Calibração do modelo Curva-Número para simulação do escoamento superficial em parcelas experimentais / Curve-Number model calibration for surface runoff simulation in plots

Alan Ébano de Oliveira, Anderson Zwirtes, Gabriel Oladele Awe, Paulo Ivonir Gubiani

Resumo


A modelagem hidrológica contribui para o conhecimento de processos que afetam a disponibilidade de recursos hídricos às atividades humanas. O modelo da Curva-Número (CN) é um modelo empírico amplamente usado para simulação do escoamento superficial em bacias hidrográficas, porém, exige ajustes em seus parâmetros que o tornem mais representativo do processo. O objetivo deste trabalho é verificar qual o melhor valor do parâmetro CN para a simulação do escoamento em parcelas. Foram realizadas medições de escoamento acumulado diário em seis parcelas de 15 m por 3,5 m, de 32 eventos entre outubro de 2013 e agosto de 2014. A precipitação diária foi determinada junto ao experimento e utilizada como variável de entrada no modelo. As simulações foram realizadas utilizando planilha eletrônica, ajustando o valor médio do parâmetro CN de acordo com a precipitação acumulada nos cinco dias anteriores, por meio de equações em código de VBA. A análise de desempenho do modelo consistiuna determinação do índice NSE, que indica a acurácia dos dados simulados em relação aos observados. O melhor valor médio de CN, que proporcionou maior índice NSE, foi de 74, porém o desempenho do modelo não foi satisfatório para as condições avaliadas. Portanto, é necessário realizar o ajuste dos parâmetros do modelo às propriedades do solo, utilizando métodos ou modelos de determinação dos parâmetros, que se relacionem fisicamente com o processo.


Palavras-chave


hidrologia, escoamento, avaliação estatística, NSE.

Texto completo:

PDF

Referências


CARLESSO, R.; SPOHR, R. B.; ELTZ, F. L. F.; FLORES, C. H. Runoff estimation in Southern Brazil based on Smith’s modified model and the Curve Number method. Agricultural Water Management, 98: 1020-1026, 2011.

GRIMALDI, S.; PETROSELLI, A.; ROMANO, N. Green-Ampt Curve-Number mixed procedure as an empiricaltool for rainfall–runoff modelling in small and ungauged basins. Hydrological processes, 27: 1253-1264, 2013.

GUBIANI, P. I. Regularidade da resposta da cultura do milho à compactação do solo. Santa Maria, Universidade Federal de Santa Maria, 2012. 152 f. (Tese de Doutorado)

MORGAN, R. P. C. Soil erosion and conservation. 3rd ed., Oxford, Blackwell publishing, 2005. 303 p.

MORIASI, D. N.; ARNOLD, J. G.; VAN LIEW, M. W.; BINGNER, R. L.; HARMEL, R. D.; VEITH, T. L. Model evaluation for guidelines for systematic quantification of accuracy in watershead simulations. Transactions of the ASABE, 50(3): 885-900, 2007.

TUCCI, C. E. M. (org.). Hidrologia: ciência e aplicação. Porto Alegre, Ed. da Universidade, 1993. 943 p.

USDA - NRCS (United States Departament of Agriculture-Natural Resources Conservation Service), National Engineering Handbook: Part 630 Hydrology Soil Groups. USDA NRCS, Washington, 2007.

WILLIAMS, J. R.; KANNAN, N.; WANG, X.; SANTHI, C. ARNOLD, J. G. Evolution of the SCS Runoff Curve Number Method and Its Application to continuous runoff simulation. Journal of Hydrologic Engineering, 17:1221-1229, 2012.




DOI: https://doi.org/10.34188/bjaerv3n3-072

Apontamentos

  • Não há apontamentos.