúde, v. 18, n. 3, p. 285-304, 2009.

BRAGA, Roberto. Mudanças climáticas e planejamento urbano: uma análise do Estatuto da Cidade. Em: VI Encontro Nacional da Anppas. Belém, p. 1-15, 2012.

BRASIL. Ministério da Ciência e Tecnologia. Análise da vulnerabilidade da população brasileira aos impactos sanitários das Mudanças Climáticas. Publicação e divulgação:Coordenadação Geral de Mudança Global de Clima, 2007.Cooperação Técnica:Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos - CPTEC/INPE Departamento de Métodos Estatísticos – DME/UFRJ. In: http://www.mct.gov.br/upd_blob/0014/14534.pdf

BRASIL, Ministério do Meio Ambiente. Plano Nacional de Adaptação à Mudança do Clima: Sumário Executivo. Brasília, 16pp, 2016.

BRASIL, Presidência da República. Lei 12.187 de 29 de dezembro de 2009. Institui a Política Nacional sobre Mudança do Clima. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2009/lei/l12187.htm

BRASIL. Senado Federal. Comissão de Meio Ambiente. Avaliação sobre a Política nacional sobre Mudança do Clima. Disponível em: file:///C:/Users/User/Downloads/ARQUIVO_PORTAL_CMA_5226ComissaoPermanenteCMA20191206.pdf Acesso em 19/09/2020.

BRUNTDLAND, G. H.. World Commission on Environmentand Development. 1987. Our Common Future: Report of the World Commission on Environment and Development.

CAVALCANTI, C. et al. Meio ambiente, desenvolvimento sustentável e políticas públicas. Editora Cortez, 2a edição, 2001.

FREY, Klaus. A dimensão político-democrática nas teorias de desenvolvimento sustentável e suas implicações para a gestão local. Revista Ambiente & Sociedade. Ano IV nº 9, 2001.

IPCC. Fourth Assessment Report: impacts, adaptation and vulnerability summary for policymakers. Working Group II Contribution to the Intergovernmental Panel on Climate Change Fourth Assessment Report Climate Change, 2007.

IPCC. Assessment Report nr.5 Climate Change 2014: Impacts, Adaptation, and Vulnerability. Disponível em: https://www.ipcc.ch/report/ar5/wg2/ Acesso em: 17/09/2020.

LEFF, Enrique. Epistemologia Ambiental. 2ª. Edição, São Paulo: Cortez Editora, 2002.

LINDOSO, D. et al. Harvesting Water for Living with Drought: Insights from the Brazilian Human Coexistence with Semi-Aridity Approach towards Achieving the Sustainable Development Goals. Sustainability, v. 10, n. 3, p. 622, 28 fev. 2018.

MARENGO, J. A. Água e mudanças climáticas. Estudos avançados, v. 22, n. 63, p. 83-96, 2008.

MARENGO, J. A. et al. Mudanças Climáticas Globais e efeitos sobre a biodiversidade. Sub-projeto: Caracterização do Clima Atual e Definição das Alterações Climáticas para Territórios Brasileiros a Longo do Século XXI. MMA, 2007.

MARENGO, A. José. Vulnerabilidade, impactos e adaptação à mudança do clima no semi-árido do Brasil. Parcerias Estratégicas, n. 27, 2008. In: http://www.cgee.org.br/prospeccao/doc_arq/prod/registro/pdf/regdoc5034.pdf

MARGULIS, S. A.; MORAIS, L.M. Rumo a um Framework para Cidades e Mudanças do Clima no Brasil. Banco Mundial. Relatório em análise interna do Banco. Brasília, 96pp, 2016.

MILHORANCE De C. C.; SABOURIN E.; MENDES, P. Implementação e coordenação das políticas de adaptação às mudanças climáticas no semiárido baiano e pernambucano. Brasília: UNB [Universidade de Brasilia]-CIRAD, 40 p. (Série Working Papers / INCT, 4), 2020. Disponível em: http://inct-odisseia.i3gs.org/publicacoes/serie-working-papers/

MORIN, Edgar. Os Sete Saberes Necessários à Educação do Futuro. Tradução de Catarina Eleonora F. da Silva e Jeanne Sawaya: Revisão Técnica de Edgard de Assis Carvalho – 2ª. Edição, São Paulo: Cortez Editora, 2000.

NEVES, Claudio Freitas; MUEHE, Dieter. Vulnerabilidade, impactos e adaptação a mudanças do clima: a zona costeira. Parcerias estratégicas, v. 13, n. 27, p. 217-296, 2010.

NAE. Mudança de clima: negociações internacionais sobre a mudança de clima: vulnerabilidade, impactos e adaptação á mudança de clima. Cadernos NAE, v. 1. Brasília, 2005.

NOBRE, C. A. Mudanças Climáticas Globais: possíveis impactos nos ecossistemas do país. Parecerias Estratégicas, 2001. In: http://ftp.unb.br/pub/unb/ipr/rel/parcerias/2001/3390.pdf

NOBRE, Marcos; DE CARVALHO AMAZONAS, Maurício. Desenvolvimento sustentável: a institucionalização de um conceito. Edições Ibama, 2002.

NOBRE, Carlos A.; SAMPAIO, Gilvan; SALAZAR, Luis. Mudanças climáticas e Amazônia. Ciência e Cultura, v. 59, n. 3, p. 22-27, 2007.

PAAVOLAA, Jouni,T, ADGERA, W. Neil. Fair adaptation to climate change. Ecological Economics 56 594– 609. Centre for Social and Economic Research on the Global Environment, University of East Anglia, Norwich. United Kingdon, 2006. In: www.elsevier.com/locate/ecolecon

PELLEGRINO, Giampaolo Queiroz; ASSAD Eduardo Delgado, MARINZ Fábio Ricardo. Mudanças climáticas globais e a agricultura no Brasil. MultiCiência, n. 08, 2007. In: http://www.multiciencia.unicamp.br/artigos_08/a_08_8.pdf

UNDP - A Quarterly Update of Activities. United Nations Development Programme & Climate Change Adaptation, 2009. .In: www.undp.org/mdtf/mdgf/docs/2009

UNFCCC - climate change: impacts, vulnerabilities and adaptation in developing countries. United Nations Framework Convention on Climate Change, 2007. In: http://unfccc.int/resource/docs/publications/impacts.pdf

SACHS, Ignacy. Estratégias de Transição para o Século XXI. Desenvolvimento e Meio Ambiente. São Paulo, Studio Nobel/FUNDAP, 1993.

_____. Caminhos para o Desenvolvimento Sustentável. Rio de Janeiro: Garamond, 2000.

SANTOS, Boaventura de Sousa. A Critica da razão indolente. São Paulo: Cortez Editora, 2000.

STERN, N. The Economics of Climate Change. Executive Summary". London, HM Treasury, 2006.

VOS, Rob. et al. An integrated approach needed for the

growing threat of climate-related insecurity. Revista Ciência e Desenvolvimento Network – SciDev.Net. UN-DESA Policy Brief, no. 6, 2008.

WWF. World Wildlife Foundation. Guia de Adaptação às Mudanças Climáticas: para entes federativos. Brasília, 2017.




DOI: https://doi.org/10.34188/bjaerv3n4-029

Apontamentos

  • Não há apontamentos.