Avaliação das propriedades físicas de três espécies florestais amazônicas / Evaluation of the physical properties of three Amazonian forest species

Raul Negrão de Lima, José Almir Sampaio Neves, Felipe de Souza Oliveira, Juliana Fonseca Cardoso, Iêdo Souza Santos, João Rodrigo Coimbra Nobre

Resumo


O estudo de propriedades físicas da madeira torna-se extremamente relevante quanto a associação às transformações que a madeira pode sofrer. Nesse sentido, o objetivo do trabalho foi de determinar as propriedades físicas de Goupia glabra Aubl., Pouteria oppositifolia Vahl. Nichols e Handroanthus serratifolia Ducke. Os ensaios de densidade básica, teor de umidade, Retratibilidade volumétrica e linear (radial, tangencial e longitudinal), foram realizados de acordo com a norma ABNT NBR 7190/97. Verificou-se que H. serratifolia apresentou maior densidade básica com 0,95 g/cm³, enquanto que G. glabra a menor densidade com 0,71 g/cm³. Constatou-se que, H. serratifolia apresentou os maiores valores de contrações lineares, volumétricas e coeficiente anisotrópico. G. glabra, P. oppositifolia e H. serratifolia, foram classificadas em madeiras leve, média e pesada, respectivamente. De acordo com o coeficiente de anisotropia G. glabra e P. oppositifolia são madeiras com maior estabilidade e H. serratifolia como de média a baixa qualidade ou normal.


Palavras-chave


Paragominas, Goupia, Pouteria, Handroanthus.

Texto completo:

PDF

Referências


Almeida, D. H, Scaliante, R. M.; Macedo, L. B.; Macêdo, A. N.; Dias, A.; Christoforo, A. L.; Junior, C. C.; Caracterização completa da madeira da espécie amazônica paricá (schizolobium amazonicum Herb) em peças de dimensões estruturais. Revista Árvore, Viçosa-MG, v.37, n.6, p.1175-1181, 2013.

Associação Brasileira De Normas Técnicas - ABNT. NBR 7190: Projetos de estruturas de madeiras. Rio de Janeiro. 2011

Fomin, I. M. A madeira de ipê (handroanthus spp.) para arcos de violino: propriedades e avaliação de desempenho técnico. Dissertação, Universidade Federal do Paraná, Curitiba-PR, 2017.

Instituo Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais

Renováveis - Ibama. Banco de dados de madeiras brasileiras. Disponível em:

. Acesso em 19 dez. 2017.

Instituto de Pesquisa de Tecnologia – IPT. Disponível em . Acesso em 17 dez. 2017.

Lira, J. N. Qualidade do lenho de duas espécies amazônicas com base na densidade básica, anatomia e por método não destrutivo de ondas de tensão em área de manejo florestal. Dissertação, Universidade federal do Amazonas, Amazonas, 2016.

Moreschi, J. C. Propriedades da madeira. Departamento de Engenharia e Tecnologia Florestal, Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2009.

Reis, P. C. M. R. Análise estrutural e propriedades tecnológicas da madeira de espécies da Amazônia. Tese, Universidade Federal de Viçosa – MG, 2017.

Sá, P. A. D.; Vito, M. Estudo da influência da umidade nas propriedades mecânicas da madeira. Revista Técnico – Científica de Engenharia Civil-UNESC. dez, 2014. Disponível em: http://repositorio.unesc.net/handle/1/3020. Acesso em 03/05/2019.

Silva, C. E. G. Influência da região de extração em propriedades físicas e mecânicas da madeira de cupiúba (Goupia glabraaubl). Dissertação, Universidade Federal de São Carlos, 2016.

Silva, K. Anatomia da madeira de espécies comercializadas em uma serraria do município de Benevides, Pará, III CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA MADEIRA-CBCTEM, Florianópolis – SC, 2017.




DOI: https://doi.org/10.34188/bjaerv3n3-084

Apontamentos

  • Não há apontamentos.