Proliferação fibroblástica reativa benigna em hamster Anão Russo (Phodopuscampbelli) - Relato de caso / Benign reactive fibroblast proliferation in Russian dwarf hamster (Phodopus campbelli) - Case report

Amanda Juliani Bispo, Camila Nunes

Resumo


Hamsters assim como as chinchilas pertencem a ordem Rodentia, e se propagaram como pet devido ao comportamento dócil e tamanho pequeno. Assim, surgiu a necessidade de estudos sobre seu manejo e patologias. Encontram-se relatos de tumores com diferentes malignidades como hemangioma, linfossarcoma, fibrossarcoma e carcinoma basocelular em hamster (1). Hiperplasia espontâneas benignas são descritas com maior ocorrência na ordem dos roedores devido ao rápido metabolismo e, comportamento como a preferência por locais menores ao seu tamanho favorecendo lesões por contato repetitivo (2). Apesar da ocorrência de tumores espontâneos nessa ordem, informações sobre a classificação, tempo de evolução e possíveis tratamentos em hamsters domésticos são escassos na literatura (3). Portanto, o presente trabalho objetiva relatar uma hiperplasia de proliferação reativa benigna na espécie Phodopuscampbelli.


Palavras-chave


roedor, neoplasia, patologia.

Texto completo:

PDF

Referências


Kondo H, Onuma M, Shibuya H, Sato T. Spontaneous tumors in domestic hamsters. Rev Vet Patho.2008; 45(5):674-680.2. Bays TB, Lightfoot T, Mayer Comportamento de animais exóticos de companhia.9. ed. São Paulo: Editora Roca;2009.3. Stabenow CS, Oliveira FCR, Santos ASO, Carvalho ECQ. Carcinoma de células escamosas em hamster de criação doméstica. Rev Univ Rur: Série Ciências da Vida Seropédica.2006;26:7-8.4. Junqueira LC, Carneiro J, Abrahamsohn Histologia Básica.13. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan;2007.




DOI: https://doi.org/10.34188/bjaerv3n3-071

Apontamentos

  • Não há apontamentos.