Degradabilidade in vitro do bagaço de cana-de-açúcar com uréia e enzimas fibrolíticas exógenas / In vitro degradability of sugarcane bagasse with urea and exogenous fibrolytic enzymes

Fábio Martins Oliveira, Mauro Pereira de Figueiredo, João Paulo Santos Roseira, Roseane Mendonça de Figueiredo, Joel Queiroga Ferreira, Egídio Carlos de Oliveira Padre, Fernando Salgado Bernardino, Yann dos Santos Luz

Resumo


Objetivou-se avaliar a degradabilidade in vitro da matéria seca (DIVMS) e da fibra em detergente neutro (DIVFDN) do bagaço de cana com uréia e enzimas fibrolíticas exógenas. O bagaço de origem não industrial, foi submetido a dois níveis de uréia (0 e 7%) e três níveis de enzimas fibrolíticas (0; 0,5 e 1%) na base seca. Amostras de 0,5 g dos bagaços foram incubadas por períodos de 0, 6, 12, 18, 24, 48, 72 e 96 h. Para DIVMS, verificou-se interação (P<0,05) entre uréia e enzimas fibrolíticas para tempo de colonização (TC). Para o bagaço sem adição de uréia, a adição de enzimas não alterou este parâmetro. Porém, nos bagaços que receberam uréia foram encontrados maiores TC (P<0,05) para o bagaço com 0,5% de enzimas em relação ao bagaço que não recebeu enzimas e com 1% de enzimas. A fração solúvel “a”, coeficiente “c”, e degradabilidade efetiva (DE) a taxas de passagem de 2, 5 e 8% decresceram (P<0,05), enquanto que a fração potencialmente degradável “b” e degradabilidade potencial (DP) não sofreram alteração com o uso da uréia. A adição de enzimas nas doses de 0,5 e 1% elevou a DE. Conclui-se que a adição de uréia reduz a fração solúvel “a”, coeficiente “c” e DE da MS no bagaço obtido de forma artesanal na fabricação de aguardentes. A adição de enzimas na dose de 0,5 e 1% eleva a DE da MS. O uso de uréia e enzimas no bagaço com teores mais elevados de carboidratos não fibrosos, do que os de origem industrial, aumenta o TC da MS e não altera os parâmetros de degradação e degradabilidade da FDN.


Palavras-chave


celulase, hemicelulase, tratamento químico, volumoso.

Texto completo:

PDF

Referências


ALLI, I.; FAIRBAIRN, R.; BAKER, B.E. et al. The effects of ammonia on the fermentation of chopped sugarcane. Animal Feed Science and Technology, v.9, p.291-299, 1983.

ANKOM TECHNOLOGY - 08/05, In Vitro True Digestibility using the DAISYII Incubator [on line], 2010. Disponível em Acesso em 15 de julho de 2010.

BEAUCHEMIN, K.A.; RODE, L.M.; YANG, W.Z. et al. Enzymes and direct fed microbials in diets dairy cows, 2000. In: PROCEEDINGS OF THE TRISTATE NUTRITION CONFERENCE, 2000. 10 p.

CARVALHO, G.G.P.; PIRES, A.J.V.; GARCIA, R. et al. Degradabilidade in situ da matéria seca e da fração fibrosa do bagaço de cana-de-açúcar tratado com uréia. Ciência Animal Brasileira, v.8, p.447-455, 2007.

FERREIRA, M.A.; SILVA, R.R.; RAMOS, A.O. et al. Síntese de proteína microbiana e concentrações de uréia em vacas alimentadas com dietas à base de palma forrageira e diferentes volumosos. Revista Brasileira de Zootecnia, v.38, p.159-165, 2009.

GESUALDI, A.C.L.S.; SILVA, J.F.C.; VASQUES, H.M. et al. Efeito da amonização sobre a composição, retenção de nitrogênio e a conservação do bagaço e da ponta de cana-de-açúcar. Revista Brasileira de Zootecnia, v.30, p.508-517, 2001.

KRUEGER, N.A.; ADESOGAN, A.T.; STAPLES, C.R. Effect of method of applying fibrolytic enzymes or ammonia to Bermudagrass hay on feed intake, digestion, and growth of beef steers. Journal of Animal Science, v.86, p.882-889, 2008.

