Um estudo sobre a importância da espécie urubu-de-cabeça-preta para os alunos do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão-Campus Codó / A study on the importance of the urubu-de-cabeça-preta study for students at the Federal Institute of Education, Science, and Technology of Maranhão-Campus Codó

Luciana Guimarães Sanches, Ayrna Katrinne Silva do Nascimento, Francisca Inalda Oliveira Santos, Naiara Eva Araújo Cruz

Resumo


Para a maioria das pessoas, os Urubus (Cathartiformes: Cathartidae) são aves feias, nojentas, sujas, que vivem em lixões e comem carniça. De certa forma, assim feito outras aves carniceiras, esta ave é útil ao ser humano na medida em que, ao comer a carne de animais mortos, evita uma série de epidemias. Os Urubus, por sua vez, mantêm o ambiente em que vivem limpo, eliminando desde carcaças até ossos, sendo responsáveis pela eliminação de 95% das carcaças de animais mortos na natureza. Com isso, eles ajudam a prevenir a propagação de doenças, eliminando bactérias que poderiam adoecer ou matar muitos animais selvagens e domésticos. Estudos demonstram que áreas onde não há Urubus, as carcaças levam até três ou quatro vezes mais tempo para se decompor. Os objetivos da presente pesquisa foram: obter informações acerca dos Urubu-de-cabeça preta (Coragypsatratus) presentes na região de Codó, tentando compreender seus hábitos alimentares, suas características fisiológicas e biológicas, e a contribuição que o mesmo possui tanto na cadeia alimentar como para o meio ambiente; conhecer as noções dos alunos do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Maranhão a cerca da importância deste animal para a natureza; sensibilizar os mesmos em relação aos possíveis benefícios que o Urubu favorece também para o ser humano; buscar amenizar a visão preconceituosa que muito dos alunos tem sobre este animal, fazendo com que os mesmos repassem e conscientize o restante da população.


Palavras-chave


Urubu-de-cabeça preta, Cadeia Alimentar, Meio Ambiente, Benefícios.

Texto completo:

PDF

Referências


DEVAULT, T.L, RHODES, O.E; J.A 2003. Mini-review: Scavenging by vertebrates: behavional, ecological, and evolutionary perspectives on an importante energy trnsfer pathway in terrestrial ecosystems. Oikos. 102: 225-234.

RUXTON, GD & HOUSTON D.C. 2004. Obligate scavengers must be soaring fiers. Journal of Theoretical Biology. 228: 431-436

HOUSTON, D.C. 1986. Scavenging efficiency of Turkey vultures in Tropical forests. The Condor. 86:318-323.

MCSHEA, W.J, REESE, E.G., Small, T.W, P.J. 2000. Na experimente on the ability of free-ranging turkey vultures (cathartes aura) to locate carrion by chemical cues. Chemoecology. 10: 49-50.

WILTON, M.L. 1986. Scavenging and its possible effects upon predation: a selective review of literature. Akes. 22: 155-180.

GILL, F. B. 1995. Ornithology. 3° edição ed. New York: Freeman and Company, 766p.

BETRAM, C.C.R. 1070. Serengueti predatos and their social systems. In Sinclair, A.R.E. Northon-Griffiths, M. (Eds.) Serengueti: Dynamics of na Ecosystem. Univesity Press, Chicago, pp.221-245.

HOUSTON, D.C. 1979. Vultures. In Sinclair, A.R.E, Norton-Griffiths, M(Eds), Serengeti-Dynamics of an Ecosystem Cambridg University Press, Cambridge, pp. 263-286.

HOUSTON, D.C.1994. Family Cathartidae (New World vultures) In: del Hoyo, J.; Elliot, A.; Sargatal, J. (eds.) Handbook of the birds of the world. v. 2. New World vultures to Guineafowl. P. 24-41. Barcelona, Lynx Edicions.

SICK, H. 1997. Ornitologia Brasileira. Rio de Janeiro, Ed. Nova fronteira, 862 p.

Ferguson-Lees, J.; Christie, D. A. 2001. Raptors of the world. Boston, Houghton Mifflin company, 992 p.

PACIEVITCH. T. Urubu. Disponível em: < http://www.infoescola.com/aves/urubu/>. Acesso em: 13 de agosto de 2014

Willian Meng. Aves de Rapina Brasil. Disponível em: Acesso em: 18 setembro de 2014

ARAGUAIA. M. A importancia dos dentritívoros e decompositores. Disponível em: Acesso em: 15 de outubro de 2014




DOI: https://doi.org/10.34188/bjaerv3n3-108

Apontamentos

  • Não há apontamentos.