As representações dos vastos sertões da Província de Goiás nos relatos de Auguste Saint-Hilaire e Johann Emanuel Pohl / The representations of the vasts deserts of the Province of Goiás in reports of Auguste Saint - Hilaire and Johann Emanuel Pohl

Edilamar Rodrigues de Jesus e Faria

Resumo


O estudo objetiva apresentar e discutir as representações da Província de Goiás nos relatos de viagem dos naturalistas europeus que passaram pela província no século XIX. Nosso recorte metodológico privilegiará os relatos de Saint-Hilaire (1779-1853) e Pohl (1782-1834), que recolheram amostras de plantas, descreveram as condições ambientais do Cerrado, anotaram suas percepções etnográficas, constituindo um cenário propício para o trabalho com as representações culturais de Goiás no período.  A investigação restringe a Província de Goiás e a interpretação dos aspectos de naturais e etnográficos de relação sócio-histórica distinta da civilização litorânea. Busca-se compreender o momento histórico dessa mobilização às terras distantes. O referencial teórico-metodológica privilegiará as discussões centradas na história da ciência e o background científico que orientou os naturalistas em suas viagens. Os pressupostos conceituais do “Sertão” como forma de interpretação do Brasil. A metodologia empregada foi a revisão bibliográfica, com base no contexto biográfico dos viajantes naturalistas.


Palavras-chave


Província de Goiás, Representações, Sertão e Naturalistas

Texto completo:

PDF

Referências


Hoehne, F.C. 1941, O jardim Botânico de São Paulo. Secretaria da Agricultura, Indústria e Comércio de São Paulo, São Paulo. 194 pp.

Japiassú, H. 2001, O projeto masculino-machista da ciência moderna In Soares LC, 2001. Da Revolução Científica ao Big (Business) Science. São Paulo: HIUTEC- Niterói: EDUFF, 67-104 pp.

Kury, L.B. 2001, Entre a Utopia e o Pragmatismo: A história natural do Iluminismo tardio In Soares LC, 2001. Da Revolução Científica ao Big (Business) Science. HIUTEC, São Paulo – EDUFF, Niterói, 105-154 pp.

____2013, História Natural, utilidade e felicidade no Iluminismo francês In Funes et al. Natureza e Cultura, Capítulos de História Social. Col. História Social. Expressão Gráfica, Fortaleza 09 - 21 pp.

____1995, (trad.)Auguste de Saint-Hilaire, viajante exemplar - La politique des voyages et laculture scientifique d'Auguste de Saint-Hilaire (1779-1853), dans Les naturalistes français en Amérique du Sud : XVIe-XIXe siècles, sous la dir. de Yves Laissus, Paris, 234-245 pp.

Lago, P.C. & Frank, L. 2005. O Conde de Clarac e a Floresta Virgem do Brasil. Louvre, Chadeine.

Lima, N.T. 2013, Um sertão chamado Brasil. São Paulo: Hucutec.

Freud, S. (1856-1939) 1996, Obras Completas de S.F. ed. Standart Brasileira (Dir. Jaime Salomão). Imago, Rio de Janeiro.

Muséum National D’histoire Naturelle, 1981. Voyages et Découvertes: des voyageurs naturalistes aus chercheurs scientifiques. Jardin des Plantes, Paris.

Neves, E.F. 2012, Sertão Recôndito, Polissêmico e Controvertido In KURY LB (org.) et al. Sertões adentro: Viagens nas caatingas séculos XVI a XIX. Andreia Jacobson Estúdio, Rio de Janeiro.

Pohl, J.E. (1817)1976, Viagem no Interior do Brasil. Itatiaia, São Paulo.

Saint-Hilaire, A.1847(1848). Voyage aux Sources du Rio de S. Francesto et dans La Province de Goyaz. Tome Premier, Paris, Arthus Bertrand, Libraire aditeur, Libraire de la Societé de Geographie.

______. Voyages dans l'intérieur du Brésil. Partie 3,Tome1. Arthur Bertrad, Paris.

______ 2004. Viagem às nascentes do Rio São Francisco. Itatiaia, Belo Horizonte.

______ 1975, Viagens a Província de Goiás. Itatiaia, São Paulo.

Palacin, L. 2001, O século do Ouro em Goiás: 1722-1822. UCG, Goiânia.

Soares, L.C. 2001, Da Revolução Cientifica ao Big (Business) Science. HIUTEC São Paulo- EDUFF Niterói, 17-66 pp.

_______.2001, O Nascimento da Ciência Moderna os Caminhos diversos da Revolução Científica nos Séculos XVI e XVII. In Da Revolução Cientifica ao Big (Business) Science. HIUTEC São Paulo- EDUFF Niterói, (pp.17-104).

Neiva, A. & Penna, B. 1916, “Viagem Científica pelo Norte da Bahia, Sudoeste de Pernambuco, Sul do Piauí e de Norte a sul de Goiáz” In Memórias do Instituto Oswaldo Cruz. Vol. 8, 74-224pp.




DOI: https://doi.org/10.34188/bjaerv3n4-006

Apontamentos

  • Não há apontamentos.