Diagnóstico parasitológico de cães recolhidos pelo centro de controle de zoonoses em região do agreste do Brasil / Parasitological diagnosis of dogs collected by the zoonoses control center in the agreste Brazil region

Anita de Souza Silva, Rogéria Pereira Souza, Victória Rafaela Nunes dos Santos, Jamisson Bispo de Sousa Santos, João Vinícius Santos Craveiro, Geyanna Dolores Lopes Nunes, Priscila Lima dos Santos, Roseane Nunes de Santana Campos

Resumo


O cão pode transmitir diversas enfermidades ao homem, principalmente zoonoses. Destas, as principais transmitidas por cães são as endoparasitoses intestinais, com grande destaque na saúde pública. Desse modo, o presente trabalho tem como objetivo realizar o diagnóstico coproparasitológico dos cães recolhidos pelo Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) do município de Lagarto, Sergipe. Para isso, as amostras de fezes foram coletadas nos canis do CCZ, logo após a excreção destas pelos animais. Utilizou-se a técnica de Willis-Mollay, pois, essa técnica demonstra eficiência no diagnóstico qualitativos de ovos de helmintos e oocistos de protozoários, utilizando a solução hipersaturada de cloreto de sódio com densidade de 1,182 g/cm³. A presença dos ovos/oocistos de endoparasitas foi confirmada por meio de microscopia óptica. Foram detectados ovos de helmintos: Ancylostoma spp., Toxocara canis e Dypilidium caninum e oocisto de protozoários: Cystoisospora spp. Desse modo, orientar os tutores sobre atitudes de tutoria responsável quanto a importância e periodicidade da vermifugação é imprescindível para prevenção das endoparasitoses.


Palavras-chave


Cães, Helmintos, Saúde pública

Texto completo:

PDF

Referências


BARROS, C. A., MORI, F. M. R. L., EVERS, F., PACHECO, G. D. Helminto gastrointestinal em cães e sua correlação com os principais medicamentos de controle da zoonose. Ciência Veterinária UniFil, [S.l.], v. 1, n. 1, p. 84-90, abr. 2018. ISSN 2595-7791. Disponível em: . Acesso em: 27 ago. 2020.

CAMPOS, D. R. Epidemiologia e Controle dos Principais Endoparasitos de Cães e Gatos Domiciliados no Município de Alegre-ES. 2014. 87p. Dissertação de Mestrado em Ciências Veterinárias – Centro de Ciências Agrárias, Universidade Federal do Espírito Santo, Alegre, ES, 2014. Disponível em:. Acesso em: 27 ago. 2020.

CARDOSO, D. P., OLIVEIRA, R. P., ESTRELA, D. S., SARAIVA, L. A., FARIAS, M. P. O., SILVA, P. O. Perfil dos tutores de cão e gato no município de Bom Jesus-PI. PUBVET, Maringá, v.10, n.8, p.580-586, 2016.

ESCCAP. European Scientific Council Companion Animal Parasites. 2020 Endoparasitoses Guidelines. Disponível em:. Acesso em: 29 ago. 2020.

LEAL, P. D. S. A.; MORAES, M. I. M. R.; BARBOSA, L. L. O.; FIGUEIREDO, L. P.; SILVA, S. L.; LOPES, C. W. G. Parasitos gastrintestinais em cães domiciliados atendidos em serviço de saúde animal, Rio de Janeiro, Brasil. Rev. Bras. Med., v. 37, p. 37-44, 2015.

MCNEILL, E. A. Revista do Médico Veterinário de Animais de Estimação. Veterinary focus. União Europeia. v 26. nº 2. ISSN: 2430-7874. Jun 2016. Disponivel em:. Acesso em: 15 abri 2020.

OLIVEIRA- NETO, R. R., SOUSA, V. F., CARVALHO, P. F. G., FRIAS, D. F. R. Nível de conhecimento de tutores de cães e gatos sobre zoonoses. Rev. Salud pública, Bogotá, v. 20, n. 2, p. 198-203, 2018.

ORTEGA- PACHECO, A. La sobrepoblácion canina: un problema con repercusiones potenciales para la salud humana. Revista Biomédica, Yucatán, v.12, n. 4, p. 290-291, 2001.

PRATES, L., PACHECO, L. S. KUHL, J. B., DIAS, M. L. G. G, ARAÚJO, S. M., PUPULIN, A. R. T. Frequência de parasitos intestinais em cães domiciliados da cidade de Maringá, PR. Arq. Bras. Med. Vet. Zootec., v.61, n.6, p.1468-1470, 2009. Disponível em:< https://www.scielo.br/pdf/abmvz/v61n6/v61n6a33.pdf>. Acesso em: 29 ago. 2020.

SALLES, S. P. X.; MENEZES, R. C. A. A. Perfil sanitário de cães domiciliados no campus da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro com ênfase na prevalência de parasitos intestinais e fatores associados. Revista Clínica Veterinária, Rio de Janeiro, n.77, p.48-60, 2008.

SOUSA, A. M. F., LEITE, A. I., MOURA, E. S. R., SAKAMOTO, S. M., FONSECA, Z. A. A. S. Animais recolhidos pelo centro de controle de zoonoses (CCZ): um estudo de casos no município de Mossoró-RN. PUBVET, Londrina, v.4, n. 2, p.717-722, 2010.

TAYLOR, M. A., COOP, R. L., WALL, R. L. Parasitologia veterinária/M. A. Ta; tradução José Jurandir Fagliari, Thaís Gomes Rocha. – 4. ed. – Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, p. 1126, 2017.

WILLIS, H. H. A simple levitation method for the detection of hook worm ova. Medical Journal of Australia, Austrália, v. 8, n. 18, p.375-376, 1921.




DOI: https://doi.org/10.34188/bjaerv3n4-016

Apontamentos

  • Não há apontamentos.