KUNG JR, L.; COHEN, M.A.; RODE, L.M. et al. The effect of fibrolytic enzymes sprayed onto forages and fed in a total mixed ratio to lactating dairy cows. Journal of Dairy Science, v.85, p.2396-2402, 2002.

MARTINS, A.S.; VIEIRA, P.F.; BERCHIELLI, T.T. et al. Degradabilidade in situ e observações microscópicas de volumosos em bovinos suplementados com enzimas fibrolíticas exógenas. Revista Brasileira de Zootecnia, v.36, p.1927-1936, 2007.

McDONALD, I. 1981. A revised model for the estimation of protein degradability in the rumen. Journal of Agricultural Science, v.96, p.251-252, 1981.

MERTENS, D.R.; LOFTEN, J.R. The effect of starch on forage fiber digestion kinetics in vitro. Journal of Dairy Science, v.63, p.1437-1446, 1980.

MILLER, G.H. Use a dinitro-salicílico acid reagent for determination of reducing sugar. Analytical Chemistry, v.31, p.426-429, 1959.

MIRANDA, R.L.A.; COBOS, M.A.P.; MENDOZA, M.G.D. et al. Degradación in vitro de rastrojo de maíz con cultivos mixtos de bacterias ruminales. Agrociência, v.33, p.133-139. 1999.

NUNES, C.S.; VELASQUEZ, P.A.T.; CARRILHO, E.N.V.M. et al. Material alternativo para confecção de filtros empregados na metodologia “nylon bag” para determinação de fibra. In: REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ZOOTECNIA, 42, 2005, Anais...Goiânia, 2005. CD-ROM.

PAIVA, J.A.J.; GARCIA, R.; QUEIROZ, A.C. et al. Efeito dos níveis de amônia anidra e períodos de amonização sobre a degradabilidade da matéria seca e de constituintes da parede celular da palhada de milho (Zea mays L.). Revista Brasileira de Zootecnia, v.24, p.693-705, 1995.

PIRES, A.J.V.; GARCIA, R.; VALADARES FILHO, S.C. et al. Degradabilidade do bagaço de cana-de-açúcar tratado com amônia anidra e, ou, sulfeto de sódio. Revista Brasileira de Zootecnia, v.33, p.1071-1077, 2004.

SARMENTO, P.; GARCIA, R.; PIRES, A.J.V. et al. Grãos de soja como fonte de urease na amonização do bagaço de cana-de-açúcar com uréia. Scientia Agricola, v.58, p.223-227, 2001.

STATISTICAL ANALYSES SYSTEM - SAS. User‘s guide statistics: version 8.0 edition. Cary, 1999. 956p.

SILVA, N.; JUNQUEIRA, V.C.A.; SILVEIRA, N.F.A. Manual de métodos de análise microbiológica de alimentos. São Paulo: Varela, 1997. 295p.

SILVA, D.J.; QUEIROZ, A.C. Análise de alimentos: métodos químicos e biológicos. Viçosa, MG: UFV, 2005. 235p.

SNIFFEN, C.J.; O’CONNOR, J.D.; VAN SOEST, P.J. et al. A net carbohydrate and protein system for evaluating cattle diets: II. Carbohydrate and protein availability. Journal of Animal Science, v.70, p.3562-3577, 1992.

SUNDSTOL, F.; COXWORTH, E.M.; MOWAT, D.N. Mejora del valor nutritivo de la paja mediante tratamiento com amoníaco. Revista Mundial de Zootecnia, v.26, p.13-21, 1978.

TANG, S.X.; TAYO, G.O.; TAN, Z.L. et al. Effects of yeast culture and fibrolytic enzymes supplementation on in vitro fermentation characteristics of low-quality cereal straws. Journal of Animal Science, v.86, p.1164-1172, 2008.

YOSHIOKA, H.; CHAVANICH, S.; NILUBOL, N. et al. Production and characterization of thermostable xylanase from Talaromyces byssochlamydoides YH-50. Agricultural and Biological Chemistry, v.45, p.579-586, 1981.




DOI: https://doi.org/10.34188/bjaerv3n3-109

Apontamentos

  • Não há apontamentos.