Resíduos sólidos nas construções socias do povoado Trindade-BA / Resíduos sólidos nas construções socias do povoado Trindade-BA

Jorge Luis Oliveira Silva, Everton Nogueira Carvalho, Bárbara de Santana Nogueira, Ana Luiza Rabêlo Santa Rosa Lima, Fabricio Ribeiro Matos, Danillo Oliveira Leal, Fabricia Lima de Matos Varjão, Malena Rabelo de Andrade

Resumo


Entre os diversos tipos de resíduos gerados no ambiente com base no aproveitamento de resíduos de qualquer natureza, destacam-se os das atividades de construções e demolições, que causam graves impactos socioambientais. Esses materiais tem um importante papel dentro desse universo paralelo às atividades das engenharias civil e agrícola, contudo faz de necessário a busca de soluções rápidas e eficazes para sua gestão adequada, que enfoquem melhor a sua disposição final e reutilização na cadeia produtiva da construção civil.

Desta forma, os resíduos não reutilizados, ficam então, depositados em aterros sanitários, podendo, a curto e longo prazo, trazer problemas de saúde a população circunvizinha. Todavia, esses resíduos sólidos poderiam serem usados de diversas maneiras, possibilitando assim, a efetiva diminuição de impactos ambientais que os mesmos poderiam provocar no meio ambiente. Contudo, esse trabalho visa também à utilização destes resíduos nas construções sócias (Escolas, Posto de Saúde, Praça de Lazer, Pavimentação) do Povoado Trindade, no entanto, vale ressaltar que esses tipos de construção são planejadas/executadas pelas prefeituras municipais ou pelo Estado, onde é fundamental a busca por produtos sustentáveis, buscando assim o menor custo beneficio da obra. 


Palavras-chave


Impacto ambiental, Planejamento, Sustentabilidade, Construções Sociais.

Texto completo:

PDF

Referências


Brasil. Resolução CONAMA Nº 307, de 5 de julho de2002.

http://www.mma.gov.br/port/conama/res/res02/res30702.html acessado em novembro de 2014.

Freire, Wesley Jorge. Tecnologias e materiais alternativos de construção./ Wesley Jorge Freire, Antonio Ludovico Beraldo (coord.)- Campinas, SP: Editora da Unicamp, 2003.

Granziera, Maria Luisa Machado, Direito Ambiental./ Maria Luisa Machado Granziera - São Paulo-SP: Editora: Atlas, 2009.

Governo do estado de São Paulo, Secretaria do Meio Ambiente, coordenadoria de planejamento ambiental. São Paulo – 2010

LIMA, John David Oliveira de; BONILLA, Oriel Herrera; CÂMARA, Carlos Píffero. Tratamento anaeróbio de dejetos orgânicos para remoção de poluentes e patôgenos provindos de suinocultura na Universidade Estadual do Ceará. Brazilian Journal of Animal and Environmental Research. V.3, n.3. Disponível em https://www.brazilianjournals.com/index.php/BJAER/article/view/14119/11802, acessado em 11/09/2020.

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE. Construção Sustentável. http://www.mma.gov.br/cidadessustentaveis/urbanismo-sustentavel/construção-sustentável acessado em Maio de 2016.

Resíduos sólidos urbanos e seus impactos sócio/organizadoras, Maria Cecília Loschiavo dos Santos, Sylmara Lopes, Francelino Gonçalves – Dias. —São Paulo: IEE-USP, 2012 82p.:Il.

RIBEIRO, Daniel Verás; MORELLI, Márcio Raymundo. Resíduos sólidos: problema ou oportunidade? – Rio de Janeiro: Interciência, 2009.

SÃO PAULO: Lei n° 12.300 de 16 de Março de 2006. Institui a Política Estadual de Resíduos Sólidos e define princípios e diretrizes.

OSVALDO, João Rodrigues Nunes. Uma contribuição metodológica ao estudo da dinâmica da paisagem aplicada a escolha de áreas para a construção de aterro sanitário em presidente prudente – SP. Presidente Prudente, 2002. Disponível em http://repositorio.unesp.br/handle11449/101 450 , acessado em 12/05/2016.




DOI: https://doi.org/10.34188/bjaerv3n3-154

Apontamentos

  • Não há apontamentos.