Análises histológicas do branqueamento em colônias de corais Siderastrea stellata (Scleractinia) em recifes de Piedade, Jaboatão dos Guararapes - PE / Histological analysis of bleaching in colonies of corals Siderastrea stellata (Scleractinia) in reefs from Piedade, Jaboatão dos Guararapes – PE

Bruna Cristina Ferreira Vasconcelos, Brenda Oliveira de Abreu, Mattheus Norões Pereira de Almeida, Júlio Brando Messias, Betty Rose de Araújo Luz, Marco Aurélio Pinto Florêncio, Mônica Simões Florêncio

Resumo


Os recifes de corais são compostos por colônias de seres vivos pertencentes ao Filo Cnidaria. Esses animais são constituídos de três camadas: epiderme e gastroderme (tecido epitelial), e mesogléia (tecido conjuntivo). Os corais estabelecem uma associação simbiótica com zooxantelas e quando essa simbiose é interrompida nota-se o branqueamento do coral. O objetivo do presente trabalho foi caracterizar, a partir de análises histológicas, o branqueamento em corais da espécie Siderastrea stellata de recife localizado em Piedade-PE. Foram realizadas coletas de fragmentos, descalcificação do coral por eletrólise e aplicação de técnicas histológicas, a fim de elaborar lâminas histológicas do tecido do coral. Com a análise microscópica, nota-se que o coral saudável apresenta integridade tecidual, enquanto no coral branqueado, a mesogleia apresenta-se volumosa e a gastroderme desorganizada. Assim, as análises histológicas são importantes para a total compreensão do arranjo tecidual do coral saudável e branqueado.


Palavras-chave


recifes de corais, branqueamento, análises histológicas.

Texto completo:

PDF

Referências


FARIAS, G.M. Análises multicriteriais dos eventos de branqueamento e doenças em Siderastrea stellata (Cnidaria, Scleractinia) dos recifes do Cabo Branco, João Pessoa. Universidade Federal da Paraíba, UFPB, Monografia de Graduação, 2016.

GLYNN, P.W. Coral reef bleaching: ecological perspective. Coral Reefs 129(1):1-17. 1993.

GLYNN, P. W.; MATÉ, J. L.; BAKER, A.C.; CALDERON, M.O. Coral reef bleachingand mortality in Panama and Ecuador during the 1997-1998 EL NiÑo- Southern oscillation event: spatial/temporal patterns and comparison with the 1982-1983 event. Bull Mar Sci, v. (69), n. 1: p.79-109, 2001.

LILLIE, R. D. & amp; FULLMER, H. Histopathologic Techinic and Pratical Histochemistry. 4 ed. New York, Mcgraw-Hill, 1976.

MUSCATINE, L. Endosymbiosis of cnidarians and algae. In: Muscatine, L.; Lenhoff, H. M. (Eds.) Coelenterate Biology. Reviews and new perspectives, Academic Press, New York, p.359-389, 1974.

COSTA, C.F., AMARAL, F.M.D. & SASSI, R. Branqueamento em Siderastrea stellata (Cnidaria, Scleractinia) da praia de Gaibu, Pernambuco, Brasil. Revista Nordestina de Biologia. 15(1):15-22. 2001.

SOARES, M.O.; RABELO, E. F. Primeiro registro de branqueamento de corais no litoral do Ceará (Ne, Brasil): indicador das mudanças climáticas? Geociências, UNESP, São Paulo, v. 33, n.1, p. 1-10. 2014.

WORK, T. M.; AEBY, G. S. Pathology of tissue loss (white syndrome) in Acropora sp.

Corals from the Central Pacific. Journal of Invertebrate Pathology, v. (107): p. 127– 131,




DOI: https://doi.org/10.34188/bjaerv3n3-134

Apontamentos

  • Não há apontamentos.